6 problemas comportamentais comuns dos cães

julho 8, 2019
Se você tem um cachorro, certamente já teve que enfrentar alguns desses maus comportamentos. O que fazer para impedi-los?

É importante aprender a interpretar certos sinais na conduta dos cachorros, principalmente aqueles relacionados com latidos, mordidas, mastigação e muitos outros problemas comuns. Uma base sólida de treinamento ajudará a prevenir e controlar melhor os problemas comportamentais dos cães.

Mesmo os cães que normalmente se comportam bem podem mostrar comportamentos ruins de repente. Os cães não têm senso de moralidade, então eles não entendem que algo está errado ou não. Eles simplesmente fazem o que funciona para o propósito que têm naquele momento.

Devemos destacar que, além do bom treinamento, uma maneira de prevenir problemas de comportamento é evitar o tédio. Quando um cão não tem nada para fazer, ele pode começar a fazer coisas que queremos evitar, como morder móveis, brincar com sapatos ou roupas, ou cavar buracos.

Alguns problemas comportamentais comuns dos cães

A seguir, veremos alguns dos problemas comportamentais mais comuns e como resolvê-los.

1. Mastigação

A mastigação é uma ação natural para todos os cães. No entanto, ela pode se tornar um problema comportamental se o cão causar destruição. As razões mais comuns pelas quais os cães mastigam são problemas de dentição (filhotes), tédio ou excesso de energia, ansiedade e curiosidade.

Dê ao seu cachorro brinquedos ou objetos que ele possa mastigar. Além disso, mantenha fora do seu alcance o que você não quer que ele morda. Se o cão tiver problemas com a mastigação, quando você não estiver em casa, deixe-o trancado ou confinado em uma área onde não possa causar destruição.

Quando você flagrar seu cão mastigando o que não deveria, corrija-o imediatamente e substitua o item por um brinquedo de morder.

Uma das coisas mais importantes que você deve fazer é garantir que seu cão faça exercícios suficientes. Desta forma, ele poderá esgotar sua energia e ser suficientemente estimulado, o que reduzirá sua necessidade de mastigação.

2. Escavação

A maioria dos cães, instintivamente, adora cavar sempre que tem a oportunidade. Certas raças são mais propensas a isso, principalmente os cães de caça.

Em geral, os cães cavam por tédio ou excesso de energia, ansiedade ou medo, instinto de caça, porque estão procurando conforto, para esconder algo ou para tentar encontrar alguma coisa. É importante determinar por que o cão está cavando. 

Geralmente, passar mais tempo com ele, dando-lhe a oportunidade de aumentar sua atividade física e mental e treiná-lo, costuma ser suficiente para resolver o problema. Se não funcionar, você sempre pode oferecer uma área para ele cavar e treiná-lo para que só faça isso ali.

Cão cavando buraco no jardim

3. Latido, um dos problemas comportamentais mais frequentes dos cães

A maioria dos cães late. No entanto, o latido excessivo é considerado um problema de comportamento. Antes de corrigi-lo, é importante determinar por que o cão está latindo.

Os tipos mais comuns de latidos são usados ​​pelos cães para advertir ou alertar, para chamar a atenção, porque eles querem brincar, por ansiedade, por tédio ou porque estão respondendo a outros cães.

Para ensinar o cão a controlar o latido excessivo, você precisa ser consistente e paciente. Ele também pode aprender comandos de latido/silêncio.

4. Evacuação inadequada

É muito frustrante quando os cães fazem suas necessidades onde não devem. Primeiro, é muito importante falar sobre o tema com o veterinário para descartar problemas de saúde.

Se não houver uma causa médica, o problema pode ser devido à micção por submissão ou emoção, para marcar um território ou exigir atenção. Também pode ser um problema de ansiedade.

A evacuação inadequada é inevitável nos filhotes, principalmente antes das 12 semanas de idade. É a partir dessa idade que você deve treiná-lo. Para cães mais velhos que já são treinados, o problema costuma requerer uma modificação séria do comportamento para eliminar o hábito.

5. Morder pessoas

Os cães mordem por várias razões. O instinto e a mentalidade de manada são duas alternativas possíveis.

Filhotes mordem e mastigam outros cães e pessoas como um meio de explorar seu ambiente e aprender qual é o seu lugar na matilha. O treinamento desempenha um papel fundamental na erradicação desse comportamento em filhotes.

Além do comportamento dos filhotes, a motivação para morder geralmente vem do medo, de uma atitude defensiva, da tentativa de proteger a propriedade, devido a dores ou doenças, para afirmar o domínio ou pelo próprio instinto predatório.

Os donos e educadores de cães devem trabalhar para diminuir as mordidas por meio do treinamento adequado, socialização e práticas de reprodução.

Cão raivoso

6. Agressividade, um dos problemas comportamentais dos cães que merece muita atenção

Cães agressivos rosnam, mostram seus dentes e, finalmente, começam a morder. É importante saber que qualquer cão tem potencial para se tornar agressivo, independentemente da raça ou história.

No entanto, os cães que sofreram abuso e violência e aqueles criados com cães com tendências agressivas são muito mais propensos a mostrar um comportamento agressivo em relação às pessoas ou outros cães.

As razões para a agressividade são basicamente as mesmas pelas quais um cão morde, mas a agressão canina, em geral, é um problema muito mais sério.

Se um cão tiver tendências agressivas, é aconselhável consultar o veterinário, pois pode ser devido a um problema de saúde. Também é aconselhável trabalhar com um treinador de cães experiente.