Hibernação: o que é e quais são os animais que hibernam

· maio 31, 2018

Quando chega o inverno, muitos animais se refugiam em um buraco ou dentro de uma árvore e dormem durante meses. Esse processo (de maneira geral) é conhecido como hibernação. Neste artigo vamos contar como eles conseguem passar tanto tempo sem despertar ou comer e quais animais hibernam.

O que é a hibernação?

Hibernar é uma capacidade que algumas espécies possuem e que lhes permite passar o inverno sem ter que se preocupar com a comida ou condições climáticas hostis. Durante esse processo, a temperatura corporal se reduz até nível muitos baixos, e o mesmo acontece com a frequência respiratória.

Durante todo o tempo que dura a hibernação (dias, semanas ou meses), o corpo utiliza as reservas energéticas que armazenou durante as estações quentes. Embora, seja mais comum entre os animais de sangue quente, como os ursos, também pode acontecer com os de sangue frio, como os crocodilos.

urso pardo

No caso dos mamíferos, eles devem se preparar com antecipação. Quando a temperatura cai, eles adormecem, provocando uma queda radical da frequência cardíaca e da respiração. A temperatura orgânica baixa em excesso.

À primeira vista, parece que o animal está morto, porque até sua pele fica fria. Além disso, muitas vezes eles podem despertar ou fazer algum movimento brusco sem conseguir “recuperar seus sentidos”.

O também chamado de “sono de inverno” é um grande enigma para os cientistas e especialistas em zoologia. Isso porque vai além de dormir profundamente. A digestão para, não há necessidades fisiológicas como urinar ou defecar, não sentem sede, etc. Para que a hibernação seja bem-sucedida, o animal deve ter aumentado suas reservas de lipídios durante o verão e parte do outono. Ao acordar, terá perdido o seu peso e não terá energia suficiente por muito tempo.

Quais são os animais que hibernam?

O estado de adormecimento ou letargia reduz em oitenta por cento o ritmo cardíaco, em 50% a frequência respiratória e em até 5°C a temperatura corporal. Quando chega a primavera, tudo “volta à normalidade” e pouco tempo depois começa a época do acasalamento.

Nem todos os animais têm a capacidade de hibernar. Só hibernam aqueles que vivem em um ambiente temperado com uma estação de inverno marcante. Entre as espécies que todo ano hibernam encontramos:

1. Ursos

De grande porte, onívoros (com exceção do urso polar, que é 100% carnívoro), de orelhas curtas e corpo completamente peludo, o urso é talvez a espécie mais “popular” quando se fala de hibernação. Esse plantígrado que é capaz de se deslocar em quatro patas consegue dormir durante todo o inverno em uma caverna.

2. Minhocas

Embora possa chamar nossa atenção, os “vermes” também hibernam. As mais conhecidas são as da terra, de cor vermelha, que escavam buracos no solo e se alimentam de restos de comida ou insetos para em seguida transformá-los em adubo. Quando a temperatura da terra está baixa, as minhocas diminuem sua atividade (que basicamente é comer e se reproduzir) ao mínimo.

3. Esquilo florestal

Existem diferentes cores e tamanhos, todos com sua cauda peluda e seus dentes grandes. Durante várias semanas antes de começar o inverno, os esquilos florestais já se preparam acumulando nozes e demais frutos que caem das árvores com a chegada do outono. Eles são capazes de guardar centenas de suprimentos em seus lares, principalmente, nas árvores.

4. Lagartos

O processo dos répteis se chama brumação, e é semelhante à hibernação dos mamíferos. Nesse caso, experimentam um subcongelamento do seu sangue, fluidos e até células. Dessa maneira, são capazes de sobreviver a temperaturas abaixo de zero.

lagarto no tronco

5. Morcegos

O período de hibernação para esses mamíferos voadores é de 183 dias. Passam por esse processo não só por causa das baixas temperaturas, como também por conta da escassez de presas (principalmente insetos). Nesse estado, reduzem a temperatura corporal, acontecendo mudanças fisiológicas e metabólicas.

Antes disso, consomem uma boa quantidade de alimento com o objetivo de guardar gordura. Eles são capazes de despertar periodicamente (a cada dez dias) para defecar e urinar, ou se deslocar para outro lugar mais adequado.

Fonte da imagem principal: Eduardo Javier Maldonado Acevedo.