Dicas para um gato comer de forma saudável

· julho 27, 2018
Fatores como a quantidade de proteína ou gordura, bem como o nível de hidratação, entre outros, são fundamentais para um felino ter uma saúde de ferro.

Os gatos são animais carnívoros. Sua alimentação, quando em estado selvagem, é obtida basicamente da caça de roedores e pequenos pássaros. Isto é, carne crua, mas, atualmente, há algumas diretrizes a serem seguidas para um gato comer de maneira saudável.

Normalmente, os gatos domésticos não comem carne crua em casa, e é por isso que é importante satisfazer suas necessidades nutricionais para manter seu corpo saudável e equilibrado. É fundamental que o gato receba toda a proteína e gordura animal de que precisa.

Por que os gatos precisam de tanta proteína animal?

Entre os benefícios da proteína animal, estão:

  • Ajuda a formar a estrutura dos tendões, ossos, ligamentos, pele e unhas
  • Desenvolve funções no metabolismo e no sistema imunológico
  • Permite manter a massa muscular ideal

É muito importante para a saúde do gato que a proteína seja fornecida em quantidade e qualidade adequadas. Se a proteína é ruim ou seu consumo é deficiente, o gato perde massa muscular.

Seis dicas práticas para um gato comer de forma saudável

  1. Dieta à base de carne

A carne é a base da dieta de qualquer gato. Um gato adulto precisa de pelo menos 25% de proteína em sua dieta diária, uma porcentagem que aumenta para 30% em filhotes e gatas prenhas. Sua dieta natural também é baseada em uma alta ingestão de gordura animal, sua principal fonte de energia.

gato quer comida

Sugere-se investir em alimentos de alta qualidade, já que estes contêm nutrientes balanceados com muita proteína, gordura animal e poucos carboidratos.

Para garantir essas proporções, é aconselhável verificar os rótulos das tabelas nutricionais, ao comprar em lojas e supermercados. Esta decisão terá um impacto sobre a saúde a longo prazo e bem-estar do felino.

  1. Alimente-o com alimentos secos e úmidos

É recomendado que os gatos consumam uma maior proporção de ração. Por ser um alimento seco, permite ao gato mastigar e, assim, remover o tártaro dos dentes. Este tipo de alimento vem em formatos específicos em relação à idade e nível de atividade do gato. E a melhor parte é que você não precisa cozinhar.

gato comendo

Além da ração seca, é aconselhável incluir em sua dieta latas de comida úmida, um alimento que é muito mais atraente para o gato por causa de seu cheiro. Este tipo de produto é recomendado porque inclui 70% de água, o que facilita a hidratação ideal. Isso é muito positivo, já que os gatos geralmente bebem menos água do que precisam.

  1. Sempre ofereça água

Um nível adequado de fluido vital ajuda os rins a funcionarem bem. Também permite uma regulação correta da temperatura do seu corpo. Para manter bem as duas funções, é recomendável que eles tenham sempre uma fonte cheia de água limpa e fresca.

A falta de água nos felinos pode causar sérios problemas de saúde, como danos aos rins e formação de cristais na urina. Além disso, o animal pode ficar desidratado.

  1. Não o alimente com restos de comida humana

Como vimos, os gatos têm necessidades nutricionais muito diferentes das dos humanos. Fornecer alimentos inadequados pode causar obstrução intestinal, vômitos ou diarreia. Além disso, pode causar obesidade, um problema muito comum entre os gatos domésticos.

  1. Pequenas porções de comida para um gato comer de forma saudável

Em geral, os gatos não comem toda a comida que têm à sua disposição. Portanto, se o gato não é obeso ou não tende a comer toda a comida de uma só vez, você pode deixar a comida no prato para quando ele estiver com fome.

Outra opção é alimentá-lo em horários específicos para controlar seu peso. O peso adequado de um gato é evidente em suas costelas: estas devem ser cobertas com uma camada de gordura e, ao mesmo tempo, deve ser fácil senti-las com o toque.

  1. Controle a formação de bolas de pelo no estômago

O gato tem o hábito de se limpar lambendo todo o corpo. Esta é uma das razões pelas quais é comum engolir os pelos que permanecem em sua língua. Dessa forma, as bolas de pelo que são formadas no estômago são eliminadas através de vômito ou fezes.

No entanto, bolas muito grandes podem causar um bloqueio no trato intestinal. O dono do felino pode facilitar a remoção dessas bolas, dando-lhe ração rica em fibras, escovando-o todos os dias e levando-o a um tosador profissional para cortar os pelos.

Esperamos que tenham gostado de nossas dicas para um gato comer de forma saudável.