Como iniciar uma dieta em gatos?

Para iniciar uma dieta em gatos, é necessário saber o peso ideal do animal, ter uma ração adaptada de boa qualidade e fazer exercícios com o animal.
Como iniciar uma dieta em gatos?

Última atualização: 18 Janeiro, 2021

Ao longo dos estágios da vida de um animal de estimação, o tutor talvez precise ajustar a dieta para atender às diferentes necessidades nutricionais e de energia. Um filhote, um gato idoso ou uma gata gestante não têm as mesmas necessidades e, portanto, a dieta de cada um deve ser moderadamente diferente.

Entender bem esse conceito nos ajuda a manter os animais de estimação saudáveis, com um peso ideal e sem problemas de saúde associados à obesidade. Começar uma nova dieta para um gato pode não ser fácil, mas aqui estão algumas dicas que podem ajudar. Não perca!

Iniciar uma dieta em gatos

1. Conheça o peso ideal para o seu gato

O peso ideal do felino depende de vários fatores: tamanho, idade, raça e sexo, entre outros. O veterinário pode dar ao tutor uma ideia do peso máximo que o felino pode atingir.

Para saber se um animal está com o peso correspondente, você pode se orientar por meio da sua condição corporal. Para isso, é preciso prestar atenção especial ao contorno e à proporção do corpo do bichano:

  • Observe a silhueta do gato. Está redonda demais? Existe um contraste claro entre as patas e o tronco?
  • Se você conseguir adivinhar onde estão as costelas, é provável que o gato esteja com um peso normal. Se elas estiverem muito visíveis, talvez o animal esteja com um peso mais baixo do que deveria. Pelo contrário, se você não puder ver nem tocar as costelas com facilidade, o felino provavelmente estará um pouco acima do peso.
  • Um gato com o peso ideal tem uma cintura evidente, com pouca gordura abdominal. Quando a cintura é pouco visível e a prega abdominal está ausente – por causa dos grandes depósitos de gordura abdominal acumulada – o gato está obeso.
iniciar uma dieta em gatos

2. Controle a quantidade de comida

Saber qual é o peso ideal do felino em cada caso é muito importante para determinar a quantidade de comida que pode ser oferecida ao animal. No verso de cada saco de ração é possível encontrar uma tabela que indica a porção diária adequada para o peso do animal.

Você deve se orientar pelo peso ideal para escolher a porção correta. Não alimente de acordo com o peso atual se o gato estiver acima do peso! Caso contrário, nunca será possível diminuir os quilos extras do felino.

Consulte o veterinário quanto ao peso que o seu gato deve atingir e alimente-o de acordo com esse peso ideal.

3. Qualidade e quantidade da ração

A composição da ração é quase tão importante quanto a quantidade oferecida. Os felinos são carnívoros estritos e, portanto, precisam de mais proteína do que os cães e não requerem carboidratos. De fato, as enzimas responsáveis ​​pela degradação dos carboidratos são muito escassas nesses animais.

O metabolismo do felino está adaptado a essas características, pois obtém a glicose principalmente a partir dos aminoácidos. Por esse motivo, as necessidades proteicas dos gatos são elevadas.

Certifique-se de que os principais nutrientes da ração ingerida pelo seu animal de estimação sejam proteínas de origem animal. Um gato adulto deve receber entre 30–45% de proteína de origem animal na sua ração. Isso pode ser verificado ao observar a composição da ração, já que as carnes devem aparecer em primeiro lugar na lista.

Você também pode optar por uma dieta BARF. Contudo, para fazer a transição da ração para a dieta BARF, você terá que se informar e seguir os passos indicados por um profissional. Não é um processo fácil e você terá que dedicar tempo e esforço para não alterar abruptamente a saúde do animal.

Mais dicas para iniciar uma dieta em gatos

4. Diretrizes para oferecer a alimentação

A forma de oferecer a alimentação também pode ser um fator importante ao iniciar uma dieta em gatos. Vamos dar algumas dicas em relação a esse assunto:

  • Ofereça comida em várias porções ao longo do dia, em vez de apenas uma.
  • Opte por métodos que retardem a ingestão. Por exemplo, com o uso de brinquedos para esconder os alimentos ou com a administração de rações com grãos maiores.
  • Não dê sobras para o seu animal de estimação.
  • Pese a ração com uma balança antes de oferecê-la ao gato.

5. A dieta em gatos funciona? Qual deve ser o ritmo da perda de peso?

Ao reduzir a porção diária, buscar uma ração de qualidade e estimular o animal a praticar exercícios, o tutor poderá observar o gato perder peso progressivamente.

Muitas marcas de ração para gatos possuem linhas especializadas para gatos obesos, nas quais o conteúdo de gordura e energia da ração é reduzido e são adicionados suplementos como a L-carnitina, que ajuda o animal a perder peso.

Além disso, essas rações também aumentam a quantidade de fibras na dieta – que pode ser aumentada em até 15% – para aumentar o volume da comida e, assim, proporcionar ao gato a sensação de saciedade mais rapidamente.

Se a dieta funcionar, espera-se que o animal experimente uma perda de peso mensal de 5%. O ritmo geralmente é lento, porém contínuo.

6. Incentive o seu gato a se movimentar

Para tornar a dieta em gatos mais eficaz, incentive o seu animal de estimação a se mover. Tire um tempo para brincar com ele. Por exemplo, você pode despertar o seu instinto de caça com muitos brinquedos diferentes ou enriquecer o seu ambiente com um poste para arranhar com várias alturas.

Para iniciar uma atividade de jogo regular, é melhor começar com sessões curtas de dois a três minutos e aumentar o tempo conforme a perda de peso for avançando, assim como a intensidade do exercício.

iniciar uma dieta em gatos

Essas são as etapas fundamentais para iniciar uma dieta em gatos, mas é importante ser constante e monitorar o peso do animal para verificar se ela está funcionando. Em suma, a obesidade predispõe a muitas doenças diferentes e é sempre melhor evitá-la.

Pode interessar a você...
Os gatos podem comer vegetais?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Os gatos podem comer vegetais?

Apesar dos seus hábitos carnívoros, os gatos podem comer vegetais. Claro, em quantidades limitadas. Saiba mais sobre o assunto aqui.



  • Pascale Pibot Vincent Biourge Denise Elliot. Enciclopedia de la nutrición clínica felina.
  • McDdonald, Edwards, Grenhalgh y Morgan. Nutrición animal. Zaragoza, Editorial Acribia, 1995.
  • Purina. Dieta equilibrada para tu gato.