Amor do jeito certo: não abrace o seu cão!

· maio 8, 2017

Os seres vivos têm formas diferentes de expressar os sentimentos. Nós, seres humanos, temos o costume de abraçar quem amamos, mas isso não parece ser muito agradável para o nossos animais de estimação. Embora seja algo carinhoso, recomendamos que não abrace o seu cão. Neste artigo, contamos o motivo.

Os cães odeiam abraços

É isso mesmo que você leu. Talvez não tenha se dado conta, mas cada vez que você envolve o seu peludo em seus braços, ao invés de demonstrar todo o seu amor, você está incomodando o animal. Se quiser, confira você mesmo. Observe como o cão se sente, qual é a expressão de seus olhos e a posição das orelhas.

Segundo um estudo realizado pelo professor de Psicologia da Universidade da Colúmbia Britânica (e especialista em cães) Stanley Coren, os animais de estimação, especialmente os caninos, não gostam de abraços. De forma alguma.

Isso não quer dizer que o animal não nos ame ou não goste de nosso contato, mas que não se sente confortável debaixo de seus abraços. Isso acontece, como contamos no começo do artigo, porque cada espécie tem uma maneira diferente de expressar seus sentimentos.

Os cães não compreendem o abraço

abraço pessoa cão

Os cachorros não são capazes de entender que um abraço é sinônimo de carinho e relacionam o ato com a falta de liberdade ou dificuldade de movimentos que podem estar ligados a algum perigo iminente. Como explica Coren em um artigo publicado na revista Pshycology Today, os bichos de estimação ficam estressados e infelizes quando os abraçamos.

O raciocínio é bem simples: quando envolvemos o animal em nossos braços, estamos impedindo que eles fujam caso haja algum tipo de problema ou ameaça.  É como se eles se sentissem prisioneiros de nossos braços. Para chegar a essa conclusão, o profissional e um grupo de colegas analisaram cerca de 250 fotografias onde apareciam cães sendo abraçados pelos proprietários.

Os pesquisadores indicaram que 8 em cada 10 animais se mostravam extremamente incomodados com essa situação. Especificamente em 81% das imagens os cães apresentavam ao menos um sinal de ansiedade, desconforto ou estresse, enquanto 8% parecia feliz, e os outros 10% tinham uma atitude ambígua ou neutra.

O argumento de Coren é válido e vale a pena levá-lo em consideração: “Os cães são animais cursoriais (corredores). Isso significa que são preparados e adaptados para correr em caso de perigo. Por isso, quando sentem que estão aprisionados ou que não podem se movimentar com liberdade, começam a ficar estressados”.

Como saber se o meu cão não gosta de abraços?

Os estudos podem ser muito detalhados e diretos, mas precisamos comprovar os resultados com nossos próprios olhos ou experiência. Talvez você tenha se perguntado por que nunca notou o incômodo que o seu querido cão sente quando o abraça.

Isso ocorre porque, geralmente, os animais não costumam mostrar os sentimentos de forma tão clara. Um sinal irrefutável seria mostrar os dentes, tentar morder ou latir. Mas é muito raro que o cão chegue a se comportar dessa maneira.

Os cães odeiam os abraços

Devemos prestar atenção aos “microgestos”, indícios sutis que podem nos ajudar a detectar o verdeiro sentimento de nosso bicho de estimação quando o abraçarmos. Os sinais caninos de estresse ou de sensação de perigo (ambos experimentados ao receber um abraço) são:

  • Abaixar as orelhas
  • Fechar um pouco ou completamente os olhos
  • Girar a cabeça para o lado contrário ao da pessoa que abraça
  • Evitar o contato visual
  • Lamber o focinho
  • Ficar com a língua de fora
  • Mover o corpo em posição de fuga
  • Deixar a cauda entre as patas
  • Respiração entrecortada
  • Estirar as patas dianteiras para “se separar” do abraço
  • Levantar o focinho (como se buscasse ar fresco)

Por isso, da próxima vez que você quiser dizer ao seu animal o quanto você o ama, ao invés de abraçá-lo, faça carinho na sua cabeça ou em seu queixo, diga uma palavra gentil, saia para brincar no parque ou ofereça a ele um petisco.