Como os donos fazem para levar seus cães no metrô de Nova Iorque?

Até algum tempo ver um animal de estimação no transporte público era algo impensável.No entanto, cada vez mais existem cidades “Pet Friendly”, que permitem o seu ingresso, apesar de haver certas restrições. Neste artigo, contaremos como os donos fazem para levar seus cães dentro do metrô de Nova Iorque, assim como em Madri e Barcelona.

Cães dentro do metrô de Nova Iorque

Uma das cidades mais populosas dos Estados Unidos também tem uma superpopulação de seres de quatro patas. Os donos dos animais de estimação os levam para passear em todo lugar e muitas vezes pegam o metrô para daqui para lá, em uma cidade onde o trânsito é caótico.

No entanto, o prefeito decidiu implementar uma política que proíbe a entrada de cães no metrô. Claro que as reclamações não demoraram a aparecer. Como eram milhares de pessoas indignadas com essa medida, decidiram mudar uma parte da regra. Foi determinado que só podiam viajar no transporte público aqueles animais que fossem carregados dentro de uma sacola. Dessa maneira, eram “autorizados” a entrar no metrô.

Claro que essa é uma medida injusta para os cães pertencentes a raças de grande porte, mas, pelo menos, foi um avanço em relação à lei inicial. Mesmo que todos os cães com mais de 5 kg tivessem que procurar outro meio de transporte, os donos demonstraram ter muita criatividade diante dessa restrição.

Agora, podemos ver pitbulls, husky siberianos, dogos, golden retrieveres ou dálmatas passando no metrô graças à engenhosidade dos seus donos. Eles não hesitaram em carregá-los dentro de suas mochilas, bolsas e até sacolas de compras para serem acompanhados pelos seus melhores amigos para onde quer que fossem.

Fonte: rolloid.org

Como é a relação entre o metrô e os animais de estimação na Espanha?

No caso das linhas de metrô de Madri, os usuários devem cumprir com certas regras para poderem levar seus animais de estimação:

  1. Os animais devem estar identificados por chip.
  2. Só é permitido 1 cachorro por passageiro.
  3. A última composição do metrô é reservada especialmente para cães.
  4. Eles não podem ocupar assentos.
  5. Eles podem usar os elevadores, para subir ou descer até as estações.
  6. Devem estar com a focinheira, acompanhados e com correia que não meça mais de 50 cm.
  7. O passageiro se responsabiliza pela integridade do animal de estimação e pelos incômodos que ele pode ocasionar.
  8. Os horários para viajar junto com cachorros no metrô de Madri se limitam às horas com menor fluxo de passageiros. São proibidos os seguintes horários: 7h30 às 9h30 e de 18h às 20h.
  9. Os funcionários do metrô têm o direito de proibir a entrada dos animais por questões de segurança.
  10. Nos fins de semana e nos feriados, não existe restrição de horários.

E como é no metrô de Barcelona?

A lei que permite aos cães viajar no transporte público data de 1º de outubro de 2014. Desde que os animais tenham um chip e estejam registrados no censo municipal,  serão bem-vindos no metrô.

Claro, ele também tem suas restrições quanto ao horário. Eles não podem acessar o metrô nas horas de pico: de 7h às 9h30, e de 17h às 19h. No resto do dia, assim como nos finais de semana e nos feriados, não existe restrição.

Os cães de raças de pequeno porte podem viajar em qualquer momento do dia, desde que dentro da caixa de transporte. Além disso, apenas é permitida a entrada de 1 cachorro por passageiro, e em todo o trajeto o pet deve estar com focinheira e uma correia com uma extensão máxima de 50 cm.

Para entrar nas estações, eles podem usar os elevadores e as escadas comuns (não as escadas rolantes), e não podem ocupar os assentos. É bom saber também que o dono é responsável pelos incômodos e danos que o seu animal de estimação possa causar e que, em momentos de grande aglomeração de usuários, o pessoal da segurança pode limitar a entrada de cães.

Qual a situação no Brasil?

No Brasil, ainda estamos atrasados quanto ao transporte de animais nos meios de transporte públicos, como o metrô.

Além de cães-guia, não é possível transportar gatos ou cachorros nos metrôs brasileiros. Mas a boa notícia é que, em muitas cidades brasileiras, é possível transportar seu pet nos ônibus, desde que estejam em caixas de transporte adequadas e não ultrapassem dois animais por passageiro.

Fonte das imagens: diariopresente.blog.core.windows.net, rolloid.org