Conselhos para cuidar de um cão cego

· fevereiro 9, 2018

Um cão cego, seja de nascimento, por doença ou por idade, pode ser muito feliz. É importante seguir uma série de indicações para aumentar sua qualidade de vida. Vale destacar que seus sentidos de olfato e de audição são muito desenvolvidos.

Com o passar dos anos, os sentidos dos animais de estimação vão se deteriorando, a visão e a audição são os mais afetados. Ainda que pensemos que ter um cão cego é um problema, a verdade é que sua vida pode continuar quase da mesma maneira se levarmos em conta certas questões, como não ter objetos que possam atrapalhar sua caminhada. Neste artigo, daremos a você conselhos para seu cuidado.

Recomendações para ter um cão cego

É claro que não é a mesma coisa ter um cão que ficou cego pela idade ou por uma doença, que um animal que nasceu nessa condição. Também não importa se mora em uma mesma casa desde filhote ou que tenha chegado recentemente.

Em qualquer caso, é fundamental que nos asseguremos de lhe oferecer tudo o que precisa e que seus dias sejam os mais tranquilos e confortáveis possíveis. Preste atenção a estes conselhos para ter um cão cego:

  1. Não o superproteja

Uma das primeiras reações dos donos quando seu animal de estimação é cego, é querer lhe proteger de todo mal, sem se dar conta de que, em muitos casos, essa atitude é negativa. Ainda que o animal não enxergue, ele igualmente poderá continuar vivendo feliz e ser autossuficiente.

Os cães não estão conscientes de seu novo ‘estado’ e se adaptam ao desenvolverem os demais sentidos. Por isso, não podemos nos esquecer que o olfato e a audição serão muito utilizados por eles ante qualquer situação.

Portanto, permita que ele se desenvolva, que brinque, que fareje, que durma onde quiser… Porque, para ele, a vida continua sendo a mesma, salvo por um ‘detalhe’: a cegueira.

  1. Faça pequenas mudanças em casa

Seguindo com o conselho anterior, não é recomendável que reestruture a localização de todos os móveis para evitar que o animal tropece em algum. Não se esqueça de que o cão já viveu muito tempo nesse ambiente e podemos dizer que ele ‘conhece de cor’ cada cadeira, mesa ou cama que há por lá.

É claro que devemos prestar atenção e tirar do caminho aqueles objetos que possam ser perigosos para sua saúde, mas todo o resto deve ficar no mesmo lugar. Tente manter a ordem e a limpeza sempre e, se há escadas, você deverá protegê-las ou fechá-las de tal forma que seu animal de estimação não caia.

  1. Deixar suas coisas no mesmo lugar

Os cães precisam de uma rotina, sejam cegos ou não, já que desta maneira eles serão mais tranquilos e obedientes. Por isso, você não deverá mudar de lugar seus objetos pessoais: cama, comedouro, recipiente para água, brinquedos, etc. Isto fará com que ele se acostume e se oriente melhor na casa.

Além disso, seria bom que brincasse com ele tal como está habituado: por exemplo, quando retorna do trabalho ou enquanto rega as plantas. Lembre-se de que o animal não entende o que aconteceu e para ele tudo continua igual, portanto, não permita que ele se deprima por falta de carinho, atenção e diversão.

  1. Leve-o ao parque

Um dos erros comuns entre os donos de cães cegos é não lhes tirar nunca de casa, por temerem por sua segurança. No entanto, é importantíssimo que um animal nessa condição tenha contato com outros em um parque ou espaço ao ar livre.

Cachorro vira-lata cego

Além disso, os passeios são ideais para que ele mude de ambiente, libere sua energia, se entretenha e, principalmente, seja feliz. Para evitar qualquer inconveniente, leve-o com a correia e preste atenção ao atravessar a rua. Você será o guia, será os olhos de seu cão em todos os momentos.

  1. Estimule seus outros sentidos

Ter um cão cego é, sem dúvida, um desafio e, talvez, em certos momentos, não saibamos como agir. Para que seu animal de estimação não dependa tanto de você, seria bom lhe ensinar a utilizar mais o olfato e a audição. Ao desenvolver ainda mais ambos os sentidos, ele não notará a diferença entre o presente e o passado.

Ofereça-lhe objetos com seu cheiro, deixe que ele durma em suas próprias mantas, fale forte e claramente com ele e, antes de lhe tocar, você terá que lhe demonstrar que está perto (assim ele não irá se assustar). Algumas pessoas carregam alguns acessórios que fazem barulho para alertar o animal de sua presença.