8 alimentos perigosos para cães em ceias natalinas

Seja nas festividades de dezembro ou em qualquer outro momento do ano, as pessoas costuma dar aos seus animais de estimação comidas perigosas sem saber como são prejudiciais para sua saúde. Nos jantares natalinos, isso aumenta ainda mais. Neste artigo, vamos citar quais alimentos perigosos você não deve dar para seu cão

Ceias natalinas e os alimentos perigosos para cães

Nós, seres humanos, não cuidamos bem de nós mesmos durante as festas. Além disso ser um problema pessoal, também repercute em nossos animais de estimação. Por quê? Porque damos alimentos para eles aos quais não estão acostumados e que definitivamente fazem mal para sua saúde.

Não devemos nos deixar levar pela tentação de dar “só um pouquinho” de chocolate, uvas, frutos do mar ou bolo, como se fossem um convidado a mais na mesa. É verdade que alguns donos optam por preparar menus especiais ou de “celebração” para seus peludos, mas isso não é necessário. O animal não deve mudar seus hábitos alimentares nessa época. Isso acontece sobretudo porque o barulho dos fogos de artifício os deixa muito nervosos e assustados.

Quais são os alimentos perigosos para cães que são comuns no Natal?

Seja na ceia natalina ou em qualquer outra celebração anual (aniversários, por exemplo), não devemos dar os seguintes alimentos para nossos animais de estimação:

1. Uvas

A tradição de comer 12 uvas no Ano Novo pode fazer bem para as pessoas, mas é perigosa para os peludos. Essa fruta é tóxica, porque afeta o funcionamento dos seus  rins.

2. Chocolate

Embora seja verdade que comemos chocolate o ano inteiro, abusamos desse doce durante as ceias natalinas e nos meses de inverno. Está presente nos brigadeiros e outros elementos da mesa de doces. E ainda que seja muito gostoso, o chocolate tem uma substância chamada teobromina, que é tóxica para os peludos. Cuidado com os “assaltos” na sala de jantar, porque 100 gramas de chocolate amargo pode ser quase mortal para um animal com 15 kg de peso.

3. Mariscos

A casca ou carapaça dos frutos do mar contém uma substância conhecida como quitina, que não é bem digerida pelos cães. Se comer mariscos, pode sofrer de diarreia, vômitos ou prisão de ventre. Se você tem um Dálmata, tenha ainda mais cuidado com esse tipo de comida, porque eleva os níveis de ácido úrico e pode causar gota, uma doença típica dessa raça.

4. Frutas secas

É outra entre as comidas mais famosas que consumimos no momento de celebrar o Natal ou o fim do ano. Atenção aos donos de cães, porque as frutas secas são muito difíceis de serem digeridas pelos mesmos. É muito comum também elas estarem trituradas ou misturadas a outros ingredientes, num bolo ou biscoito, por exemplo.

5. Cordeiro

Tanto a gordura da carne como os ossos desse animal são perigosos para os cães. A primeira, porque produz vômitos e diarreias (entre outros problemas estomacais e digestivos) e os segundos por serem muito pequenos, podem ficar presos na garganta do animal e causar asfixia.

6. Peru

Acontece algo similar que com o cordeiro. Os cães não digerem bem a pele e a gordura do peru, e além disso os ossos são muito pequenos, podendo ser fatais para os cães.

7. Molhos

Indispensáveis nas ceias natalinas e em qualquer boa comida em casa, é um dos alimentos perigosos para os cães que devemos prestar muita atenção para não oferecer-lhes. Os molhos podem ser tóxicos para seus animais de estimação porque contêm cebola, alho, pimentão e azeite frito. Podem causar desde problemas intestinais a cardíacos.

8. Carnes recheadas

Esse tipo de prato muito consumido nas festas também contém condimentos, molhos ou frituras que podem ser prejudiciais para a saúde do seu cão. As migalhas de pão presentes em algumas carnes recheadas provocam dilatação gástrica em cães.

Outros alimentos que é melhor não dar para seu cão na ceia natalina ou em qualquer outro momento do ano são: embutidos, carnes frias, patê, cebola, ossos, nozes, alho e sal.

Recomendados para você