Curiosidades sobre a alimentação dos golfinhos

agosto 6, 2019
Devido à dificuldade de acompanhar os hábitos de caça e alimentação dos golfinhos, os estudos se baseiam principalmente em espécimes mortos na costa. A composição da dieta destes animais foi analisada a partir dos restos encontrados em seus tratos digestivos.

Os golfinhos são mamíferos carnívoros que costumam se comportar como predadores ativos em seus habitats e caçar em grupos. Sua dieta pode ser muito variada, de acordo com a disponibilidade de alimentos em seu ambiente e a época do ano. A seguir, falaremos mais sobre a alimentação dos golfinhos e as suas técnicas de caça.

O que sabemos sobre a alimentação dos golfinhos?

Muito do nosso conhecimento sobre o comportamento dos golfinhos é baseado em pesquisas realizadas em cativeiro.

No entanto, tais observações não costumam ser muito eficazes para compreender a alimentação desses cetáceos selvagens. Isso ocorre basicamente porque os golfinhos não são capazes de desempenhar seus hábitos de caça livremente quando estão presos.

Graças ao avanço das tecnologias, temos vídeos e fotografias subaquáticas que retratam como os golfinhos capturam suas presas em águas de média profundidade. No entanto, esses registros não são suficientes para desenvolver uma teoria firme sobre seus hábitos alimentares.

Dada a dificuldade de desenvolver pesquisas contínuas nos oceanos, é muito complexo acompanhar os grupos de golfinhos. Isso seria ideal para verificar suas técnicas de caça e seleção de presas em seu habitat natural. No entanto, os métodos para realizar esse monitoramento são escassos e caros.

Portanto, até hoje, o que sabemos sobre a alimentação dos golfinhos é baseado principalmente em estudos realizados com espécimes encontrados mortos em áreas costeiras. A partir da análise dos elementos encontrados em seu aparelho digestivo, é possível estimar a composição de sua dieta.

Golfinho comendo peixe

O que os golfinhos comem?

Considerando a biodiversidade dos oceanos, a alimentação dos golfinhos é baseada principalmente no consumo de peixes ósseos. Entre as espécies “favoritas”, encontramos bacalhau, arenque, cavala e salmonete. Os golfinhos também tendem a consumir crustáceos, lulas e polvos.

Na verdade, os golfinhos não se comportam como caçadores muito seletivos em relação às suas presas. Esses cetáceos geralmente atendem às suas necessidades nutricionais consumindo as espécies mais comum em cada período.

Sua dieta pode ser muito variada, dependendo da disponibilidade de alimentos em cada ambiente e da época do ano.

Quanto um golfinho come?

Em geral, estima-se que esses cetáceos consumam o equivalente a 1/3 do peso corporal para suprir suas necessidades nutricionais.

No entanto, a quantidade exata de alimentos ingeridos diariamente por cada golfinho varia de acordo com a qualidade dos alimentos disponíveis em seu ambiente.

Em resumo, quanto mais nutritivas forem as presas, menor será a quantidade de alimentos que o animal precisará consumir. Por exemplo, peixes com alto teor de gorduras e proteínas seriam um alimento ideal, pois oferecem uma dose alta de energia ao golfinho.

Alimentação dos golfinhos no mar

Técnicas de ecolocalização e caça aos golfinhos

Os golfinhos costumam usar o sistema de ecolocalização em busca de comida na imensidão do oceano. Em outras palavras, um golfinho emite ondas sonoras que funcionam como uma espécie de radar, que “atinge” a presa e informa sua localização espacial.

Este método geralmente é usado durante a “caça em grupo”, na qual os golfinhos se reúnem em um “U” ou um círculo em torno do cardume.

Depois de localizar e cercar a presa, os golfinhos se revezam se alimentando de forma segura e eficaz. Enquanto alguns comem, outros mantêm a formação para evitar que as presas escapem.

Algumas espécies também desenvolveram métodos oportunistas/colaborativos para facilitar seu trabalho de caça. Tudo isso através do trabalho em equipe.

Um bom exemplo são os golfinhos-nariz-de-garrafa da África, que estabelecem uma cooperação interessante com os pescadores locais, uma espécie de trabalho em equipe.

Estes cetáceos ‘empurram’ os peixes para as águas mais rasas, onde as redes de pesca facilitam o trabalho de coleta e controle das presas. Então, os pescadores esperam que os golfinhos se alimentem e depois recolhem suas redes com os peixes capturados.

Os hábitos migratórios e a alimentação dos golfinhos

Muitas espécies de golfinhos mantêm hábitos migratórios periódicos para procurar comida. Caso os grupos fiquem muito tempo no mesmo local, a comida acaba rapidamente.

Por isso, eles viajam periodicamente para diferentes ‘áreas de alimentação’, e podem alterar seu habitat várias vezes ao ano em busca de alimento.