Dicas para dar banho no seu cão com mangueira

junho 18, 2018
Evite água excessivamente fria e o uso de muita pressão, pois o cão não se sentirá confortável e fugirá. Da mesma forma, não devemos ser agressivos com o cão. Pelo contrário, devemos ser motivadores através do reforço positivo, para completarmos essa missão com sucesso.

Especialmente se o animal é grande, dar banho no seu cão com mangueira é fácil. Então, fique ligado nas dicas a seguir, para dar banho no seu cão com mangueira sem contratempos.

Dicas para dar banho no seu cão com mangueira

Preparação

O primeiro passo é pensar em onde, no jardim, você vai dar banho no seu cão com mangueira. Antes de mais nada, deve haver uma torneira por perto. Além disso, lembre-se de verificar se a temperatura da água não está muito fria. O ideal é que a água esteja quente. Por isso, vale a pena esperar por um dia muito quente.

Se você preferir dar banho no seu cão dentro de casa, você pode usar a banheira e o chuveiro de mão. Isso facilitará o equilíbrio da temperatura da água.

Depois disso, você precisará preparar todos os utensílios que vão ser usados durante o banho. Veja a lista: shampoo com a tampa aberta, toalhas, esponja, toalha de pano. Além disso, é preciso lembrar da coleira do cachorro para impedir a fuga. Tudo isso deve estar ao seu alcance quando o banho começar.

Xampu

Quanto ao xampu, ele deve ser adequado a pelagem do cão. Ou seja, não deve irritar a pele e nem as mucosas. O perfume do xampu não deve ser muito forte, porque o cão não irá gostar. Pelo contrário, isso irá desagradá-lo e ele ficará sujo novamente. É melhor escolher um xampu neutro

Banho de mangueira

Pressão da água

coleira que é colocada no cão para segurá-lo no banho deve ser de nylon. O couro encolhe ao secar, o que aperta o pescoço do animal. Portanto, a coleira não deve estar muito apertado.

É necessário verificar a pressão da água da mangueira. Se for muito forte, o cão ficará assustado e tentará fugir. Uma boa opção é usar um chuveirinho, para tornar o banheiro mais agradável e eficaz.

Finalmente, um plugue de algodão deve ser colocado nos ouvidos do animal para evitar a entrada de água. O plugue deve ser grande o suficiente para cobrir bem o ouvido.

Banho

Durante o banho, é necessário evitar molhar a cabeça do cachorro. É aconselhável começar a pulverizar a água do pescoço para trás, até que o pelo e as pernas do cão estejam completamente molhados. Depois, você tem que começar a espalhar o xampu e, com a ajuda da esponja, esfregar bem todo o corpo do animal.

Cão tomando banho

Cada perna deve ser lavada separadamente e com cuidado. Além disso, também é preciso lavar a barriga, as virilhas e a área anal. Se o xampu tiver repelente de pulgas, ele deverá ser deixado durante o tempo indicado na embalagem, para agir.

Será necessário enxaguar o corpo do cão até que a água escorra totalmente, sem vestígios de sujeira ou espuma. Para lavar o rosto do cão, é melhor usar um pano úmido. Isso impede que a água entre nos ouvidos e cause uma infecção.

Secagem

Use algumas toalhas grandes e absorventes para fazer a secagem após dar banho no seu cão com mangueiraÉ necessário secar os pelos do animal, se eles forem muito longos. Comece a secar cobrindo as costas do animal com uma toalha. Ao secar, evite causar atrito, de modo que nenhum nó seja feito.

Alguns donos de cães preferem usar um secador de cabelos. No caso de usá-lo, a temperatura do ar deve estar morna para não queimar a pele delicada do animal. Uma vez seco, é aconselhável escovar o cão para que o pelo não fique com nós. Assim, é possível remover os pelos soltos.

Reforço do comportamento positivo

Ao dar banho no seu cão com mangueira, lembre-se de falar suavemente, não puxe muito a coleira e nem seja agressivo. Se tudo correr bem durante o banho, recompense o cachorro com a guloseima favorita dele. Assim, o cão irá associar o banho a uma experiência agradável. Com um reforço positivo, da próxima vez não haverá muita resistência.

Quantas vezes devo dar banho em meu cão?

A frequência do banho depende da raça, do tamanho, do tipo e do comprimento dos pelos e das atividades que o cão faz. Se o cão passar muito tempo ao ar livre, é aconselhável banhá-lo com mais frequência do que os animais que ficam mais tempo dentro de casa. Em geral, um banho é recomendado a cada três meses.