Griffon de Bruxelas, pequeno, mas com personalidade

dezembro 17, 2017

Esta raça pertence ao grupo dos cães miniatura. Seu nome se deve a sua originem na capital da Bélgica. No seguinte artigo, contaremos a você tudo sobre o Griffon de Bruxelas, com seu lindo focinho achatado e sua cabeça grande em proporção ao corpo.

Origens e características do Griffon de Bruxelas

Seu nome “oficial” é Griffon Bruxellois. Como comentado anteriormente, ele se origina na capital da Bélgica, assim como outras duas raças: o Griffon belga e o Pequeno brabançon. Os três têm antepassados em comum. E mais, em muitos casos eles são confundidos como se fossem da mesma raça. As únicas diferenças entre esses cães são as cores de sua pelagem.

O Griffon de Bruxelas encarregava-se, no passado, de caçar ratos. Também, apesar de seu pequeno tamanho, de cuidar de casas. Este cão de companhia sempre pertenceu à elite belga, devido ao seu alto custo e valorização.

A popularidade do Griffon de Bruxelas cresceu rapidamente em seu país e na Europa. A Rainha Maria Henriqueta começou a se aventurar na criação e posse de vários exemplares da raça. Durante todo o século 19, esta raça foi cruzada com outras duas raças estrangeiras: King Charles Spaniel e Carlino (Pug).

As duas Guerras Mundiais que açoitaram o continente quase levam à extinção do Griffon de Bruxelas. A boa notícia é que muitos criadores ingleses puderam resgatar a raça (ainda que nunca mais voltaram a ter a mesma popularidade de antes).

Atualmente, o Griffon de Bruxelas é tido como um cão de companhia em muitas cidades, devido ao seu pequeno tamanho.

Quanto ao seu aspecto físico, trata-se de um animal pequeno, de corpo rechonchudo, orelhas pequenas, sobrancelhas espessas e cauda curta. O pelo é de cor loiro avermelhado, ondulado e duro. Podem pesar entre 3,5 e 4,5 kg. A altura oscila entre os 18 e os 20 cm.

Seus olhos são grandes, seu nariz é largo e com amplos orifícios, e o queixo proeminente, essas são algumas das características físicas principais do Griffon de Bruxelas. Este cão tem movimentos elegantes, robustez ao andar e um perfil quase quadrado.

Personalidade e comportamento do Griffon de Bruxelas

Em geral, trata-se de um cão ativo, valente e alerta, que se apega muito a uma única pessoa (e a acompanha o tempo todo). Alguns exemplares podem ser um pouco nervosos e sofrerem de ansiedade quando estão sós. O Griffon de Bruxelas é amigável, brincalhão e um pouco tímido, quando não conhece as pessoas.

Griffon de Bruxelas

Pode ser um pouco difícil de se socializar com outros cães. Ele não se dá bem com donos que os querem dominar. No entanto, a chave está em adestrá-los desde filhotes para que não tenham problemas com ninguém.

Além disso, o Griffon de Bruxelas é de personalidade forte. Portanto, não é recomendado para pessoas que não podem dedicar muita atenção aos animais de estimação (ou para os que terão pela primeira vez um cão), já que ele irá querer estar ao seu lado o tempo todo. Também não se aconselha passar muitas horas fora de casa ou ter crianças na mesma casa, porque ele pode reagir mal ante os movimentos repentinos ou barulhos. A não ser que os pequenos não o tratem como “um boneco”, não é uma boa ideia levar para casa um Griffon de Bruxelas.

Saúde do Griffon de Bruxelas

Ainda que seja de tamanho pequeno e se adapte bem à vida no interior de um apartamento, é fundamental levá-lo para passear por um parque ou por um lugar espaçoso. Ele precisa brincar, correr e fazer exercícios físicos quase diariamente. Caso contrário, poderá desenvolver o hábito de estragar os móveis ou outros objetos da casa.

O Griffon de Bruxelas não sofre de problemas de saúde específicos da raça. É fundamental prestar atenção e cumprir com a higiene periódica dos olhos. Por serem saltados, eles estão mais propensos a lesões.

Por último, não se esqueça de escovar seus pelos de duas a três vezes por semana. Remova também os pelos mortos a cada três meses.