Como cuidar de um animal de estimação no pós-operatório

Os cuidados pós-operatórios incluem vigilância para evitar complicações da ferida e muitos outros fatores a serem levados em consideração. Aqui nós mostraremos tudo a você.
Como cuidar de um animal de estimação no pós-operatório

Última atualização: 22 Fevereiro, 2021

Uma dúvida muito comum que os tutores ​​podem ter é como cuidar de um animal de estimação no pós-operatório. Assim como os humanos, os animais se sentem desconfortáveis ​​após uma operação.

Além de não entenderem o porquê do procedimento, podem ficar frustrados por não conseguirem fazer as mesmas atividades de todos os dias. Portanto, é aconselhável seguir uma série de orientações, listadas a seguir, para tornar a sua recuperação mais agradável.

Cuidados que um animal de estimação deve receber após a cirurgia

Primeiramente, os veterinários podem passar algumas instruções para cuidar de um animal de estimação após uma cirurgia. Essas diretrizes permitem monitorar o progresso do animal, embora possam variar dependendo de qual animal se trate e da operação. Aqui nós mostraremos algumas delas.

Conforto acima de tudo

Um aspecto indiscutível é que o animal deve se sentir o mais confortável possível após a operação. Para isso, você pode mudar a cama dele para o canto preferido da casa ou onde a temperatura ambiente seja climatizada, por exemplo.

Da mesma forma, é recomendável manter as crianças afastadas para evitar estressar o animal. Outro aspecto importante é sempre administrar os medicamentos fornecidos pelo veterinário no horário adequado.

Como cuidar adequadamente das feridas?

Normalmente, o pós-operatório dura em torno de 10-14 dias. Durante esse tempo, a ferida deve ser mantida limpa e seca, o que significa que os curativos devem ser verificados várias vezes ao dia.

Além disso, ao limpar a ferida, deve-se usar um antisséptico, que geralmente é recomendado pelo veterinário. A limpeza e a desinfecção podem ser feitas de duas a três vezes ao dia, dependendo da evolução da ferida.

Ao verificar o curativo e trocá-lo, também é bom observar a evolução da ferida. Quaisquer sinais de infecção, inflamação excessiva, secreções ou outros devem ser relatados imediatamente ao veterinário.

Cuidados com um animal de estimação no pós-operatório.

Como evitar que o animal toque nos pontos?

Um comportamento comum é o animal tentar retirar os pontos. Percebe-se que ele tenta coçar ou lamber a área da ferida, o que é perigoso, pois aumenta o risco de infecção.

Então, um aspecto que preocupa os tutores é como evitar que o animal tente retirar os pontos. Para isso, o mercado oferece soluções como sprays com sabor amargo ou o até mesmo o uso de colares elizabetanos (cones).

O colar elizabetano tem esse nome devido ao seu formato semelhante às vestimentas usadas por Elizabeth I da Inglaterra. Esse acessório evita que o animal toque nas feridas e é fácil de colocar e tirar. Além disso, se o animal precisar ficar alguns dias com o colar, poderá beber, comer e até dormir com ela. Embora os animais não gostem de usá-lo porque diminui sua mobilidade, evita o uso de sprays ou outras alternativas que interferem na ferida.

Água e alimentação

Embora seja provável que na primeira noite após a cirurgia o animal prefira não comer, esse pode não ser o caso. Se você observar que ele está procurando comida, pode oferecer uma pequena quantidade. Isso porque talvez seu animal não se sinta bem e pode acabar vomitando. No entanto, o veterinário geralmente indica quais etapas devem ser seguidas com a alimentação, se você poderá ou não oferecer comida.

Além disso, algo que sempre deve estar ao alcance do animal é água fresca e limpa. Especialmente caso o veterinário recomende restringir a dieta por alguns dias.

E exercício?

Normalmente, recomenda-se que o animal seja mantido em repouso pelo menos nos primeiros dias após a operação. Também é verdade que depende do tipo de operação realizada. Em todo caso, é aconselhável restringir movimentos prolongados, como pular ou subir escadas. Isso pode ser um pouco complicado, especialmente no caso de cães que transbordam energia.

Embora não seja fácil, é a melhor opção para evitar que o animal se machuque. Porém, é sempre aconselhável consultar um profissional, que saberá quais são as melhores opções para uma boa recuperação.

Quais comportamentos devemos observar?

Às vezes, alguns comportamentos estranhos podem ser observados após a cirurgia. Preste atenção especial aos seguintes:

  • Sonolência excessiva (especialmente após 24 horas).
  • Vômitos.
  • Vermelhidão intensa ao redor da área da ferida.
  • Sangramento na área da ferida ou secreção.
  • Mau odor vindo dos curativos que cobrem a ferida.
  • Aparecimento de caroços ou inflamação significativa na área da ferida.

Pode-se concluir que o pós-operatório é complicado, tanto para o próprio animal quanto para os tutores. No entanto, seguindo algumas dessas orientações, é possível cuidar perfeitamente de um animal após a cirurgia.

É importante ressaltar que esses conselhos são apenas orientações e que sempre é recomendável procurar atendimento especializado. Principalmente diante de qualquer dúvida que possa surgir, o objetivo sempre é manter o animal nas melhores condições.

Pode interessar a você...
Os cuidados pós-operatórios com um cão
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Os cuidados pós-operatórios com um cão

Nossos bichos de estimação fazem parte de nossa família; qualquer coisa que acontece com eles nos enche de preocupação. Um dos momentos mais difíce...