Comportamento das cadelas no cio

· julho 28, 2018
O cio das cadelas geralmente ocorre algumas vezes por ano, e pode não ser fácil detectá-lo. No nível biológico pode haver vários sinais que o demonstrem, mas também temos que perceber uma série de mudanças no comportamento das cadelas no cio.

O ciclo sexual e reprodutivo dos cães é diferente do dos seres humanos e de outras espécies de mamíferos. Portanto, é muito importante conhecer certas características do comportamento das cadelas no cio, uma situação que ocorre uma ou duas vezes por ano.

O comportamento das cadelas no cio

A capacidade de procriar se manifesta de maneiras diferentes de acordo com as espécies animais. No caso dos cães, a cadela amadurece sexualmente de acordo com seu tamanho e raça. Dessa forma, as fêmeas pequenas têm seu primeiro cio entre os 6 e os 12 meses, as médias e grandes entre os 7 e os 13 meses. Por sua vez, as gigantes entre 16 meses e dois anos.

Quando uma cadela entra no cio, isso significa que ela já está desenvolvida sexualmente. Entretanto, isso não significa que ela esteja pronta para gerar filhotes. Os veterinários recomendam evitar que a cadela engravide nas primeira vezes que ela entra no cio. Por ser ainda jovem, uma gestação precoce pode causar problemas para a mãe e para os filhotes.

Em termos gerais, o cio das cadelas ocorre duas vezes por ano, aproximadamente a cada seis meses. Entretanto, isso pode variar de acordo com a idade do animal, seu estado de saúde ou raça. Algumas fêmeas têm apenas um cio por ano.

Durante os dias que o cio dura, você certamente perceberá que muitos cães machos ficam “enfileirados” na porta de sua casa. Eles também costumam aparecer de todos os lugares quando você faz uma caminhada com sua cadelinha. Eles são guiados pelo instinto e também pelos feromônios que a cadela lança pelo cheiro e pela urina.

Por isso que os machos se tornam tão “insistentes” quando há uma cadela no cio por perto. Eles a perseguem e tentam montá-la insistentemente. Alguns cães podem até fugir de casa quando sentem uma fêmea fértil na área.

Como é o comportamento das cadelas no cio?

Embora cada animal possa se comportar de forma diferente nessa fase,  certos sinais físicos e comportamentais que indicam a chegada ou o fim do cio.

Biologicamente, os sinais mais claros são o inchaço dos mamilos e da vulva e, também, a perda de sangue. Entretanto, alguns sangramentos não são fáceis de serem detectados, pois há cadelas que ficam muito limpas o tempo todo.

Quanto ao comportamento de uma cadela no cio, tudo dependerá da fase do ciclo em que ela está:

1. Proestro

Nessa fase, a fêmea ainda não está fértil. Embora ela esteja começando a ovular e sangrar, deixando pequenas gotas avermelhadas onde quer que passe. Para cuidar disso, você pode comprar fraldas especiais para cadelas, para evitar manchas.

Assim, a cadela ficará mais ansiosa para sair de casa. Sendo assim, ela pode simular comportamentos sexuais semelhantes ao real com outros animais ou com pessoas. Entretanto, ela não vai aceitar que os machos a montem.

2. Estro

Quando a cadela deixa de sangrar, começa o estágio fértil. Ele dura entre 3 e 17 dias. Nesse período, a cadela fica receptiva para cruzar. Nessa fase, comportamento das cadelas no cio muda em vários aspectos. Talvez, ela fique mais afetuosa ou mais disposta para andar na rua. Ela também pode sentir desconforto ou tornar-se mais agressiva.

3. Diestro

Pode durar entre 60 e 100 dias. Isso dependerá de algo muito importante: se houve ou não fertilização. No primeiro caso, haverá a gravidez da cadela, depois o nascimento e a lactação. No segundo caso, a cadela rejeitará cruzar, comerá muito e vai estabilizar seu humor e comportamento.

É necessário prestar atenção ao estágio de diestro. Algumas cadelas apresentam gravidez psicológica, devido a uma alta produção hormonal. Elas podem até confundir seus donos, fazendo-os acreditar que estão mesmo prenhas.

4. Anestro

É o período da inatividade sexual, que começa após o parto em cadelas que deram à luz. Ele também começa depois do diestro em cadelas que não foram fertilizadas. Elas não mostrarão sinais evidentes de mudança de um estágio para outro. O anestro dura aproximadamente 120 dias e permite que o animal descanse e se recupere para o próximo período fértil.