Lagartixa-de-crista: cuidados e características

A lagartixa-de-crista, juntamente com o gecko-leopardo, é um dos animais de estimação exóticos ideais para iniciantes. Apesar de sua robustez, requer um ambiente muito específico para o seu bom desenvolvimento.
Lagartixa-de-crista: cuidados e características

Última atualização: 16 Dezembro, 2020

Você consegue imaginar ter um dragão em miniatura na sua própria casa? Guardadas as devidas proporções, a lagartixa-de-crista (Correlophus ciliatus) é um dos animais domésticos mais semelhantes a esses seres fascinantes, já que não é necessário recorrer a répteis exóticos de grande tamanho e periculosidade para encontrar lagartos fascinantes na natureza.

Apesar de seu tamanho pequeno e sua aparência graciosa, estamos diante de um dos répteis mais resistentes em todo o campo da terrariofilia. Contudo, da mesma forma que acontece com todos os animais exóticos, também são necessários parâmetros bastante específicos para a sua sobrevivência. A seguir, vamos contar tudo sobre a lagartixa-de-crista.

Características e considerações

Antes de entrar no assunto, é essencial dar um aviso: está sendo considerada a inclusão dessa espécie na convenção da CITESIsso significa que é possível que, no futuro, esse réptil seja muito mais regulamentado no que diz respeito ao mercado de animais exóticos.

Isso porque, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), a lagartixa-de-crista está em estado vulnerável (VU) e as suas populações naturais continuam diminuindo. Por isso, é obrigação de cada dono encontrar um criador certificado que possa garantir que a criação do animal ocorreu em cativeiro.

Caso contrário, haveria uma contribuição indireta para o esgotamento da espécie no seu ambiente natural.

Lagartixa-de-crista: cuidados e características

Características gerais

A lagartixa-de-crista (Correlophus ciliatus) é um réptil nativo da Nova Caledônia, um território francês que inclui dezenas de ilhas no sul do Pacífico. Devido à latitude dessa área, estamos diante de um clima predominantemente tropical, informação essencial para planejar os cuidados e o habitat para essa lagartixa em cativeiro.

A seguir, vamos apresentar algumas características da espécie:

  • Apesar de ser um réptil de tamanho médio, é considerada uma das maiores lagartixas, podendo atingir cerca de 20-22 centímetros do nariz até a ponta da cauda.
  • Possui uma cabeça triangular com duas cristas laterais dorsais muito características.
  • Esse réptil está perfeitamente adaptado para sobreviver em ambientes noturnos. Portanto, tem a audição e a visão muito desenvolvidas.
  • Geralmente, tem uma coloração castanho-esverdeada, pois tem como objetivo se mimetizar com a casca dos troncos na natureza.

Em resumo, podemos destacar que esse réptil é de natureza arborícolacom hábitos noturnos e um temperamento bastante forte. A seguir, vamos apresentar algumas diretrizes que você deve seguir para mantê-lo em cativeiro de forma adequada.

Cuidados em cativeiro

Em primeiro lugar, é necessário enfatizar que o terrário para esse tipo de réptil deve ser muito mais alto do que comprido. As lagartixas-de-crista têm membros muito fortes com dedos terminando em órgãos adesivos – lamelas – e, por isso, adoram escalar e pular de galho em galho.

Dessa forma, as medidas ideais do terrário para um casal podem ser de 60 centímetros de altura por 45 centímetros de largura e comprimento. Se a ideia for acomodar um trio, é melhor aumentar a altura da instalação até um metro, mas atenção: os machos são extremamente territoriais.

Por essa razão, os trios sempre devem ser compostos por duas fêmeas e um macho.

Sua dieta é composta de frutas e insetos e, felizmente, as lojas especializadas vendem papinhas preparadas para esses animais a preços reduzidos. Ainda assim, essas refeições sempre devem ser acompanhadas por alimentos vivos – grilos, baratas e minhocas – porque não podemos nos esquecer de que essa lagartixa é um animal predador.

Em relação aos parâmetros ambientais, a lagartixa-de-crista precisa de umidade de 60% a 80% e de uma temperatura de 18 a 28 graus. A temperatura pode ser facilmente modulada com uma manta de aquecimento e um termostato, mas a umidade é uma questão um pouco mais complexa.

Um parâmetro difícil de controlar

Em geral, a umidade necessária para a lagartixa-de-crista pode ser mantida dentro desses parâmetros através das seguintes dicas:

  • Um terrário de vidro: embora deva ter uma ventilação adequada com grades metálicas estrategicamente localizadas, esse tipo de instalação de vidro acumula um pouco melhor a umidade.
  • Pulverização diária de água: o uso de um pulverizador de água no início da manhã e à noite, além de simular o ambiente natural da lagartixa, também permite parâmetros de umidade adequados.
  • Colocar muitas plantas e vegetação no terrário.
  • Usar um sistema automático de chuva: é a opção mais cara, mas, sem dúvida, a mais eficaz. Esse sistema se encarrega de pulverizar a água no terrário automaticamente de acordo com as ordens do dono.
  • Colocar um higrômetro dentro do terrário: um medidor de umidade que pode ser facilmente fixado no vidro. É uma ferramenta muito útil e barata.
  • Usar um substrato na base do terrário que retenha a umidade, como, por exemplo, a fibra de coco.
Lagartixa-de-crista: cuidados e características

Um investimento de longo prazo

Conforme foi visto nas linhas anteriores, ter uma lagartixa-de-crista requer um investimento inicial significativo. O terrário, as plantas, o substrato, a manta de aquecimento, o sistema de chuva e o próprio animal podem facilmente elevar o custo para cerca de 240 dólares.

De qualquer forma, uma vez instalado, esse réptil tem poucas exigências e a sua alimentação é muito barata. Se você planejar bem a sua aquisição e não economizar nas despesas iniciais, poderá conviver com esse simpático animal por até 20 anos.

Pode interessar a você...
A lagartixa: características e curiosidades
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
A lagartixa: características e curiosidades

Este pequeno réptil tem características verdadeiramente especiais; você quer conhecê-las com a gente? Saiba um pouco mais sobre a lagartixa.