Atenção e cuidados com uma cadelinha prenha

janeiro 2, 2018

A chegada de novos filhotes à família costuma ser um acontecimento muito importante. Também, como é natural, é um momento delicado. Não se deve descuidar, em nenhum momento, da atenção e da supervisão com a nova mamãe. Quais são os cuidados com uma cadelinha prenha?

Levando em conta que a gestação dura entre 60 e 65 dias, de acordo com cada raça, há uma série de medidas básicas para cada etapa do processo.

Supervisão médica e cuidados com uma cadelinha prenha

Os animais de estimação devem estar sempre sob estrita vigilância por parte de um médico veterinário e, quando se preparam para trazer ao mundo uma nova ninhada de filhotes, isto se torna ainda mais imprescindível.

Cachorrinha fazendo uma ultrassom

Com a suspeita de uma possível gravidez, deve-se ir ao especialista para se ter a certeza e estabelecer a data na qual possivelmente ocorrerá o parto.

O especialista não só certificará que tudo está em ordem, mas também determinará o número de filhotes que estão sendo gerados. Além disso, ele poderá recomendar algumas medidas extraordinárias, caso que seja necessário.

A alimentação: fator prioritário

O regime alimentar e uma dieta balanceada nunca devem ser colocados em segundo plano com uma cadelinha nesse estado.

No entanto, não se deve aumentar as doses de maneira abrupta. Também não inclua suplementos alimentares ou vitamínicos durante as primeiras seis semanas de gestação. Isto pode provocar um desenvolvimento precoce e descontrolado das crias em formação, gerando dificuldades no momento do parto.

Durante as duas primeiras semanas, a cadelinha prenha se alimentará da mesma forma que vinha fazendo.

Também deve ser mantida a rotina de atividades físicas, passeios e brincadeiras, a não ser que o veterinário indique o contrário.

A partir da terceira semana, é possível que, assim como ocorre com as mulheres grávidas, a mamãe canina apresente episódios de náuseas, com eventuais vômitos. Isto pode ocasionar perda de apetite, situação que pode se manter até a quarta semana da gravidez.

Últimos dias da gravidez

A partir de um mês e meio, os cuidados com uma cadelinha prenha incluem um aumento da alimentação. Além disso, é importante dividir o alimento em um maior número de porções ao longo do dia. As crias dentro do ventre materno já ocupam bastante espaço.

O ponto anterior também implica que, durante os últimos dias da gravidez, a fêmea pode perder completamente o apetite.

A partir da sexta semana gestacional e até o desmame, recomenda-se alimentar as mães com comida para filhotes. Estas fórmulas contêm muitos mais nutrientes do que as feitas para cães adultos.

Os donos que costumam oferecer uma dieta caseira devem incluir no menu muito frango. Este alimento é rico em proteínas como nenhum outro que se possa preparar no lar. É importante que a alimentação seja exclusivamente fervida, sem incluir nenhum complemento ou condimento durante o preparo.

O uso de suplementos alimentares deverá ser feito apenas com o aval do “médico de cabeceira”, o seu veterinário de confiança.

Cuidados com uma cadelinha prenha. Considerações prévias

Os donos de cadelinhas, principalmente se esta é de raça, costumam planejar antecipadamente a gravidez do animal de estimação. Isso inclui a escolha do pai.

Neste sentido, é recomendável submeter o eleito a uma visita ao veterinário. Devem ser descartadas doenças congênitas ou hereditárias, bem como curar qualquer problema de saúde em particular.

As fêmeas também devem ser avaliadas pelo especialista, com base em seu estado de saúde. Será ele quem determinará o melhor momento para a concepção.

Também é possível que algumas cadelinhas, principalmente se nunca ficaram prenhas, apresentem o que se conhece como Falsa Gravidez ou Gravidez Psicológica.

Apresentarão alguns dos sintomas da gestação, como o crescimento das glândulas mamárias. Há casos extremos com episódios de falsos partos, que devem ser tratados com medicamentos.

O trabalho de parto

As fêmeas são perfeitamente capazes de darem conta sozinhas do trabalho de parto. Obviamente que elas devem permanecer sob a vigilância de alguém que seja de absoluta confiança do animal.

Filhote de cachorro tomando mamadeira

Conhecendo o número exato de filhotes que estão dentro do ventre, seis horas após a saída do primeiro, todas as crias deverão ter nascido. Se não for assim, leve a cadela ao veterinário com urgência.

Nos casos de cruzamentos de raças, quando o pai é de maior tamanho, a cesárea é recomendada. Dessa forma, evitam-se possíveis complicações e sofrimento.