Como prevenir a dependência canina

Muitas pessoas percebem depois de algum tempo convivendo com seu pet que ele depende muito do dono. Com certeza um cão deve ter um certo nível de dependência, porque precisa dos humanos para comer, beber e se manter protegido.

No entanto, quando essa dependência chega ao extremo, isso não é benéfico para nenhuma das partes. O que fazer então diante da dependência canina?

O que é a dependência canina

Os cães que sofrem de dependência canina são aqueles que precisam estar perto de seus donos o tempo todo para estarem felizes e se sentirem seguros. Se for diferente, sofrem. Essa não é uma conduta que nasce com cão, e sim algo que ele adquire com o tempo, e grande parte da culpa geralmente é dos donos, mesmo que outros fatores influenciem, como por exemplo:

Cachorro e dono

  • Desmame precoce
  • Estresse da mãe durante a gestação
  • Não ter ferramentas de autogestão para sua educação e criação
  • Estimulação excessiva durante a fase de filhote

No entanto, não devemos confundir a ansiedade pela separação com a dependência canina. A ansiedade por separação é algo que normalmente acontece com os filhotes, e que geralmente acaba com o passar do tempo quando a confiança entre o cão e seu dono cresce. A ansiedade por separação também é algo pontual que logo passa quando o animal fica sozinho.

Por outro lado, a dependência canina vai além, pois significa que um cão não pode ser feliz nos momentos em que seus donos não estão com ele.

Como a dependência canina influi no cachorro

A dependência canina gera no animal a falta de felicidade, já que esta depende da companha dos donos. Além disso, pode gerar muito estresse e isso pode levar a problemas graves de saúde. Isso porque ele pode deixar de comer ou sofrer de depressão.

Segundo um famoso adestrador profissional, “o desgaste metabólico que acontece com altos níveis de estresse funciona assim como com as pessoas. Essa dependência faz com que o cão envelheça mais cedo, e sua qualidade de vida em idades avançadas seja muito pior”.

Há quem acredite que existem raças com mais dependência que outras por seus donos, mas isso não é totalmente certo. As raças de cães não nascem sendo dependentes, e sim se tornam dependentes por diversos fatores, como comentamos, especialmente pela educação recebida. O que fazer então para não criar um cachorro com dependência canina?

Como não criar um cachorro dependente

Há várias coisas que podemos fazer durante a criação de um cachorro para que ele não seja dependente. Essas são algumas:

Dona abraçando cachorro na praia

  1. Se seu cachorro tem o hábito de seguir você, talvez porque aprendeu desde filhote, isso precisa acabar. Quando você chegar em casa e cumprimentá-lo com mimos e carinho, será o momento de cada um seguir para seu lugar. Ensine-o duas ou três palavras que lhe façam entender que ele deve ir para sua cama ou para seu lugar.
  2. Seja firme e constante. Se você decidir que o cão deve ir para seu lugar depois da saudação, faça isso sempre. Não faça isso uma vez e outra não, pois ele não vai entender e você não conseguirá fazer com que ele não seja dependente.
  3. Dê carinho. Não querer que seu cão não tenha dependência canina não significa que devemos afastá-lo de nosso vida. Apenas devemos encontrar o equilíbrio para que ele dependa apenas o suficiente.
  4. Não o humanize. Um cão é e sempre será um cão. Dê a ele seu lugar, mas não o humanize. Se você fizer isso, o animal vai depender de você e não poderá ser feliz quando você não estiver por perto.

Fonte da imagem principal: freestocks.org

Recomendados para você