Por que há rações sem cereais?

· setembro 19, 2018
A intolerância ao glúten é uma das razões para a existência deste tipo de rações, embora, no momento, as únicas raças que apresentam intolerância sejam os setters.

A intolerância ao glúten está se tornando mais comum nos últimos anos. Embora seja verdade que há muitas pessoas que realmente a têm, também é verdade que alguns se tornaram obcecados por ele e até queriam transferir essa doença para seus animais de estimação. Rações sem cereais existem, uma alternativa para cães que não podem comer glúten, mas eles são adequados para todos os cachorros?

O porquê das rações sem cereais

O raciocínio que levou esse tipo de ração começar a ser fabricado e comercializado era lógico. “Se os cães vêm de lobos e não comem cereais, por que os cães deveriam comer?” Isso pode parecer razoável, mas há outros fatores envolvidos.

Sabe-se com certeza que, embora o cão descenda do lobo, ele evoluiu, especialmente em sua era de domesticação e convivência com os humanos. Isso fez com que seu corpo também sofresse mudanças, como no processo de digestão.

Embora seja verdade que há cães que têm intolerância ao glúten, outra razão pela qual se alimentam sem grãos, também é verdade que nem todos devem evitar os cereais. Estudos mostraram que a evolução mencionada acima permite que os cães assimilem carboidratos complexos que os cereais contêm em seus corpos.

De fato, desde que eles começaram a viver com humanos, passaram a se alimentar também de cereais através da ração e da dieta BARF.

Cão come ração

Rações sem cereais, sim ou não?

Acredita-se que os carboidratos levam os cães à obesidade e, portanto, muitos escolhem rações sem cereais para controlar o peso de seus animais de estimação.

No entanto, que uma ração não tenha cereais não significa que ela não contenha carboidratos, já que eles são uma parte importante quando se trata de preparar a ração e dar-lhe forma. É como se você estivesse tentando fazer um bolo sem farinha. Isso não é possível, certo?

E isso é ainda pior, porque os carboidratos presentes nos cereais são chamados de complexos, ou seja, são naturais e têm fácil assimilação e digestão. Um cão com uma dieta equilibrada e atividade física regular pode manter seu peso e boa saúde sem qualquer problema.

No entanto, outros carboidratos usados ​​para rações sem cereais podem ser artificiais e difíceis de serem digeridos, o que faz com que eles se transformem em gordura e alcancem o oposto do que se deseja.

Carboidratos saudáveis poderiam vir de batatas, batatas doces ou leguminosas, como grão de bico ou lentilhas. Caso seu cão não tenha problemas com o glúten, esses alimentos podem ser benéficos para ele.

ração para cães

Obviamente, se o seu cão tem um problema com o glúten, é claro que a ração sem cereais é a mais recomendada, se você não quiser introduzi-lo na dieta da BARF. Porém, a melhor coisa a fazer seria conversar com seu veterinário, para se aconselhar sobre o que é mais conveniente para seu animal de estimação.

Existem cães com alergias?

No momento, sabe-se que a intolerância ao glúten é exclusiva dos setters, pois ainda é a única raça conhecida em que uma intolerância ao glúten foi diagnosticada. De outras alergias, estima-se que apenas 10% são do tipo alimentar e, entre estas, dos cereais são uma minoria quase imperceptível.

Portanto, se o seu cão não tem um problema com glúten diagnosticado, não há nenhuma razão pela qual você tenha que alimentá-lo com rações sem cereais que, além disso, poderiam te afastar de seu objetivo de fornecer uma dieta saudável e equilibrada ao seu pet.

Mesmo se você optar por rações sem cereais, recomendamos que compre as de melhor qualidade, aquelas que, embora sejam mais caras, passaram por controles exaustivos. Lembre-se de que a dieta BARF é sempre uma excelente alternativa para uma dieta saudável.