Nematoides em gatos: como prevenir?

Os nematoides em gatos, além de causarem sérios danos aos nossos animais de estimação, também podem nos infectar.
Nematoides em gatos: como prevenir?

Última atualização: 01 Fevereiro, 2021

O controle de nematoides em gatos, bem como em outros animais – domésticos, de criação e silvestres – é um importante problema de saúde pública, principalmente nos países em desenvolvimento.

Para quem vive ou trabalha com animais, o manejo dos parasitas, tanto internos quanto externos, é fundamental. A boa saúde dos animais sob seus cuidados dependerá disso. Então, como podemos prevenir nematoides parasitas em gatos?

Tipos de nematoides em gatos

Os nematoides são um filo de animais invertebrados vermiformes, ou seja, com a forma de vermes. São seres relativamente simples, possuem um sistema digestivo bem formado, com boca, ânus e aparelho digestivo. Além disso, eles têm um sistema nervoso complexo, embora não tenham um sistema respiratório e circulatório. Acredita-se que esse grupo seja composto por cerca de 500 000 espécies diferentes, muitas delas parasitas, como as que veremos a seguir.

Enterobius vermicularis

Esse pequeno parasita esbranquiçado – com no máximo um centímetro de comprimento – é a causa de uma doença chamada enterobíase. Seu hospedeiro definitivo é o homem, embora também possa parasitar cães e gatos. Os indivíduos infectados permanecem assintomáticos. Os gatos, ao se limparem com a língua, distribuem os ovos desse parasita por todo o corpo.

Ascaris lumbricoides

A lombriga é um dos parasitas intestinais mais comuns entre os animais de estimação. Os vermes adultos vivem no intestino dos gatos. Seus ovos, e até mesmo indivíduos adultos, podem escapar pelas fezes. Esse parasita pode se tornar perigoso se não for controlado. Ele causa anemia, vômito e diarreia.

Ascaris lumbricoides

Toxocara cati

Toxocara é um dos nematoides mais comuns em gatos. Em filhotes, uma infecção maciça causada por esse parasita pode ser fatal. Os felinos são infectados ao caçar animais infectados ou pela higienização mútua entre congêneres infectados.

São contagiosos para os humanos?

A transmissão de nematoides dos gatos para os humanos não é tão comum quanto com espécies que parasitam os cães. No entanto, o contágio pode ocorrer, então todos esses parasitas são considerados potencialmente zoonóticos.

As regiões onde esses parasitas estão muito presentes em humanos são áreas subdesenvolvidas ou em desenvolvimento. Em locais onde as lavouras são irrigadas com água fecal, há áreas de represamento e a higiene da população é baixa por falta de recursos.

Como prevenir nematoides em gatos?

Quando você tem gatos ou outros animais de estimação em casa, a higiene doméstica, o manuseio adequado dos alimentos e o monitoramento veterinário dos animais são essenciais para evitar a disseminação de nematoides nos gatos, principalmente uma possível reinfecção.

Como prevenir nematoides em gatos?

Para manter seus felinos saudáveis, recomendamos que você execute várias ações:

  • Evite que seu gato tenha acesso a áreas abertas e desprotegidas. Em primeiro lugar, os gatos são um problema sério para as aves urbanas, pois atacam facilmente os filhotes. Depois, durante suas excursões, ele poderá caçar pequenos mamíferos que, provavelmente, vão espalhar parasitas, além de outras doenças graves. Por fim, o bichano pode brigar com outros gatos e pegar o vírus da imunodeficiência felina ou leucemia, um cachorro pode atacá-lo ou ele pode ser atropelado por um carro.
  • Mantenha um protocolo para a desparasitação interna e externa. Não existe medicamento que previna os nematoides, sendo possível apenas para combatê-los quando a infecção já existir. Portanto, é aconselhável realizar a desparasitação, quer existam ou não, nematoides nos seus gatos.
  • Crie uma rotina para limpar e desinfetar camas, cobertores, postes para arranhar e brinquedos que seu gato usa. Os ovos podem ficar dias expostos.
  • Remova as fezes da caixa de areia diariamente ou sempre que o animal a usar. Normalmente, os ovos de nematoides precisam passar vários dias em condições ambientais para se ativarem e serem capazes de parasitar.
  • Limpe os comedouros e bebedouros diariamente. Os gatos estão constantemente se limpando, e isso pode fazer com que os ovos dos parasitas acabem em suas tigelas. Por outro lado, esses objetos são fontes de crescimento bacteriano que podem afetar a saúde bucal do seu animal de estimação.
Pode interessar a você...
Existem parasitas unicelulares?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Existem parasitas unicelulares?

Existem parasitas unicelulares? Sim, e eles são muito mais comuns do que você imagina. Saiba mais detalhes sobre o tema neste artigo.



  • Gaviria, Ó. J. V. (2008). Parasitosis intestinales. Pautas de tratamiento en pediatría 4, 35.
  • Pereira, A., & Perez, M. (2001). Nematodosis intestinales. Offarm: farmacia y sociedad, 20(6), 137-146.
  • Six, R. H., Sture, G. H., Thomas, C. A., Clemence, R. G., Benchaoui, H. A., Boy, M. G., … & Rowan, T. G. (2000). Efficacy and safety of selamectin against gastrointestinal nematodes in cats presented as veterinary patients. Veterinary parasitology, 91(3-4), 321-331.