Como falar com seu animal de estimação

· julho 1, 2017

Os céticos insistem em acreditar que os animais de estimação não entendem nada do que dizemos. No entanto, os cientistas continuam tentando explicar cada vez mais como é a comunicação entre as diferentes espécies. Por isso, agora realizaram um estudo para explicar como você deve falar com seu animal de estimação. Como se todos aqueles que amam e cuidam bem de seus peludos ainda não soubessem.

Estudos científicos confirmam que os cães entendem tudo o que lhes dizemos

A pesquisa científica nem é tão necessária para confirmar que nossos amigos de quatro patas entendem tudo o que dizemos. Basta conviver com eles.

Mas as pessoas da ciência insistem em dar razão para nós, que amamos os animais. Portanto, além de confirmarmos que sim, nossos peludos sabem muito bem o que estamos lhes falando, vamos explicar como devemos nos expressar para que eles nos compreendam ainda melhor.

Pelo menos é o que emerge de um estudo realizado na Universidade de Lyon (França), e que foi publicado na revista Proceedings of the Royal Society B, que se concentra sobre a forma como devemos falar com os filhotes.

Uma pesquisa recente descobriu que, se falamos com um cachorro de forma semelhante a com uma criança de dois anos, será mais fácil capturar sua atenção, e assim poderemos educá-lo melhor.

Como falar com seu animal de estimação para captar melhor a sua atenção

Conforme explicam os profissionais, quando nós, seres humanos, nos comunicamos com os cães, o fazemos de uma forma muito diferente de como falamos com as pessoas. Com eles, usamos a chamada “linguagem dirigida aos cães”.

E em que consiste essa forma de falar com seu animal de estimação? É principalmente porque mudamos a estrutura das frases, tornando-as mais curtas e simples. Também utilizamos um tom de voz mais agudo. Em suma, fazemos algo muito semelhante a quando nos comunicamos com uma criança pequena.

Esta questão está relacionada, sem dúvida, com o fato de que outras pesquisas descobriram que a inteligência dos cães é muito semelhante à de uma criança de 2 anos.

Em quê consistiu o estudo sobre ‘linguagem dirigida aos cães’

De acordo com este estudo recente, ao nos dirigirmos aos cães com uma voz mais aguda do que de costume, conseguimos captar a sua atenção. Assim, será mais fácil para nós educá-lo.

Para chegar a essas conclusões, os participantes gravaram frases habituais que geralmente diziam enquanto observavam fotos de cães de diferentes idades. Por exemplo:

  • Oi, lindo!
  • Vem aqui!
  • Quem é um bom menino?
  • Muito bem!
  • É isso aí!

Os cientistas descobriram que as pessoas falavam de maneira diferente se eles se dirigiam a um animal adulto, a um filhote ou a um cão idoso, ou se não observavam nenhuma imagem.

Outros detalhes da pesquisa sobre a melhor forma de se comunicar com os peludos

O experimento então seguiu com os cães. Eles os fizeram escutar as gravações feitas pelos humanos.

Assim, eles advertiram que os filhotes tiveram uma reação mais intensa às vozes emitidas enquanto as pessoas assistiam às imagens de cães. Os peludinhos se manifestaram com latidos.

Em contraste, os animais adultos se mostraram mais indiferentes. Isso poderia ser explicado pelo fato dos cães irem mostrando um menor interesse nas vozes de desconhecidos à medida que envelhecem.

No entanto, quando se utiliza a linguagem dirigida aos cães em uma comunicação cara a cara, os animais parecem responder em qualquer idade.

E qual é a melhor maneira de falar com o seu animal de estimação felino?

O estudo não diz nada sobre como falar com os gatinhos. Assim, por agora, vou continuar usando a forma que melhor resultado me dá.

Eu falo com eles de igual para igual, com base no fato de que os gatos nos consideram seus pares. Funciona muito bem, pelo menos com os meus amigos gatos.

E você, tem uma técnica especial para conversar com seu animal de estimação?