Alimentação e suplementos para cães esportistas

· junho 3, 2018
A comida de um cão deve se adaptar às necessidades dele para manter sua saúde física e mental, assim como, neste caso, para maximizar seu rendimento. Mas consulte seu veterinário antes de dar a ele suplementos.

Entendemos por cães esportistas não só aqueles que praticam esportes com seus donos ou que participam de campeonatos de obstáculos ou corridas, mas também aqueles cães de trabalho dedicados à caça, ao resgate de pessoas, cães policiais e outros, que precisam estar em boa forma. Vamos falar da alimentação e suplementos para esses cachorros neste artigo.

Esses cães precisam de uma alimentação e suplementos que lhes ajudem a melhorar suas aptidões. Qualquer ração de boa qualidade dá aos animais os nutrientes necessários, mas no caso desse grupo, é preciso algo a mais que lhes ajude a estar saudáveis por dentro e por fora.

A ração deve dar a eles a energia necessária e mantê-los ativos o máximo tempo possível para um maior rendimento.

Cachorro pulando para pegar a bola

Você quer que a gente conte qual seria a alimentação mais adequada e os suplementos para os cães esportistas? Vamos lá!

A importância da alimentação e suplementos para cães esportistas

Alimentação

Há diversos fatores em comum que toda alimentação para cães esportistas deve ter. Confira os mais importantes:

  • Energia: É vital em qualquer tipo de treinamento. Pode-se obter à base de gorduras, que também vão favorecer a estabilidade de sua temperatura corporal e a absorção de vitaminas.
  • Ácidos graxos: Ajudam a proteger e fortalecer a pelagem, o que será muito benéfico para os cães que praticam esportes ou qualquer tipo de trabalho em regiões com temperaturas extremas. São encontrados em muitos alimentos, como o salmão, sardinha, soja, sementes de linhaça e chia. No entanto, pergunte antes ao veterinário se esses alimentos são benéficos para seu cão.
  • Proteína: A proteína permitirá que o organismo use as gorduras para o que realmente são necessárias, a obtenção de energia e para manter uma boa temperatura corporal. Desta maneira, o animal se manterá mais tempo ativo e terá mais resistência.
Cachorro saltando obstáculo

Uma alimentação nova, como é o caso, tanto para um filhote quanto para um adulto, deve começar pouco a pouco, com quatro a seis semanas de treinamento.

Isso precisará ser feito de maneira paulatina, pois o animal não estará acostumado a comer mais do que o necessário. Caso contrário, isso pode ocasionar um choque em seu organismo. Lembre-se de que o alimento não pode ser ingerido logo antes ou logo após o exercício, precisando haver uma margem de algumas horas.

Suplementos para cães esportistas

Há diversos tipos de suplementos que podem ser dados aos cães. No entanto, não dê a eles suplementos para pessoas. Compre apenas os especiais para cães.

Cachorro pulando aro de obstáculo

Entre eles, você pode encontrar:

  • Vitaminas: São muitas as vitaminas que nosso cão necessita. Mesmo que os alimentos de boa qualidade ou as dietas cruas tenham vitaminas, os cães esportistas precisam de algo a mais pelo desgaste que o exercício ocasiona. Entre as mais importantes estão:
  • Vitamina K: Encarrega-se da coagulação do sangue e evita possíveis hemorragias que podem ser causadas pela pressão a que o organismo é submetido ao praticar esportes com alta intensidade.
  • Vitamina B: A B2, por exemplo, tem um papel importante no desenvolvimento muscular. A B3 controla o bom funcionamento das enzimas e a B5 favorece a absorção de nutrientes.
  • Vitamina D: Importante para o desenvolvimento e força dos ossos.
  • Vitamina E: Participa da formação das membranas e promove a respiração celular.
  • Óleos gordurosos: Mesmo que, como dissemos antes, existam muitos alimentos nos quais se podem encontrar esses ácidos ou óleos gordurosos, os suplementos darão um aporte maior de nutrientes e energia ao animal.
  • Minerais: São muito importantes para o bom funcionamento do organismo, assim como para um maior aporte de energia e resistência. Dá-los ao cão sob a forma de suplemento terá um efeito maior.

Dependendo do ponto de treinamento em que esteja o animal, você deverá dar uma quantidade maior ou menor de cada nutriente ou suplemento. Para ter certeza das quantidades em cada etapa, o melhor é consultar um veterinário.