Como é a cirurgia de catarata em cães?

A catarata ocorre quando o cristalino do olho fica embaçado ou turvo. Nesta situação, alguns pontos impedem a visão do olho e, em muitos casos, os donos optam pela cirurgia. Neste artigo, descrevemos todas as implicações desta operação:

A principal causa da catarata é a velhice, mas ela pode ocorrer devido a outros fatores, como colisões ou inflamações e, também, por causa de patologias complexas, como a diabetes.

Como em outras condições médicas, algumas raças estão mais propensas a cataratas do que outras, porque essa doença possui um importante fator genético.

As raças com maior propensão para as cataratas devido à genética são Cocker, Fox Terrier, Bichon maltês, Buldogue francês, Golden Retriever e Husky siberiano.

A cirurgia de catarata em cães é uma opção de tratamento, cuja pronta intervenção evitará que o animal venha a sofrer de cegueira permanente.

Como é a cirurgia de catarata em cães?

A cirurgia de catarata envolve a substituição do cristalino por uma lente intraocular que desempenha a mesma função. Este procedimento é conhecido como facoemulsificação do cristalino e dura de 20 a 30 minutos. Para esta operação, o cão receberá uma sedação simples, além de anestesia local.

Cachorro com olhos azuis

Quando as cataratas estão presentes em ambos os olhos, eles são operados separadamente e um número seguro de dias é respeitado para a recuperação do primeiro. Os resultados são imediatos e sua eficácia é de 90% a 95%.  Assim, em uma questão de uma semana, a visão do cão já estará muito melhor.

Outro fator importante a ser considerado é que essa é uma patologia que é corrigida para sempre. Ou seja, depois que um cão é operado das cataratas, elas não reaparecem.

Riscos de cirurgia de catarata em cães

A cirurgia de catarata é um procedimento muito simples e indolor, uma vez que ela é principalmente realizada de forma ambulatorial. Os riscos de catarata estão associados mais à condição particular do animal do que à intervenção em si.

As cataratas avançadas podem causar a cegueira total do olho; o mesmo ocorre também com outras patologias mais severas, como a luxação do cristalino e o glaucoma.

Até agora, não há tratamento com medicamentos que sejam 100% efetivos contra as cataratas. Portanto, a opção cirúrgica sempre será a melhor para proporcionar uma melhor qualidade de vida para o animal.

Além disso, a cirurgia de catarata em cães não é discriminatória em relação a idade, entre outras coisas porque o animal só recebe uma anestesia muito leve; portanto, cães idosos podem ser operados sem problemas.

Cuidados pós-operatórios

Como é uma operação simples, o cuidado após a intervenção não é muito exigente. No entanto, é importante respeitar as regras para garantir o sucesso dos resultados.

Como na maioria dos procedimentos, o cão deverá usar um colar elizabetano por três semanas. Além disso, ele receberá tratamento tópico direto nos olhos, bem como antibióticos e anti-inflamatórios.

Vale destacar que é essencial que, durante o período de recuperação, o animal permaneça em repouso. A atividade física e os movimentos repentinos devem ser evitados, bem como coçar os olhos ou esfregá-los.

Na verdade, durante o período de recuperação, não é recomendado nem mesmo banhar o cão. Além disso, ele deve ficar longe de outros animais que possam incomodá-lo, e também deverá evitar passeios por onde há areia ou pó, como a praia.

Do mesmo modo, o cachorro deverá realizar exames pós-operatórios, que serão indicados pelo especialista. Desta forma, poderão ser evitadas complicações, como inflamações, infecções e hemorragias.

Filhote de cachorro

O que fazer quando há uma suspeita de catarata em um cão?

A primeira coisa que deve ser feita quando há uma suspeita de catarata em cães, é auxiliar o especialista, que irá diagnosticar a condição e determinar sua fase.  O veterinário realizará uma verificação completa do olho e aplicará alguns testes de visão no animal para avaliar sua condição física.

É importante saber que o ideal é atender o caso quando ele ainda está em sua fase inicial, já que uma catarata em estado avançado pode envolver um procedimento mais complexo. No entanto, a decisão de operar será sempre indicada pelo veterinário, após o diagnóstico.

A verdade é que é difícil identificar o progresso das cataratas, porque em alguns casos ela pode ser lenta e em outros muito rápida. Portanto, é importante que, na presença de manchas nos olhos, o dono procure imediatamente um especialista.

Recomendados para você