Como ganhar o respeito do cão?

O cão foi o primeiro animal a ser domesticado. Isso quer dizer que a história filogenética de nossos companheiros favoritos tem sido construída há milênios, com fidelidade e lealdade. No entanto, um cão não é um robô. É um animal social que convive em grupo e sabe quem é o “alfa”. Ou seja, quem merece seu respeito e lealdade. A seguir, daremos algumas dicas para ganhar o respeito do cão.

Tratar um cão com uma linguagem verbal violenta é ineficaz, por isso recomendamos o reforço positivo através de prêmios. Sim, é preciso ser firme, mas ao mesmo tempo justo com seu animal.

Evite a todo custo o reforço negativo e violento

As teorias educativas dizem há meio século que o caminho para conseguir a aprendizagem é o reforço positivo, e isso não seria diferente no adestramento. O melhor meio para conseguir que alguém aprenda é premiar o que faz bem.

Cachorro de castigo

Se xingamos nosso cão, se falamos pretendendo que ele entenda frases complexas, se batemos… O único que ele vai entender é que existe caos, estresse, que algo está errado. Inclusive, pode entender que a hierarquia da manada está errada e isso pode ser ruim para nossos objetivos. Jamais ganharemos o respeito de um cão com violência.

Delimite os espaços

Quando um cão chega a um lugar novo, em sua nova casa, é preciso deixar muito claro quais espaços são seus e quais não. Se não queremos que suba no sofá, ou não concordamos que suba na mesa, devemos ser contundentes. Isso se consegue com uma ordem direta, com um tom firme e sem dúvidas. Por exemplo, usando a palavra “desce!”.

Cachorro diante de um prato com biscoitos

No começo, o cão não vai entender que “desce” significa “desce”, mas, com o tempo, determinação e sem medo, descerá do sofá. Esse é o momento de premiar o comportamento com um carinho ou presente.

Não vá até ele, deixe ele vir

Se somos nós quem vamos até ele para fazer carinho ou dar alimento, o cão vai entender que somos seus servos. Que é ele quem manda e que é você quem entra no espaço dele. Do mesmo modo, também não devemos premiar sua ansiedade nem sua agressividade. Se, por exemplo, um filhote aprende que cada vez que fica nervoso o acalmamos com carinho, quando crescer será um cão que entenderá a ansiedade como algo positivo, e adotará condutas perturbadoras.

Por isso, sempre que for lhe alimentar, ou se quiser acariciar o cão para premia-lo, faça com que vá até você. Com esse gesto, conseguiremos que nosso animal tenha um reforço positivo sempre que for até você e entender quem manda.

É você quem faz as normas

É natural que nosso animal, depois de horas trancado em casa, queira ser o primeiro a sair na rua. Que se deixe levar pelos cheiros ou que queira explorar é a coisa mais normal do mundo. No entanto, você é quem deve decidir por onde passear e também quem escolhe o ritmo.

Do mesmo modo, é preciso se assegurar que cada vez que comece uma nova brincadeira, seja buscar ou perseguir qualquer coisa, seja você quem comece e termine a atividade. Da mesma maneira, devemos evitar qualquer agressão da parte do cão, seja um latido ou algo físico, como mordidas.

Por fim, se você ensinar ordens claras, mostrando-se firme e calmo, se aproveitar o reforço positivo para recompensar as condutas adequadas, terá o companheiro mais leal do mundo a seu lado.

Recomendados para você