Mulher ganha 10 voos gratuitos porque perderam sua cadelinha

· junho 7, 2017

Viajar com nosso cão pode ser uma tarefa difícil se utilizarmos um meio de transporte que não permite que ele viaje com a gente, como o avião. E se, além de tudo, ele se perder? O desespero seria terrível. E foi isso que aconteceu com uma mulher que viajava da Cidade do México com destino a Houston. Perderam sua cadelinha Mika.

Um voo em que perderam sua cadela

O voo foi realizado pela companhia Interjet. Perderam seu animal de estimação antes que a aeronave decolasse. Pamela, como se chama a dona de Mika, reclama que ninguém a avisara. Ela entende que um grande aeroporto pode passar por esse tipo de situação. Mas devem avisar e estar preparados para resolvê-los.

Além disso, a Interjet se apresenta como uma companhia aérea Petfriendly. Por isso que o compromisso da empresa cuidando do animal deveria ser maior. De fato, esta é uma estratégia de marketing muito utilizada, um quesito que devem cumprir para não serem acusados de propaganda enganosa.

Quando Pamela descobriu, é claro que ficou muito indignada e logo publicou uma foto de Mika junto com sua história nas redes sociais, para que juntos pudessem encontrar o animal.

A Interjet reconheceu sua culpa e também postou uma mensagem nas redes sociais afirmando que estavam empenhados nas buscas. O texto dizia assim:

“A Interjet reconhece a importância que os animais de estimação têm e o seu valor na vida dos proprietários. Apesar de nossos esforços e trabalho conjunto com seus donos, até este momento não conseguimos localizar Mika. Entretanto, daremos continuidade às buscas e faremos tudo a nosso alcance. Agrademos qualquer informação que possa nos ajudar a localizá-la.”

Pamela não podia ficar em Houston e regressou ao aeroporto da Cidade do México para buscar Mika. Segundo alguns passageiros que estavam no mesmo voo, ela estava desconsolada. Uma vez lá, informaram que Mika tinha sido vista fora do aeroporto, o que aumentou o desespero de Pamela.

Mika finalmente apareceu

Depois de dois dias de angústia, finalmente Mika apareceu. A fêmea foi encontrada por um veterinário perto de um complexo esportivo. A companhia aérea indenizou Pamela com cinco mil pesos mexicanos.

Para tentar acalmar os ânimos e mostrar o arrependimento da Interjet, a empresa decidiu oferecer dez voos abertos e gratuitos para Pamela, seu marido e, claro, Mika. Não sabemos, entretanto, se Pamela está disposta a usar o benefício.

A companhia aérea mostrou sua alegria por ter recuperado Mika e por ela finalmente poder estar com seus proprietários. Porém, a empresa afirmou que esse foi um fato isolado, já que transporta 36 mil animais por ano e nunca aconteceu nada parecido.

A Interjet se desculpou, dizendo que a jaula de Mika caiu da esteira de bagagens e se abriu, dando a oportunidade perfeita para que o animal escapasse de um lugar desconhecido.

A companhia aérea também assegurou que tomará todas as precauções para que este tipo de erro não volte a acontecer e que tomará todas as medidas necessários para isso. Segundo a empresa, este incidente fez com que fosse necessário monitorar a logística de transporte de animais de estimação, certificando-se de que tudo ocorra sem nenhum inconveniente.

Esperamos que assim seja e que não tenhamos que passar momentos de tensão por mascotes perdidos, seja com esta ou outra companhia aérea. Entretanto, alegra-nos saber que a Interjet é capaz de reconhecer os erros e de consertá-los. E temos certeza de que Pamela também está feliz.

Esta é uma história com final feliz, embora esperamos que não volte a se repetir. E você, o que faria ou sentiria se acontecesse o mesmo com você?

Fonte da imagem principal: www.animalpolitico.com