Convivência entre cães e coelhos: conselhos

· maio 7, 2018
Esta não é uma tarefa fácil para o dono dos animais de estimação. Eles são animais que têm papéis opostos na natureza; o cão é um predador, enquanto o coelho desempenha um papel de presa.

Ter animais de estimação diferentes nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, a convivência entre cães e coelhos pode se tornar complicada, embora ambos sejam conhecidos por terem uma natureza afável. Por que isso acontece? Como resolver os problemas que podem surgir na convivência entre essas duas espécies?

Convivência entre cães e coelhos: dificuldades

A primeira coisa a pensar é na natureza do animal. coelho é geralmente uma presa. Esse animal é um dos alimentos mais desejados por muitos predadores. O cão, no entanto, desempenha o papel de predador. Esse pode ser o primeiro problema a surgir na convivência entre cães e coelhos.

Compatibilidade entre cães e coelhos

Nós não queremos sugerir que o seu cão come ou quer comer o seu coelho. Entretanto, suas naturezas são opostas e isso pode criar brigas entre eles. Não se preocupe, existem maneiras de resolver esse problema de convivência. Vamos revelar a seguir algumas dicas para você.

O mais importante é fazer com que ambas as espécies esqueçam seus papéis naturais e possam viver juntas como irmãos. Uma boa socialização entre os animais é algo importante. Além disso, você não deve mostrar predileção por nenhum deles. Esses fatores são essenciais para garantir uma boa convivência.

Convivência entre cães e coelhos: socialização

É claro que existem algumas raças mais amigáveis com os coelhos do que outras. Se você já tiver um cachorro em casa e quiser ter um coelho de estimação, há muitas coisas que você pode fazer para evitar problemas. O seu bom senso e o quanto você conhece o seu cão são essenciais para determinar se ele está pronto para receber um amigo “diferente”.

Existem algumas raças com tendência a serem mais amigáveis do que outras. Se o coelho vai ser o segundo animal que você vai levar para casa, tente escolher uma dessas raças.

Depois de ter escolhido os dois animais que viverão juntos, vem o momento-chave: a socialização. Siga estas dicas e tudo correrá bem.

Não custa dizer que o seu cão deve ser treinado e obedecer às suas ordens para que não haja perigo para o coelho.

Encontre um lugar ao ar livre e neutro

É melhor que a apresentação seja realizada em um lugar que nenhum dos dois animais conheça. Se você fizer isso em casa, onde já há um cachorro, ele poderá sentir seu território ameaçado e haverá problemas.

Cachorro e coelho

É melhor fazer a socialização no campo, em um parque ou em outro lugar onde nenhum dos animais se sinta pressionado ou ameaçado. Claro, o lugar deve ser cercado.

Deixe o coelho em uma caixa de transporte e segure o seu cão com a coleira para manter tudo sob controle ao apresentá-los. É melhor que você vá com outra pessoa para poder controlar os dois animais.

A hora da apresentação

Primeiro, deixe o cão cheirar a caixa em que o coelho está para ver a reação de ambos. Quando perceber que está tudo bem, pode abrir lentamente a caixa sem fazer movimentos repentinos. Deixe que eles se movam no próprio ritmo. Não fique longe deles e fale de maneira gentil e doce para eliminar as tensões.

Observe-os

Deixe o coelho se aproximar do cachorro e não fique muito longe. O coelho pode não se sentir à vontade e fugir, porque é isso que seu instinto manda.

Cachorro de grande porte e coelho

Esse gesto pode despertar o instinto predador do cão e, então, os problemas virão. Passe a tarde com eles, se tudo correr bem, pouco a pouco eles se acostumarão.

Um passo muito importante que você deve dar é  separar os locais dos animais. Cada um deve ter um lugar para descansar, comer e beber.

Assim, nenhum deles deve ver seu espaço ameaçado pelo outro. Se você considerar tudo isso, a convivência entre cães e coelhos será extremamente pacífica e prazerosa.