Como esvaziar as glândulas anais em cães?

O esvaziamento das glândulas anais em cães pode ser um processo um tanto desagradável, mas é importante fazê-lo corretamente para evitar problemas de longo prazo no cão.
Como esvaziar as glândulas anais em cães?

Última atualização: 17 Setembro, 2021

O processo de esvaziar as glândulas perianais caninas pode ser muito desagradável, mas em certas ocasiões é necessário. Se você quiser saber como esvaziar as glândulas anais dos cães da forma mais eficiente e limpa possível, confira aqui.

Saber como fazer isso corretamente permite que os tutores não apenas executem a ação de maneira limpa, mas também eficiente. Graças a esse procedimento, o cão doméstico evitará certos desconfortos e até problemas de saúde.

Quais são as glândulas perianais?

Antes de explicar o processo, vamos definir o que são essas glândulas e quais complicações podem surgir em relação a elas. Isso ajudará você a conhecer um pouco melhor essa parte do bem-estar do seu companheiro canino.

As glândulas perianais são dois sacos localizados sob a pele do cão em ambos os lados do ânus. Esses sacos excretam uma substância amarelada ou marrom com odor desagradável, a fim de lubrificar as fezes ao defecar.

No entanto, essa não é a única função dessas glândulas: você já se perguntou por que os cães farejam o traseiro uns dos outros? Pois é, justamente porque esse líquido de que estamos falando não serve apenas para lubrificar, mas também contém informações sobre o sexo, o estado de saúde e até o temperamento do animal.

Além disso, em caso de medo extremo, os cães têm um reflexo que esvazia esses conglomerados celulares para que o mau cheiro afaste seu possível agressor. Portanto, é uma estrutura com finalidade fisiológica, de comunicação e de defesa.

 

Problemas das glândula perianal

Essas glândulas, como qualquer outra, podem causar problemas de saúde. Elas são especialmente propensas a infecções devido à sua proximidade com o ânus. Aqui estão os problemas mais comuns das glândulas perianais:

  • Impactação: o líquido se acumula e a bolsa inflama, dificultando o esvaziamento das glândulas devido à pressão.
  • Sacculite: ocorre quando bactérias do trato digestivo ou de fora do ânus infectam o líquido dentro dos sacos anais, tornando-o esverdeado ou amarelado devido ao pus.
  • Abscesso: se o pus encapsula, ele pode se acumular no saco ou obstruir o duto de esvaziamento.

Quando o cão está com problemas nos sacos perianais, os sinais mais claros disso serão lamber a área excessivamente, arrastar o ânus no chão para tentar esvaziá-los, apatia ou febre alta devido à infecção. Além disso, o cão exala um cheiro muito desagradável na região anal.

Se seu companheiro canino precisar de ajuda com qualquer um desses problemas, não se desespere. Nas linhas a seguir você vai encontrar informações sobre como esvaziar as glândulas anais nos cães.

Como esvaziar as glândulas anais nos cães?

A primeira coisa a saber é que, em um cão saudável, não é necessário esvaziá-las. O líquido que excretam e produzem geralmente costuma ser o suficiente e necessário para cumprir sua função.

No entanto, pode haver muitas razões pelas quais um cão pode precisar de esvaziamento: dieta pobre ou obesidade, diarreia recorrente, trauma ou mesmo deformações inerentes a certas raças.

O procedimento para esvaziar as glândulas anais em cães é o seguinte:

  • Sempre que possível, é necessário colocar luvas e usar lenço de papel para retirá-las e descartá-las.
  • Depois de preparado, o tutor deve segurar as bolsas entre o polegar e o indicador.
  • Após isso, é necessário massagear de frente para trás para retirar o líquido aos poucos.
  • Se a obstrução do canal for muito persistente, pode ser necessário inserir um dedo no ânus e massagear em direção à abertura.
  • Finalmente, você tem que limpar as excreções e desinfetar a área.

Precauções ao esvaziar as glândulas anais em cães

Em conclusão, é necessário enfatizar que a obstrução das glândulas perianais é um problema de saúde. Portanto, é necessária uma visita ao veterinário. Se o cão precisa de um esvaziamento regular das glândulas, é um profissional que deve ensinar o tutor a fazer isso corretamente.

Por isso mesmo, não se deve experimentar essa prática em casa, pois ao fazê-la incorretamente podemos causar lesões na área. O esvaziamento preventivo, muitas vezes, também não é recomendado, pois assim as glândulas são estimuladas a produzir mais líquido e isso levaria justamente ao problema que você deseja evitar.

 

A limpeza das glândulas anais dos cães é necessária, mas desagradável.

Por fim, é necessário ressaltar que às vezes é necessário recorrer à cirurgia ou administrar anti-inflamatórios e/ou antibióticos após o esvaziamento, portanto o especialista, novamente, é a melhor opção para garantir que o cão receba os melhores cuidados possíveis.

Pode interessar a você...
As glândulas anais de seu animal de estimação
Meus Animais
Leia em Meus Animais
As glândulas anais de seu animal de estimação

As glândulas anais de nossos cachorros têm uma importante função. Saiba mais sobre isso e como ajudar seu animal caso ele tenha problemas.