Diferenças entre passear com cães e gatos

Diante de personalidades com tantas diferenças, é lógico pensar que passear com cães e gatos sejam coisas distintas. Caminhar com seu gato em uma coleira não vai ser tarefa fácil. Essa situação muda com um cachorro, sempre pronto para acompanhar o seu dono em um passeio.

Gatos e cães são adoráveis ​​animais de estimação. Seus atributos os tornam membros queridos para muitas famílias. No entanto, é preciso levar em conta as enormes diferenças entre passear com cães e gatos na hora de escolher um animal de estimação. Podemos passear com um gato? Será igual ou similar a passear com um cachorro?

Quais são as diferenças entre cães e gatos?

Independência

Felinos são animais muito mais independentes do que cães. Um gato tem uma tolerância muito maior à solidão. Na verdade, se um gato tem comida e água, pode ficar sozinho por cerca de três dias sem grandes problemas.

Diferenças entre cachorro e gato ao passear

Por sua vez, os cães são animais de estimação que precisam de maior atenção das pessoas, especialmente de seus donos. Um cachorro requer cuidados e atenção permanente. Por isso, a solidão para um cão é uma fonte de estresse e tristeza. Pois, a falta de companhia gera muita ansiedade.

Limpeza

A limpeza é outro campo onde há diferenças marcantes entre cães e gatos. Ambos podem receber banhos com água. Porém, gatos podem ficar estressados ​​no momento do banho. Vale notar que isso não ocorre em todos os casos, pois depende da variedade específica do seu gato.

Os gatinhos têm a particularidade de que eles mesmos se limpam com sua língua áspera. Dessa forma, os banhos não precisam ser frequentes. Entretanto, para um cachorro, você precisa estabelecer um calendário de limpeza regular.

Docilidade

Os processos de adestramento e domesticação são diferentes em ambos os casos. Os felinos são animais de estimação que dificilmente darão permissão para serem domesticados. Pois, eles consideram que devem ser servidos e que os outros devem viver para eles. No entanto, com muita dedicação podem ser alcançados avanços na educação dos gatos.

As diferenças ente gato e cachorro no uso de coleira

Por outro lado, é evidente nos cães a magnífica capacidade de aprendizagem. Os cães se adaptam muito bem às ordens de seu instrutor.

Expressão e carinho

Os cães são animais de estimação que demandam carinho e mimos. Gatos, por outro lado, são animais de estimação com uma autonomia muito maior e só buscam carinho quando querem. Os gatos escolhem de quem, como e quando receberão carinho.

Gatos geralmente têm espaços só para eles e os protegem zelosamente. Os cães, por outro lado, são muito mais abertos nesse sentido, a menos que haja outros cães na casa.

Quando pensamos em um cachorro, a imagem de um animal brincalhão vem à mente. Os gatos, no entanto, são muito mais calmos e têm uma personalidade bastante especial e individualista. Para entretê-los, precisa-se apelar para seu instinto de caçador, os melhores jogos são os que simulam pegar uma presa.

Diferenças entre passear com cães e gatos

Pode-se dizer que os cães têm, ao contrário dos gatos, mais necessidade de passear. Cachorros precisam gastar muito mais energia do que os gatos, que levam uma vida mais pacífica. Devido a isso, há a necessidade dos cães de exercitarem-se. É por esse motivo que entre passear com cães e gatos, o primeiro dará muito menos trabalho e verá isso como um exercício.

Além disso, o cachorro é um animal de estimação mais obediente. O gato, por outro lado, tem seus próprios ritmos. Por conta das diferenças entre passear com cães e gatos, os donos dos cães levam vantagens. O cão sabe que tem que parar se o dono pedir ou andar se necessário.

Esse ponto é fundamental na diferença entre os dois, pois o cão obedece a uma repreensão. Isso facilita as coisas na rua, antes de uma briga com outro cachorro ou se houver algum imprevisto. Os gatos, por outro lado, a menos que se conte com muito empenho, não são animais de estimação abertos a obedecerem ordens.

Treinar o gato

Essa também não é uma tarefa impossível. Se você tiver inteligência, preparação, paciência e tempo disponível, pode tentar passear com seu gato. É aconselhável não levá-lo à rua caso não esteja vacinado ou esteja no cio.

É muito importante passear com o gato onde não há cães soltos que possam persegui-lo. Na verdade, o aconselhável é escolher um espaço onde não haja pessoas nem animais. Esse cuidado é importante nos primeiros passeios do felino.

Em suma, cada gato tem uma personalidade e saber como a descobrir o que fazer com ela é um desafio. Passear com um gato é raro, mas não é impossível. Como sempre, é bom primeiro consultar um veterinário, que dará as indicações e recomendações necessárias.

Recomendados para você