Como evitar mordidas de cães

· novembro 25, 2017

As feridas que podem nos deixar os dentes dos cães, em alguns casos, são de bastante consideração e requerem cirurgia. Por isso, devemos evitar as mordidas de cães, seja dos nossos ou dos outros. Saiba mais sobre isso neste artigo.

Conselhos para evitar mordidas de cães

Não importa a idade que temos, se o nosso animal de estimação costuma ser tranquilo, ou se não temos cães em casa, devemos prestar atenção a estas recomendações para evitar mordidas em qualquer situação:

  1. Interaja com o animal

Ainda que possa parecer estranho, a verdade é que os cães (entre outras espécies) costumam ser um pouco desconfiados com as pessoas que não conhecem. Por isso é mais frequente alguém ser mordido por um cão de outro, do que pelo próprio. Se apresentar a pessoa para o animal de forma adequada, poderá evitar problemasMantenha as mãos relaxadas e afastadas do animal e faça com que ele te veja a todo momento. Antes de tocá-lo, aproxime o dorso de sua mão para que ele cheire, desde que ele não esteja rosnando e nem latindo.

Mulher acariciando cão

  1. Conheça os sinais de advertência

Para evitar as mordidas de cães, é importantíssimo conhecer como é a dinâmica do animal antes do ataque. Isso quer dizer que você deverá aprender sua linguagem corporal. Antes de atacar, um cão ficará com a cauda rígida ou a mexerá lentamente de um lado para outro, levará as orelhas para trás, colocará a língua para fora e lamberá os lábios, olhará para você fixamente, rosnará e mostrará os dentes.

  1. Afaste-se devagar

Se você perceber que ele está em plena atitude de ataque, o melhor que poderá fazer para evitar mordidas de cães é se afastar do animal para um lugar seguro (se possível com uma barreira entre ele e você). Mas por nada do mundo corra, porque isto piorará as coisas. Algumas vezes, pode ajudar ficar bem quieto, parado no mesmo lugar e lhe dizer com voz firme (sem gritar), que se vá.

  1. Proteja-se com algum objeto

Se o cão estiver a ponto de atacar, você poderá se proteger com sua bolsa, uma jaqueta ou qualquer coisa que tenha em mãos para que seja o primeiro alvo da mordida do animal. No caso do impulso do animal te derrubar no chão, você deverá se enrolar como uma bola e proteger a cabeça com os braços. Assim evitará que ele morda em áreas onde os danos podem ser graves, como o pescoço e o rosto.

  1. Pergunte ao dono sobre a personalidade de seu animal de estimação

Outro conselho para evitar as mordidas de cães é conhecer que tipo de personalidade tem o animal que está a sua frente. No caso de não ser seu cão, poderá perguntar ao dono do animal sobre o comportamento dele diante de estranhos. Se ele disser que o cão não gosta de certos movimentos ou atitudes dos desconhecidos, entenda: ninguém o conhece melhor do que ele.

  1. Não se aproxime quando ele estiver comendo

Se há algo que os cães detestam, é que os incomodemos quando eles estão se alimentando. Esta reação é puro instinto e eles a herdaram dos lobos. Se ele sente que você é uma ameaça e acha que você tirará sua comida, é provável que ele queira te morder. Inclusive ainda que seja seu animal de estimação de toda a vida, nesse momento o seu cão irá mostrar os seus “lado selvagem”. Espere que ele termine de comer para se aproximar.

Cachorro deitado na grama

  1. Evite situações estressantes

Muitas vezes, os cães mordem “sem querer”, porque durante as brincadeiras eles ficam muito exaltados. Quando isto ocorre, eles não têm controle sobre suas reações e talvez você puxe a orelha ou o rabo dele e, sem querer, ele morda você. Quando perceber que o animal está muito “acelerado”, reduza a atividade que estiver fazendo e deixe que ele se acalme por si só.

  1. Treine o seu animal de estimação

Por último, para evitar mordidas de cães, é fundamental que o animal seja bem ensinado e saiba que isso não é correto. A educação começa a partir de 12 semanas de vida, e se você não tem tempo ou não sabe como fazer, poderá recorrer a uma escola especializada. Assim será possível prevenir ataques a sua família, amigos ou transeuntes. Não se esqueça de que um cão tem mandíbulas e dentes para rasgar e causar muitos danos a uma pessoa.

Fonte da imagem principal: Ferran Flange.