Exercícios de obediência básica para cães

Especialistas apontam a importância dos exercícios de obediência básica para cães no desenvolvimento das habilidades cognitivas e sociais. Ensinar ao seu melhor amigo comandos básicos é simples e muito proveitoso para a educação do animal.

Fundamentos da obediência básica para cães

A obediência é parte fundamental da educação canina e pode ser considerada uma condição essencial para seu adestramento. Mas é preciso esclarecer que treinar a obediência não é igual a adestrar.

Existem diferentes níveis e tipos de treinamento que podem ser oferecidos ao animal. Atualmente, são três as finalidades principais que orientam os exercício de obediência básica para cães:

  • Cães de serviço: cão-guia, policial, de resgate, etc.
  • Raças de competição esportiva
  • Cães domésticos e de companhia.
Pastor Alemão sendo adestrado

Os exercícios de obediência básica fazem parte do primeiro nível de treinamento de um cão. Eles são ordens primárias e gerais, que incluem “vem”, “senta”, “chão”, “quieto”, “aqui” e “deita”.

Esses comandos são muito utilizados para começar a educar cães domésticos e profissionais. O treinamento de um cão de serviço, por exemplo, também começa com esses exercícios básico, além do incentivo às brincadeiras.

Exercícios de obediência básica para cães: a importância do reforço positivo

O reforço positivo consiste em recompensar atitudes adequadas para estimular a aprendizagem de habilidades e promover a obediência, sobretudo em cães muito independentes.

Para ensinar facilmente os exercícios de obediência básica para seu cão, o ideal é elogiá-lo e premiá-lo quando ele executa os comandos pedidos. Assim, o animal poderá melhorar sua capacidade de aprendizagem e socialização, além de fortalecer sua autoconfiança.

A recompensa deverá ser oferecida a curto prazo, para que o animal a conecte a uma conduta específica. E o melhor é dar o prêmio imediatamente em resposta ao comportamento que se deseja reafirmar positivamente.

No entanto, será necessário estabelecer certos critérios para evitar um adestramento inconsciente e criar maus costumes. Ou seja: o cão não deve achar que pode exigir um prêmio por qualquer comportamento.

A violência é sempre uma má ideia

O método negativo – ou dominante – pretende conseguir as condutas desejadas ao causar medo ou angústia no animal. A obediência acaba sendo uma resposta obrigatória a um processo de desgaste físico e emocional, e as consequências no bem-estar e na saúde mental do animal são muito ruins.

Além disso, já está comprovado que a violência causa um efeito contrário para o comportamento e a obediência canina. Os cães submetidos a maus-tratos e abusos sofrem traumas, o que bloqueia grande parte de sua capacidade cognitiva. Além disso, a maioria acaba desenvolvendo a chamada “agressividade defensiva”.

É por tudo isso que insistimos, assim como sempre publicamos, que aplicar o reforço positivo significa eliminar qualquer conduta ou atitude violenta do processo educativo.

6 dicas para ensinar os exercícios de obediência básica para cães

1. Comprometer-se

É muito importante manter uma consistência na educação de um animal. O cão deve assimilar completamente os comandos, e isso requer comprometimento e paciência por parte de seu dono. Se o proprietário não tem disponibilidade de tempo, o melhor é buscar ajuda de um adestrador profissional.

2. Quando ensinar

Recomenda-se reservar 10 minutos diários para praticar os exercícios de obediência básica para cães, já que sobrecarregar o animal tem efeito contrário e facilita a distração.

3. Como ensinar

Os exercício de obediência básica devem ser trabalhados um a um para facilitar a compreensão integral do animal. O ideal é dedicar entre três e 10 dias para a apresentação e execução de cada ordem. O tempo de assimilação depende de cada animal e da dedicação de quem ensina, pois está comprovado que algumas raças são capazes de aprender com mais facilidade. O Border Collie, por exemplo, pode chegar a aprender um comando por dia com a orientação devida.

Cão sendo adestrado

Melhores reforços positivos

4. Aplicar o reforço positivo

O reforço positivo sempre é a melhor opção para favorecer a obediência canina. É sempre melhor que nosso animal realize as ações em troca de um prêmio, que nem sempre tem que ser uma guloseima. Pode ser também carícias, brinquedos e ações desse tipo.

5. Escolher o lugar ideal

Para evitar distrações, principalmente nos filhotes, é importante escolher um lugar tranquilo para ensinar seu cachorro. É preciso buscar um lugar sem muitos estímulos externos, como outros cães, ruídos, música, cheiro de comida, etc.

6. Relembrar os comandos aprendidos

É fundamental dedicar um ou dois dias por semana para relembrar os exercícios de obediência básica para cães ensinados. Caso contrário, o animal pode se esquecer ou confundir as ordens, o que dificulta a obediência.

Recomendados para você