5 aspectos curiosos do urubu-de-cabeça-amarela

Os abutres do continente americano são uma família taxonômica muito interessante. Aqui você tem um exemplo: o urubu-de-cabeça-amarela.
5 aspectos curiosos do urubu-de-cabeça-amarela
Sara González Juárez

Escrito e verificado por a psicóloga Sara González Juárez.

Última atualização: 03 março, 2023

Você reconhecerá o urubu-de-cabeça-amarela por suas enormes asas em forma de V no céu. Este urubu tem muito para contar, apesar de ser uma imagem relativamente comum nos países onde vive. Sua função como espécie necrófaga é essencial para os ecossistemas.

Por isso e porque as curiosidades são a forma mais eficiente e divertida de aprender, aqui você encontrará algumas curiosidades sobre esta ave de rapina que não pode perder. Além disso, devido à sua aparência, é uma das aves menos favoritas dos humanos, por isso nunca é demais lembrar de vez em quando de suas características maravilhosas.

Biologia do urubu-de-cabeça-amarela

O urubu-de-cabeça-amarela, também conhecido como urubu-menor-de-cabeça-amarela, responde ao nome científico de Cathartes burrovianus e é uma ave da família Cathartidae. Vive na região neotropical do continente americano, desde o sudeste do México até o norte do Uruguai e da Argentina.

É uma ave de grande porte, com mais de um metro e meio de envergadura, e de inconfundível plumagem preta. A cabeça, tal como nas outras aves carniceiras, carece de penas, podendo ser observada sua cabeça rosada, tingida com alguns tons de vermelho e azul.

Às vezes é confundido com o urubu-da-mata (Cathartes melambrotus), mas é menor e tem tons mais marrons em sua plumagem.

Habita savanas, pântanos inundados sazonalmente, planícies cobertas de grama e florestas degradadas. É nesses locais que se alimenta de carniça, embora às vezes possa caçar pequenos animais aquáticos se não tiver carcaças disponíveis.

Cathartes burrovianus.

Aspectos curiosos do urubu-de-cabeça-amarela

Com esta breve descrição, pode ser que você não tenha considerado nada de especial no urubu-de-cabeça-amarela que outras aves de rapina não tenham. Portanto, abaixo você encontra 5 aspectos interessantes sobre ele, já que é uma ave muito peculiar e digna de estudo. Vamos a isso.

1. O urubu-de-cabeça-amarela não tem siringe

A siringe é o órgão vocal das aves que se localiza na extremidade inferior da traqueia e contém um conjunto de músculos que permitem o canto. Os urubus americanos, incluindo o urubu-de-cabeça-amarela, não possuem esse órgão, por isso não emitem vocalizações. Contudo, é comum ouvi-los emitir um assobio agudo.

2. Não constrói ninhos

Outra das peculiaridades do urubu-de-cabeça-amarela é que ele deposita seus ovos diretamente na rocha. Para se reproduzir, o casal escolhe um buraco numa falésia onde possam se instalar e aí costumam depositar 2 ovos de cor creme com manchas castanhas e cinzentas. Eles não amortecem o solo de forma alguma.

Os pintinhos passarão de 2 a 3 meses nesse local enquanto os pais cuidam deles e regurgitam alimentos pré-digeridos.

3. O ótimo olfato do urubu-de-cabeça-amarela

Como as outras aves de rapina, o urubu-de-cabeça-amarela depende em grande parte da sua visão bem desenvolvida. Mas o que realmente distingue essa ave de rapina das demais é o olfato, responsável por apontar onde estão os cadáveres.

Corpos em fase inicial de decomposição emanam uma substância chamada etanotiol, e é esse gás que o urubu-de-cabeça-amarela detecta. Para processá-lo no cérebro, ele possui um lobo olfativo muito mais desenvolvido do que outras aves carniceiras. Como você pode ver, ele está totalmente equipado para encontrar sua comida.

4. Trabalho em equipe

O urubu-de-cabeça-amarela tem um bico bastante fino, por isso nem sempre é capaz de rasgar a pele dos cadáveres que encontra. No entanto, a colaboração com outras aves carniceiras é muito comum. O urubu-rei (Sarcoramphus papa), por exemplo, o segue para encontrar a carniça, já que não possui o excelente olfato do urubu-de-cabeça-amarela. Este último tem, no entanto, um bico forte, então só precisa deixar o urubu-rei começar a comer antes dele para facilitar seu acesso à carne.

5. Sua curiosa forma de dissipar o calor do corpo

Cathartes burrovianus.

Uma forma peculiar que essas aves têm de dissipar o calor é defecar nas próprias patas. Desta forma, por evaporação, conseguem baixar a temperatura da pele. As extremidades, sem penas, são os pontos ideais para a termorregulação nas aves.

Esse costume, compartilhado por outros urubus do continente americano, chama-se urohidrose e é uma técnica de adaptação a ambientes secos e quentes. Por esta razão, os urubus-de-cabeça-amarela não devem ser anilhados para monitoração de suas populações, pois a perna pode ser infectada com fezes.

Você sabia de todas essas curiosidades sobre o urubu-de-cabeça-amarela? A verdade é que, embora não esteja em perigo de extinção, merece atenção dos humanos, pois são os necrófagos que mantêm o habitat livre de doenças que podem ser transmitidas por cadáveres. Portanto, se você olhar para cima e ver asas pretas em forma de V, lembre-se de agradecer.


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • Oliveira, T., Machado, F. C., & Costa, H. C. (2010). Exchanging carrion for fresh meat: the vulture Cathartes burrovianus (Aves, Cathartidae) preys on the snake Xenodon merremii (Serpentes, Dipsadidae) in southeastern Brazil. Biotemas23(4), 177-180.
  • BirdLife International. 2021. Cathartes burrovianusThe IUCN Red List of Threatened Species 2021: e.T22697630A163511443. https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2021-3.RLTS.T22697630A163511443.en. Accessed on 27 December 2022.
  • Cathartes burrovianus. (s. f.). eBird. Recuperado 27 de diciembre de 2022, de https://ebird.org/ebird/home?siteLanguage=es

Este texto é fornecido apenas para fins informativos e não substitui a consulta com um profissional. Em caso de dúvida, consulte o seu especialista.