O poder destrutivo do cupim

A praga desses insetos leva à destruição de qualquer estrutura ou mobiliário de madeira, uma vez que esses animais se alimentam de sua celulose. Eles são minúsculos e se reproduzem em alta velocidade, por isso, não são tão fáceis de eliminar.
O poder destrutivo do cupim

Última atualização: 19 Junho, 2018

Os cupins podem se tornar uma verdadeira dor de cabeça em qualquer espaço da atividade humana onde a madeira é abundante. Dizem até que eles são capazes de derrubar uma casa.

Esses insetos se alimentam de celulose, que processam através dos protozoários que vivem em seu sistema digestivo. Em um ambiente natural, poderiam obtê-la de árvores e outros materiais vegetais. Mas em ambientes humanos, eles têm um banquete de madeira: colunas, móveis, papelão e tudo o que contém celulose.

Cerca de três mil espécies estão registradas, embora apenas 7% afetem as estruturas humanas. Embora eles tendam a viver em ecossistemas de florestas tropicais, espalharam-se para climas temperados. Suas colônias hospedam até três milhões de insetos.

Os cupins são considerados uma praga urbana. Uma vez instalados em um móvel ou outro objeto, eles rapidamente colonizam, reproduzem e se alimentam, a ponto de destruí-lo completamente. O problema é agravado porque são pequenos demais para serem identificados e, além disso, operam a partir da profundidade do material, para evitar a luz.

São pequenos insetos isópteros sociais. Vivem agrupados em ninhos e se reproduzem através de uma rainha. Eles se dividem em castas: os trabalhadores, os soldados e os reprodutores.

Espécies de cupins

Diferenças com as traças e os carunchos

Embora os três insetos comam celulose, biologicamente pertencem a ordens diferentes. As traças voam e, quando constroem galerias na madeira, deixam um rastro de poeira.

Os carunchos têm a fisiologia do besouro, não são sociais e se alimentam de madeira em seu estágio larval. Quando se torna adulto faz um buraco para sair e também expulsa seu excremento. É possível detectá-los porque emitem um som ao roer.

Como evitar cupins

Para evitá-los em qualquer espaço, você deve estar atento ao modo deles entrarem nos objetos, à fonte de energia e à presença de umidade.

Em relação à entrada, possíveis fissuras ou fendas devem ser cobertas em torno de todas as estruturas das edificações. Por exemplo, nas proximidades de tubulações de água e gás. Além disso, evite materiais de madeira que estejam contaminados pela presença desses insetos, como móveis e objetos antigos, lenha etc.

Em relação à sua fonte de alimentação, os objetos contendo celulose devem ser evitados em paredes, colunas e no solo, pois isso dificulta a formação do ninho. Isso também se aplica a paredes externas. Não se esqueça que o uso de produtos repelentes pode impedir o aparecimento deles.

Cupim

Como saber se existem cupins em um local

Você pode identificar sinais de sua atividade antes que seja tarde demais. Para isso, é necessário rever estruturas propensas à infecção, como colunas, paredes, tetos e móveis, principalmente na parte inferior, se estiverem próximas ao solo.

Os seguintes sinais indicam a presença de cupins:

  • Pó de madeira ou de terra
  • Perfurações na madeira
  • Protuberâncias sob quadros, paredes e outras superfícies
  • Formação de pequenas estalactites marrons e finas penduradas em telhados e outras estruturas
  • Ruído oco ao bater na madeira
  • Proliferação de pequenos insetos alados nos arredores, especialmente durante a primavera

Após a detecção, uma amostra dos insetos deve ser reservada para determinar ou confirmar sua classe.

Como erradicar os cupins

Uma vez comprovada a infestação de cupins, existem várias alternativas para erradicar esses insetos nocivos dos espaços. De substâncias, armadilhas e selos a serem colocados pelos próprios afetados, até métodos profissionais:

  • Armadilha ou sebo de papelão. Coloque tiras de papelão umedecido perto das áreas afetadas e, uma vez invadidas, retire-as do lugar e queime-as.
  • Coloque nematoides, muito benéficos, na terra. Eles são vermes que atacam cupins e causam a sua morte. São vendidos em lojas de jardinagem.
  • Se forem objetos pequenos ou médios, retire-os à luz do sol por vários dias. Se forem pequenos, coloque-os na geladeira. Os cupins morrem em temperaturas extremas e fogem da luz e do calor solar.
  • Aplique ácido bórico (muito cuidado, pois esse produto é tóxico para animais domésticos) em áreas suspeitas. Esse produto químico paralisa e desidrata os cupins.
  • Aplicação de venenos químicos. Para esta solução, as instruções do fabricante e as precauções de segurança devem ser seguidas à risca.
  • Procure serviços profissionais. A detecção e extermínio por meio de fumigação, micro-ondas e outras técnicas têm a vantagem de oferecer garantias nos resultados.
Pode interessar a você...
Soluções para a praga das baratas
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Soluções para a praga das baratas

As baratas são uma das pragas mais desagradáveis a atingir lares do mundo inteiro. É necessário, portanto, selar locais e fendas ondes elas possam se reproduzir, bem como usar remédios caseiros - evitar pesticidas tóxicos - e adotar hábitos de limpeza reforçados.