5 coisas que você não deve fazer com seu cão

Quando se toma a decisão de ter um cachorro como animal de estimação, uma das primeiras coisas a fazer é ensinar ao animal as regras da casa. No entanto, também é importante saber quais coisas que você não deve fazer com seu cão.
5 coisas que você não deve fazer com seu cão

Última atualização: 02 Julho, 2021

Os cães são, sem dúvida, os animais que mais oferecem amor sem pedir nada em troca. Tudo o que você precisa fazer é chegar em casa para ter uma recepção cheia de emoção. Eles esperam de seus tutores o respeito, o cuidado, o carinho e o amor que merecem. Por isso, além dos carinhos, é importante buscar garantir a saúde, a alimentação e o bem-estar geral dos cães.

A maneira adequada de cuidar de um cachorro determina a capacidade que o animal terá de acompanhar você por muitos anos. Por isso, também é necessário que você aprenda coisas que não deve fazer com seu cão, para garantir sua qualidade de vida e evitar comportamentos agressivos ou apáticos por parte do animal.

Os animais têm 5 liberdades

As liberdades dos seres vivos não são um conceito etéreo. Elas estão incluídas na Declaração dos Direitos dos Animais, criada pelo Conselho de Bem-estar dos Animais de Produção, em 1979. Esses direitos são os seguintes:

  1. Estar livre de sede, fome e desnutrição: todos os animais têm direito ao acesso à água e alimentação adequada.
  2. Estar livre de desconfortos físicos ou térmicos: trata-se de garantir um ambiente adequado, onde os animais possam viver bem.
  3. Ser livre para expressar seus próprios padrões de comportamento: os animais devem ser capazes de expressar sua liberdade naturalmente no ambiente, com seus hábitos e costumes de sobrevivência.
  4. Estar livre de dores, ferimentos ou doenças: os animais têm o direito de ser tratados adequadamente, especialmente quando estão doentes ou feridos.
  5. Estar livre de medos e angústias: os animais têm o direito de não serem submetidos a condições que os levem a vivenciar sofrimentos físicos e mentais.

Tendo em conta esses direitos – que se aplicam por razões óbvias aos cães domésticos – é necessário que você aprenda algumas coisas que não deve fazer com o seu cão. A seguir, vamos apresentá-las em mais detalhes.

 

Os cães celíacos têm que cuidar de sua dieta.

1. Repreender o cão horas depois da travessura

A repreensão agressiva e infundada é uma das coisas que você não deve fazer com seu cão. Se você repreender o animal horas depois de ele ter cometido um erro, isso se tornará uma bronca infundada e, ao mesmo tempo, uma atitude agressiva por parte do tutor. Isso causa estresse, medo e ansiedade no animal.

Além disso, você deve ter em mente que muitos dos comportamentos estranhos do cão surgem de abusos físicos e emocionais aos quais ele foi submetido em sua vida. Portanto, as broncas devem ser oportunas e cheias de amor. Trata-se de resolver o motivo que levou à travessura e, dessa forma, instruir o cão a não repetir a mesma ação nociva.

2. Abandonar ou prender o cachorro

Um cão abandonado é uma cena triste para muitas pessoas e uma forma indigna de sofrimento para qualquer cão. Essa circunstância é vivida quase todos os dias em todo o mundo: basta visitar um abrigo canino para perceber a magnitude da situação.

Adotar um animal de estimação é uma forma de minimizar o abandono sofrido por muitos cães e uma forma nobre de melhorar sua qualidade de vida.

Da mesma forma, uma das coisas que você não deve fazer com seu cão é prendê-lo em gaiolas ou em um quarto. Os cães são animais nobres e sensíveis que requerem espaço para desenvolver sua inteligência canina.

3. Punir o cão fisicamente

Já está comprovado que a violência só gera mais violência. Além disso, é contraproducente para o processo de aprendizagem de qualquer espécie do planeta. Como indicam os estudos, a dor em um animal envolve raiva e agressividade de sua parte.

Gritar, bater e punir excessivamente são formas de humilhação emocional para qualquer cão. A única coisa que se consegue com a violência física e psicológica é encorajar o comportamento negativo do animal.

Um cão com medo pode se transformar em um animal violento, pois sempre agirá por sobrevivência e, portanto, assumirá uma postura defensiva com qualquer outro animal e com as pessoas. Em contrapartida, estimular as capacidades emocionais e cognitivas do cão o leva a fortalecer seu lado mais nobre.

4. Mudar a forma de ser do cão

Uma das coisas que você não deve fazer com seu cão é tentar humanizar veementemente suas qualidades animalescas. As razões para evitar isso são as seguintes:

  • Se você o humanizar, esquecerá que o cachorro é um animal e, assim, inconscientemente, exigirá dele comportamentos humanos, como se fosse um bebê.
  • O cão sofre porque não será capaz de se expressar de maneira natural e livre.
  • Não seria possível respeitar as necessidades do seu corpo nem a sua inteligência animal. 

Uma coisa é mimar o animal de estimação com muito cuidado e carinho, outra bem diferente é enxergar o cão como um ser humano e, portanto, esperar dele reações humanas. Lembre-se de que amar não é o mesmo que dominar.

5. Privá-lo de vida social

Quando um cão é privado de socializar com outros animais e pessoas, são gerados danos a médio prazo em suas capacidades emocionais, sociais e cognitivas. Consequentemente, o animal perde o sentido do ambiente natural, tornando-se mais nervoso – e em muitos casos agressivo.

 

A repreensão é uma das coisas que você não deve fazer com seu cão.

O adestramento é o segredo

Se você deseja evitar as coisas que não deve fazer com seu cão, um treinamento adequado sempre será a forma mais humana de garantir o bem-estar animal. Se você suprir suas necessidades básicas e permitir que ele realize as atividades próprias de um cão, ele viverá bem com você por muitos anos.

Pode interessar a você...
Creches para cães: vantagens e desvantagens
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Creches para cães: vantagens e desvantagens

Existem prós e contras quando se trata das creches para cães, pois nem todos os animais toleram bem ser deixados aos cuidados de um estranho.