Caroços na pele do cão, o que eles significam?

· outubro 6, 2018
Normalmente, os caroços na pele do cão não são graves, mas de qualquer forma, é melhor prevenir e levar o animal ao veterinário.

De repente, enquanto acaricia ou penteia o seu animal de estimação, você percebe uma protuberância em uma parte do seu corpo e os alarmes disparam. No entanto, embora seja necessária uma visita imediata ao veterinário, você deve saber que, na maioria dos casos, os caroços na pele do cão não são graves.

Um problema com diferentes causas

Existem muitas causas que podem causar o aparecimento de um ou vários caroços na pele do seu amigo peludo. E é o profissional que terá que determinar sua origem e o tratamento a seguir.

Além disso, neste e em todos os casos, quanto mais rápido você levar seu cão para a clínica veterinária e o diagnóstico for feitomelhores serão as chances de recuperação do animal.

Provavelmente, o veterinário pode determinar a origem dos caroços na pele do cão na mesma consulta. Mas, às vezes, ele solicita uma citologia e até uma biópsia.

Conheça os diferentes tipos de caroços na pele do cão, um assunto que, na grande maioria dos casos, não causa sérios problemas para a saúde do animal. Em todo caso, você deve fazer uma consulta com o veterinário imediatamente.

Problemas de pele em cães: dona examinando cachorro com lupa

Por que surgem caroços na pele do cão?

Algumas das razões que causam o aparecimento de caroços na pele dos animais de estimação são:

  • Vacinação. Depois de aplicar uma vacina nos cães, um caroço pequeno e duro pode surgir no local onde a punção foi feita. Nestes casos, a protrusão desaparecerá sozinha em poucos dias e sem apresentar maiores inconvenientes.
  • Pancadas. Se o animal for acidentalmente atingido, pode aparecer uma área saliente, acompanhada por uma contusão e, também, que tendem a desaparecer com o passar das horas.
  • Várias feridas. A picada de um inseto ou uma ferida mal curada, geralmente causa abcessos na pele do cão.

Outras razões para os caroços na pele dos cães

Entre os caroços de caráter benigno que os cães podem apresentar, também encontramos cistos e lipomas sebáceos. Em certos casos, é necessário realizar uma cirurgia simples para removê-los.

Outra das lesões cutâneas que podem sofrer um cão e que gera protuberâncias, são as pápulas. Pápulas são pequenos tumores eruptivos causados ​​por alergias, exposição a substâncias irritantes ou tóxicas ou, ainda, infecções foliculares.

Além disso, preste atenção se o animal tem verrugas. Apesar de serem geralmente benignas, estas podem gerar alguns transtornos, principalmente em cães idosos ou imunossuprimidos.

Cão com tumor de pele

Casos em que os caroços são perigosos

No entanto, algumas das protuberâncias presentes na pele dos cães podem ser tumores malignos. É o caso de:

  • Tumor mamário. É um dos cânceres mais comuns em cadelas que não foram esterilizadas.
  • Hemangiossarcoma. Um de seus possíveis sinais são lesões na pele na forma de nódulos vermelhos ou pretos, ou o aparecimento de nódulos sob o que parece ser pele normal.
  • Fibrossarcoma. Manifesta-se com pequenas saliências ao redor da coluna, crânio ou região pélvica.
  • Carcinoma de células escamosas. Geralmente começa como feridas que não cicatrizam ou com a presença de pequenos caroços.
  • Mastocitomas. Estes podem ser formados por células projetadas para defender o corpo do cão da invasão de germes ou de objetos estranhos. Podem ser duros ou moles.

Como sempre dizemos, é melhor prevenir do que remediar. Assim, o ideal é que você observe periodicamente seu animal de estimação para estar ciente da aparência de qualquer sinal ou comportamento físico que esteja indicando uma anomalia.