De acordo com os cientistas, os cães sabem enganar

Você provavelmente já percebeu mais de uma vez que o seu peludo está te manipulando. Ou, se ele não faz isso, já achou que seria capaz de fazê-lo. O fato é que, através de um experimento, os cientistas comprovaram o que você já sabia: os cães sabem enganar.

Os cães e o “engano tático”

Depois de tantos séculos de convivência, parece que nós seres humanos também transferimos algumas de nossas manias aos animais de estimação.

E foi assim que nossos queridos amigos de quatro patas, tão inteligentes e observadores, desenvolveram o que os investigadores definem como “engano tático”.

O experimento foi realizado por uma equipe do departamento de Biologia Evolutiva da Universidade de Zurique, encabeçada por Marianne T. E. Heberlein. O estudo demonstrou que os cães sabem enganar para conseguir comida,. A pesquisa foi publicada na revista Animal Cognition.

Se você ainda duvidava, um estudo científico demonstrou que os cães sabem enganar. Os investigadores concluíram que nossos fieis amigos dominam com perfeição a arte da dissimulação.

Detalhes do estudo que comprovou que os cães sabem enganar

amante-dos-cães

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores trabalharam com um grupo de 27 cães de ambos os sexos e de diferentes raças e idades. Cada animal devia interagir com três humanos:

  • O dono, que sempre tinha um comportamento de cooperação com seu peludo.
  • Uma pessoa estranha que, em todos os casos, proporcionava alimento oculto em um recipiente.
  • Outra pessoa desconhecida, que guardava a comida para si e era considerada pelo cão como um “competidor”.

Por outro lado, os peludos tinham a opção de levar a cada um dos humanos a três potenciais fontes de alimentos distribuídos em três caixas:

  • A primeira continha uma comida do agrado do animal.
  • A segunda contava com um alimento que era indiferente ao peludo.
  • A terceira estava vazia.

Como os cães reagiram ao experimento

Você já está imaginando o que fizeram os nossos inteligentes e manipuladores amigos amigos caninos diante dessa situação?

  • Quando eram acompanhados pelo “cooperador”, os peludos quase sempre o levavam à caixa que continha sua comida preferida.
  • Se estava ao lado do “competidor”, os cães – na maioria das vezes – os guiavam até a caixa vazia, já que sabia que, em seguida, os seus respectivos donos não negariam comida.

Se você ainda tinha dúvidas, o estudo constatou que os cães podem nos manipular

Os pesquisadores concluíram que os cães diferenciam os humanos “cooperativos” dos “competidores” e mudam seu comportamento de acordo com essa diferença.

Os peludos, então, utilizaram de forma premeditada e aprendida este “engano tático” que os permitia conseguir o que queriam. Neste caso, a comida perfeita.

Haberlein salientou que, com o experimento, conseguiram entender claramente os cães e foram capazes de observar as habilidades cognitivas e de flexibilidade que eles possuem para viver junto de humanos.

Assim, além de fieis amigos, está comprovado  que os peludos sabem utilizar o sigilo e a dissimulação afim de conseguir o que desejam.

Outras curiosidades sobre a inteligência e a sensibilidade caninas

o-homem-e-o-cao

A verdade é que, nos últimos anos, diversas pesquisas estão sendo realizadas para tentar demonstrar cientificamente o que boa parte de quem compartilha a vida com cães já suspeitava.

Foi assim que soubemos que, graças a vários estudos, descobriu-se que os cães, por exemplo:

  • Conseguem entender não apenas o que dizemos, mas como o dizemos. Para processar as palavras, os peludos utilizam o hemisfério esquerdo do cérebro. E para interpretar o tom, usam o direito. Assim, relacionam as palavras com objetos e com a entonação que utilizamos.
  • Possuem a inteligência de uma criança de dois anos.
  • Assim como nós, podem ser otimistas ou pessimistas. Além disso, ficam deprimidos e sentem ciúmes.
  • Têm a sensibilidade de uma criança.

E você, o que pode nos contar sobre o seu cão tão inteligente e sensível?