Cuidados básicos com os patos: conheça alguns

julho 7, 2018

Os patos se destacam por seu alto nível de socialização, vivendo geralmente em grandes grupos ou pares. De fato, por sua personalidade amável e talento para convivência, eles têm conquistado o afeto de muita gente, que opta por adotá-los como animais de estimação. Conheça alguns cuidados básicos com os patos.

A criação de patos requer conhecimento e dedicação para ser bem sucedida. Os cuidados básicos devem contemplar as necessidades específicas de sua espécie.

Patos: características físicas e comportamentais

Nós chamamos genericamente de “pato” várias espécies de aves pertencentes à família Anatidae.

Em sua morfologia cabe destacar o corpo arredondado, com bico plano e comprido, patas curtas e palmeadas. A longevidade média do pato é de 10 a 15 anos, variando segundo a espécie e o habitat do animal.

São aves adaptadas à vida aquática, por isso, são excelentes nadadores. Na água, mostram sua elegância e apresentam um comportamento seguro e sereno. Em terra, sua caminhada é irregular e com um aspecto desajeitado, devido a suas patas.

Patos na lagoa

Os patos também se destacam por seu alto nível de socialização, vivendo geralmente em grandes grupos ou pares. De fato, por sua personalidade amável e talento para convivência, eles têm conquistado o afeto de muita gente, que opta por adotá-los como animais de estimação.

Cuidados básicos com os patos: alimentação adequada

Os cuidados básicos com os patos devem incluir uma alimentação adequada para um bom desenvolvimento da espécie.

Os patos são animais onívoros que possuem uma alimentação muito variada. Mais de 70% de sua alimentação é composta por frutas, verduras, sementes, legumes e grãos variados. Além disso, também contam com proteína animal, comendo pequenos peixes e insetos.

Um pato adulto come cerca de 150 a 200g de alimentos por dia, dependendo de sua espécie, sexo, idade e habitat. O tipo de alimentação adequada também varia segundo a finalidade de sua criação.

Alimentação para engorda

Um grande número de patos são criados para a comercialização de sua carne. A proteína da carne de pato – principalmente do fígado – é historicamente apreciada pela alta gastronomia (o foie gras). Além disso, suas propriedades nutricionais benéficas são cada vez mais reconhecidas por nutricionistas e médicos.

A crescente demanda do mercado internacional torna sua criação muito atrativa para agricultores e empreendedores.

A criação de patos para consumo humano geralmente utiliza técnicas para engordá-los, otimizando o lucro dos produtores. Para isso, são utilizados alimentos comerciais com alta concentração de carboidratos, cerca de 25% de proteína e muito pouca fibra.

Alimentando um pato doméstico

Está na moda criar patos como animais de estimação. Nestes casos, os donos não buscam engordar o animal, mas sim uma alimentação balanceada.

Patinhos bebendo água

O ideal é não alimentar seu pato com alimentos comerciais para patos de granja. A ingestão desses produtos pode levá-los a desenvolver obesidade e doenças associadas.

Ao adotar um pato como animal de estimação, é indispensável respeitar suas necessidades nutricionais. É importante que a alimentação seja natural, com atenção para que os alimentos estejam frescos e em bom estado.

Muitos donos recorrem à ajuda de suplementos e vitaminas concentradas. A intenção é complementar sua alimentação e fortalecer seu sistema imunológico.

Hidratação adequada

É essencial deixar água fresca e limpa para o animal, tanto para a criação produtiva, como para a doméstica. Além disso, é recomendável limpar diariamente os recipientes de comida e água.

Higiene: a chave para os cuidados básicos dos patos

Quando vivem em liberdade, os patos costumam se limpar todos os dias, fazendo o mesmo com seus ninhos. É comum vê-los dedicando horas ao cuidado de sua plumagem e à limpeza de seu lar.

Os patos são limpos por natureza e podem ficar doentes facilmente em ambientes com má higiene. Portanto, a higiene é a chave dos cuidados básicos que esses animais requerem. Recomenda-se limpar onde eles vivem pelo menos uma ou duas vezes por semana. Também devemos limpar todos os dias seu comedouro e bebedouro.

Criando as condições do ambiente dos patos

A criação de patos precisa de espaços ao ar livre, com uma fonte de água limpa (lago, piscina, etc). Eles adoram nadar livremente, se limpar e se refrescar diariamente. Além disso, precisam nadar e caminhar regularmente para exercitar seus músculos.

Recomenda-se comprar um abrigo, como um galinheiro, para proporcionar um refúgio ao animal, onde possa se proteger e descansar. As dimensões dependerão da quantidade de patos e do seu espaço disponível.

Esse animal pode ser muito resistente quando recebe uma boa alimentação e vive em boas condições de desenvolvimento. Do mesmo modo, a medicina preventiva e visitas periódicas ao veterinário especializado são fundamentais para que vivam com saúde.