Como acalmar um gato nervoso

· dezembro 1, 2017

A seguir, vamos lhe contar como acalmar um gato nervoso sem ganhar um arranhão ou uma mordida.

Geralmente, os felinos de estimação são animais muito tranquilos, nunca tão efusivos quanto um cachorro. Mas quando existe uma situação estressante para eles, podem chegar a reagir de um jeito diferente do habitual. Um felino chateado ou agitado pode ser perigoso porque vai tentar atacar quem se colocar à sua frente. O medo se sobrepõe e isso gera dificuldades.

Por que um gato fica nervoso?

Um gato pode ficar estressado quando se encontra diante de um estímulo novo que o perturba. Um barulho, um lugar, um cheiro ou um objeto específico podem despertar o pânico nele e fazer com que reaja de maneira diferente. A primeira medida é saber reconhecer um gato nervoso.

Há algumas condutas ou atitudes que podem nos ajudar a identificá-lo:

  • O gato não quer que você acaricie sua cabeça ou que toque nele (seu instinto de autoproteção se ativa ainda mais);
  • ele se esconderá em qualquer lugar (vai fugir de onde se estressa);
  • caminha abaixado (atuará com cautela para evitar ser machucado por quem lhe estressa);
  • grunhe e tenta arranhar (conduta agressiva de autoproteção);
  • ergue o rabo e levanta o torso;
  • acaricia-se em excesso (para liberar o excesso de estresse, o gato começa a se acariciar mais do que o normal);
  • tem as pupilas dilatadas e as orelhas planas contra a cabeça (é a forma do gato demonstrar o estresse.

Mesmo assim, é fundamental entender os motivos pelos quais o animal se sente assim. As razões podem ser muitas, mas as mais habituais geralmente são:

  • Experiências traumáticas
  • Sons fortes (por exemplo, fogos de artifício ou tempestades)
  • Viagens de carro
  • Mudanças
  • Desconfiança por um lugar ou pessoa novos
  • Encontro com outros gatos ou animais

Como acalmar um gato nervoso

Quando você determinar que situação mexeu com os nervos do gato, é preciso atuar adequadamente para poder ajudá-lo a sair desse estado e se acalmar. Estes são os passos que você deve seguir se quiser acalmar um gato nervoso:

1. Chegue perto somente se for necessário

Você deve pensar na segurança, tanto sua quanto do animal. Na maioria dos casos, os felinos preferem ser deixados em paz até que se tranquilizem sozinhos. Se você tentar acariciá-lo ou pegá-lo nos braços, ele pode ficar agressivo. Para chegar perto, você precisa ter muita precaução, ir devagar e sem fazer barulho.

2. Use um tom de voz tranquilo para chamá-lo e atrai-lo até você

Por exemplo: se o gato está nervoso porque não consegue descer de uma árvore, ou ficou preso no jardim e você precisa chegar perto de qualquer jeito para ajudá-lo, fale com ele com calma. Você pode até cantar uma música tranquila. Não grite de jeito nenhum, porque irá assustá-lo ainda mais.

3. Atraia-o com comida

Através dos alimentos, os gatos podem liberar as tensões e acalmar os nervos. Tenha sempre em mãos uma ração úmida, porque o aroma o atrairá ainda mais. Ponha o prato a meia distância entre você e ele, e assim ele fará um esforço para chegar perto.

4. Tenha paciência. Fique calmo

Os gatos são seres muito especiais que podem reconhecer os sentimentos e emoções de seus donos. Se você está nervoso, ele também vai estar. Por isso, se você se tranquilizar e mostrar-lhe que não há com o que se preocupar, as coisas voltarão ao normal sem problemas.

5. Dê a ele seu brinquedo favorito. Não jogue! Seja delicado

Assim como acontece com a comida, você pode atrai-lo com o objeto preferido dele. Os brinquedos funcionam muito bem nesse caso, porque é algo que eles consideram próprio e relacionam com brincadeiras. Não é preciso levar até ele, você pode deixá-lo a alguns metros para que ele mesmo busque.

Outras opções a serem consideradas

Se as opções anteriores não funcionarem, você pode tentar as que serão mostradas a seguir:

  • Isole-o: Caso seu gato esteja excessivamente nervoso ou angustiado por algo que acontece em algum quarto da casa ou até no lado de fora, uma boa maneira de acalmá-lo é isolá-lo. O banheiro pode ser perfeito. Também o armário. Não esqueça que os felinos se sentem protegidos em lugares pequenos. Quando o estresse diminuir ou desaparecer, você pode abrir a porta e deixá-lo sair sozinho.
  • Use feromônios: Outra técnica para acalmar um gato nervoso é usar o mesmo químico que ele usa para se comunicar com outros gatos. Os feromônios são liberados através das patas, do rabo, do rosto e do dorso e têm efeito calmante. Em algumas lojas de pets, é possível conseguir esta substância em um difusor, um pulverizador ou um colar.
  • Considere medicamentos: Se seu gato se estressa continuamente, existem alguns medicamentos que podem ajudá-lo a superar esses momentos. O veterinário saberá qual é o sedante e a dose adequados. Mas você só deve dar a medicação quando for estritamente necessário, e como maneira de prevenção, não de cura.