O desmame dos gatos: quando e como deve ocorrer?

O desmame do felino recém-nascido é uma fase crítica para o seu desenvolvimento. Esse processo deve ser feito gradualmente, pois muitos gatos não concebem alimentos sólidos como tal nas primeiras semanas de vida.
O desmame dos gatos: quando e como deve ocorrer?

Última atualização: 05 Maio, 2021

A principal fonte de nutrientes dos gatos até o desmame é o leite materno. O produto lácteo secretado pelos mamilos da mãe tem excelente conteúdo calórico – 106 quilocalorias por 100 gramas – e 40% de proteína bruta. Para se ter uma ideia, a mesma quantidade de leite de vaca contém 65 quilocalorias e 27% de proteína.

O leite de gata é mais eficiente em termos de energia do que qualquer alimento sintético que pode ser dado aos filhotes. Além disso, o colostro – o primeiro leite materno – contém enzimas, fatores de crescimento e anticorpos, que permitem colocar em funcionamento o sistema imunológico dos recém-nascidos, enfraquecido em um ambiente cheio de novos patógenos.

Por todas essas razões, o leite materno é energia e imunidade em igual medida. Se esse período tão natural quanto essencial para a vida do gato for interrompido prematuramente, o animal pode sofrer complicações graves tanto a curto quanto a longo prazo. Partindo dessa premissa, vamos apresentar como deve ser o desmame de gatos.

O melhor momento para desmamar os gatos

Após a fecundação, a gestação de uma gata dura entre 63 e 67 dias, embora muitas vezes seja difícil estimar exatamente há quanto tempo ela está grávida. Devido ao ciclo de ovulação das fêmeas e ao tempo de viabilidade espermática do macho, é possível que um felino dê à luz uma ninhada com filhotes de pais diferentes.

Em média, uma gata dá à luz de 4 a 6 filhotes, embora não seja incomum que ocorra um desvio da média. O mais comum é que a mãe rejeite o alimento nas primeiras 12 horas, mas a partir do nascimento da ninhada começa o período de lactação, que tem uma duração média de 8 semanas.

A natureza é sábia e, por isso, a prole passa por uma série de mudanças fisiológicas que indicam o momento de encerrar a lactação. A partir da terceira ou quarta semana de vida, os gatos recém-nascidos abrem os olhos, adquirem o sentido da visão e começam a apresentar habilidades motoras leves. Portanto, eles começam a se mover para fora do seu abrigo.

Na natureza, esse período marca o início do desmame, pois a mãe começa a trazer presas mortas para a ninhada por volta da quinta semana de vida dos filhotes. De qualquer forma, isso não significa que você tenha que separar a prole da mãe nesse momento, de forma alguma. O processo deve ser lento e gradual.

 

O desmame dos gatos.

Os passos do desmame

A partir da quarta semana, o felino estará pronto para começar a aceitar alimentos sólidos. No entanto, os jovens devem permanecer com a mãe e os irmãos. O desmame pode ser realizado progressivamente da seguinte forma:

  1. Comece a oferecer aos filhotes alimento sólido específico para felinos recém-nascidos. Isso é um suplemento, portanto não deve substituir o leite em nenhuma circunstância.
  2. Para tornar esses alimentos mais digeríveis, experimente adicionar um pouco de água morna. Se você fizer uma mistura como purê, os filhotes poderão começar a comer coisas sólidas com mais facilidade.
  3. Ofereça um prato de comida úmida 2-3 vezes ao dia. Eles saberão o melhor momento para fazer a transição completa.
  4. Se os filhotes tiverem problemas durante a mudança da dieta, coloque-os em uma sala separada durante uma hora por dia. Deixe à sua disposição o alimento misturado com água morna, como já dissemos anteriormente. Isso os ajudará a compreender o que são os alimentos sólidos.

Se no começo os filhotes brincarem com a comida, espalharem tudo pelo chão ou se sujarem com ela, não se preocupe. Lembre-se de que eles devem aprender a associar a comida ao que ela realmente é e, infelizmente, isso pode demorar um pouco. Seja muito paciente e gentil com os gatos, porque a repreensão não levará a lugar nenhum.

O desmame é concluído na sexta semana. Contudo, pode ser mantido até a oitava semana se os filhotes permanecerem com a mãe.

 

Dois gatos brancos peludos

Os efeitos do desmame prematuro

Como um artigo científico publicado na revista Nature indica, o desmame precoce pode ter muitos efeitos negativos para os felinos. Se o filhote for separado da mãe prematuramente, ela ficará mais sujeita a desenvolver ansiedade, comportamentos agressivos e movimentos repetitivos (estereotipias).

Portanto, recomenda-se que a separação completa da mãe não ocorra antes da oitava semana de vida. Respeitando o período de amamentação e socialização do felino, você minimizará os riscos de ele desenvolver comportamentos conflitivos na idade adulta.

Pode interessar a você...
O que você deve saber sobre os dentes dos gatos
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
O que você deve saber sobre os dentes dos gatos

Os dentes dos gatos são protagonistas em todas as suas atividades diárias. Portanto, prevenir os problemas dentários desses animais deve ser uma pr...



  • Ahola, M. K., Vapalahti, K., & Lohi, H. (2017). Early weaning increases aggression and stereotypic behaviour in cats. Scientific reports, 7(1), 1-9.
  • Adkins, Y., Zicker, S. C., Lepine, A., & Lönnerdal, B. (1997). Changes in nutrient and protein composition of cat milk during lactation. American journal of veterinary research, 58(4), 370-375.
  • Jacobsen, K. L., DePeters, E. J., Rogers, Q. R., & Taylor, S. J. (2004). Influences of stage of lactation, teat position and sequential milk sampling on the composition of domestic cat milk (Felis catus). Journal of animal physiology and animal nutrition, 88(1‐2), 46-58.