Faça com que a mudança de casa não seja um trauma para seu gato

Os gatos são animais de rotina, e quando algo muda, a tendência é que se estressem e fiquem nervosos. E mais: pode ser que se tornem agressivos em algumas ocasiões. Uma mudança, por exemplo, poderia ser um transtorno para eles e hoje te contamos o que fazer para que seja mais fácil. 

A mudança: perigo para a rotina do seu mascote

Além de animais de rotina, os gatos são animais territoriais, de modo que levá-los do lugar ao que estão acostumados para um novo e estranho pode ser uma experiência difícil para estes mascotes.

Os sintomas que podem ter se não aceitam ou acostumam à mudança são: estresse, nervosismo extremo ou medo. Se sentem fora de lugar, desorientados e, em algumas ocasiões, apresentam sinais de agressividade.

Devido ao estresse, como acontece com as pessoas, os gatos poderiam desenvolver doenças e ter sérios problemas de saúde. Portanto, sempre que possível, devemos facilitar as coisas para nosso animal.

O que fazer para que a mudança seja mais fácil para seu gato

gato dentro de uma caixa de mudança

Evite sofrimentos

Devido ao trauma que uma mudança pode ocasionar a seu felino, recomendamos que evite que ele passe por sofrimentos. Te ver movendo caixas de um lado para outro, você indo e voltando, e vai novamente… pode provocar estresse no seu gatinho.

Se você tiver um amigo ou familiar que possa ficar com seu mascote por uns dois dias vai te ajudar muito. Isso por que ele não estará vendo o ambiente em que vive se “desmoronando” sem perceber, além de aceitar a nova casa de uma outra maneira, ficando mais tranquilo. Você também estará tranquilo sabendo que ele está sendo bem cuidado.

Que tenha um espaço desde o início

Que ele tenha um lugar próprio é imprescindível para que se sinta bem-vindo na nova casa. Se você não pode deixá-lo na casa de um amigo ou familiar, este espaço deverá ser na antiga casa enquanto você termina de organizar a mudança.

Necessitará de um espaço longe de barulhos e onde ele se sinta seguro.

Na nova casa, seu animalzinho necessitará de um lugar próprio dele, sem que ninguém o incomode. Deverá ter a vasilha de comida, de água, a caixa de areia, brinquedos e arranhadores. Tudo isso para que seu gato se sinta em casa. O melhor para isto será preparar um quarto sem caixas ou móveis enquanto termina todo o processo da mudança.

Dedique tempo a ele

gato nos braços do dono

Seu gato deve perceber que nada mudou. Apesar de estar cansado, deverá dedicar tempo para brincar com ele e demonstrar que você continua presente e que ainda o ama.

Por outro lado, os brinquedos vão ajudar seu gatinho a aliviar qualquer resquício de estresse no caso de ter percebido que alguma coisa está acontecendo. Faça carinho, brinque com ele e assim a mudança será menos traumática.

Confirme se a nova casa é segura

Antes de levar seu gato à nova casa, verifique se as tomadas estão tampadas, que a varanda está fechada para que ele não fuja ou sofra algum acidente, que não há buracos em que ele possa ficar trancado, etc.

Às vezes, há coisas que damos por resolvido, mas mesmo que sua nova casa seja nova ou antiga, você deverá pensar cuidadosamente sobre os perigos que o seu animal de estimação pode sofrer.

Deixe ele livre

Quando você finalmente chegar na nova casa com o gato, deixe-o solto, livre, para que possa explorar, observar e ir conhecendo o território. Tenha preparado qual será o espaço que o seu mascote ocupará para que desde o primeiro momento saiba aonde ir para beber água, comer ou fazer as necessidades.

Não force nada. Tudo no tempo dele.

Estes são uns conselhos que farão com que a mudança seja menos traumática para o seu gato. Recomendamos que você siga essas dicas e esperamos que sejam todos felizes no novo lar.

Recomendados para você