Dogue Canário, um cão peculiar

novembro 25, 2017

Hoje em dia, conhecemos centenas, até milhares de raças de cachorros. Cada uma difere da outra, mas todas têm características atraentes que lhes tornam especiais. Hoje, vamos lhe contar tudo o que sabemos sobre uma raça em particular: o dogue canário.

Dogue Canário: sua história e características

História e origem

O Dogue canário provém das Ilhas Canárias. Diz a lenda que foi essa raça de cão que deu nome às ilhas, e não o contrário. Diz-se que essa raça habitava essa área há muito tempo, e que a palavra CAN, que provém de cão (can-árias), dá evidências claras disso.

Esse cão surgiu dos cruzamentos de cães Majoreros com Molossos que eram levados à ilha, como por exemplo o Alano Espanhol. O que os criadores tentaram conseguir era um cão de grande porte, como o Dogo, mas que tivesse a agilidade, vontade e capacidade de trabalhar dos Majoreros. E assim surgiu o Dogue Canário.

Há relatos com datas do século 16 em que se faz referência a essa raça. Mesmo que, nessa época, não fosse ainda uma raça definida, e muito menos reconhecida, já que sua morfologia não era uniforme.

Um pouco mais tarde, a raça começou a ganhar popularidade por sua capacidade de trabalho. Foram utilizados como guardiães de casas, rebanhos e propriedades, assim como cães de gado.

No século 18, a raça quase foi extinta devido à influência dos britânicos nas Canárias, que promoveram as brigas de cachorros. Buscavam cães grandes, fortes e ágeis, e tudo isso o Dogue Canário tinha. Por isso, foram utilizados durante anos para este fim. Até que, felizmente, as brigas foram proibidas na Espanha.

Características do Dogue Canário

O Dogue Canário é considerado um cachorro grande, assim como o Dogo. Sua altura sempre será menor do que o comprimento de seu corpo, que é robusto e largo. A altura máxima é de 66 cm nos machos e 62 cm nas fêmeas.

Seu peso oscila entre os 50 e 65 quilos no caso dos machos e entre 40 e 55 quilos no caso das fêmeas.

Dogue Canário olhando acima do ombro da dona

Fonte: Pero del Torro

As cores aceitas são o marrom chocolate rajado, o marrom claro rajado e o branco.

Sua cabeça é robusta e tem o focinho mais curto que o crânio, sendo largo na base e afinando à medida que se aproxima do nariz. A ponta sempre será negra. Nas características de seu rosto, destacam-se as rugas que aparecem na frente quando estão em posição de alerta.

Seu olhos têm tamanho médio, normalmente de cor marrom escuro ou claro. Nunca são aceitos os amarelos e nem outras cores claras. Suas orelhas caem por natureza e são muito separadas entre si.

Com respeito ao rabo, tem largura média, e é capaz de se manter ereto enquanto o animal caminha.

Personalidade do Dogue Canário

O Dogue Canário é um cão seguro de si mesmo e muito equilibrado. Seu instinto guardião é uma de suas principais características. Isso é fácil de entender, já que essa foi uma de suas principais funções durante anos.

Esse instinto lhe faz ser um pouco distante com quem não conhece, mesmo que seja muito carinhoso com sua família. Ele aproveita o tempo com as pessoas de quem gosta.

Como todo cachorro grande, deverá ser socializado desde filhote, já que, caso contrário, pode usar força desmedida se não for ensinado a controlá-la.

Cuidados com o Dogue Canário

Por seu tamanho, as articulações sofrerão com o passar dos anos se não lhe ajudarmos a ter uma dose diária de exercício. Uma caminhada por dia é essencial para preservar sua saúde.

No que diz respeito a seu pelo, não é muito grande, mas é muito rígido. Por isso, pentear uma vez por semana e lavar a cada mês é mais do que suficiente.

Um cachorro sem dúvida mais do que especial, de tamanho grande, mas de caráter amável. Se você está pensando em adotar um, apenas saiba que você deverá socializá-lo, ter muito espaço e também dinheiro, pois é um animal que come muito. Mesmo assim, é um cachorro ideal como animal de estimação.

Fonte das imagens: Smok Bazyli e Perro del Torro.