O porco vietnamita como bicho de estimação

dezembro 10, 2017

Atualmente, fala-se muito sobre ter um porco vietnamita como bicho de estimação. No entanto, esse animalzinho vem chamando a atenção desde a década de 1980. 

Essa raça suína anã, oriunda das granjas do Vietnã, chega a viver entre 12 e 20 anos. A sua principal diferença em relação as outras raças é a sua fisionomia peculiar e seu pequeno porte, além de sua coloração negra.

Enquanto que o porco comum pode chegar a pesar mais de 300 quilos, os vietnamitas costumam pesar entre 40 e 80 quilos, já o tamanho do seu corpo varia entre 40 e 50 centímetros.

No entanto, os porquinhos também precisam de cuidados, como higiene, nutrição e exercícios físicos para se desenvolverem de uma maneira saudável. Além disso, eles não exigem tanto tempo dos donos e são muito inteligentes.

A seguir, resumiremos as principais vantagens de adotar um porco vietnamita como bicho de estimação e os conselhos para a sua criação.

Por quê ter um porco vietnamita como bicho de estimação?

Sabemos que os cães e os gatos estão no topo do ranking de bichos de estimação mais amados, mas diversos animais mais exóticos são igualmente capazes de encher a casa de alegria e de acompanhar fielmente seus donos.

Resumimos as vantagens em adotar um porco vietnamita como bicho de estimação.

Caráter dócil e curioso

Esses animaizinhos são muito mais do que um rostinho engraçado; o seu caráter é dócil, curioso e agitado. É muito raro que eles fiquem agressivos. Quando são estimulados, mostram disposição para brincar, correr e descobrir novas atividades. Por isso, um porco como bicho de estimação pode ser a companhia ideal para as crianças em fase de crescimento.

Esses animaizinhos são muito expressivos e capazes de interagir, estabelecendo profunda relação afetiva com seus donos. Pedem carinho, propõem exercícios conjuntos e aproveitam quando têm a companhia de humanos e outros bichos de estimação.

Capacidade de adestramento

Muita gente ignora, mas os porcos são animais muito inteligentes que costumam aprender facilmente. Recebendo a devida orientação, podem ser adestrados da mesma maneira que os cães e gatos; inclusive, são capazes de responder quando chamados pelo nome e de passear normalmente pela rua.

Muitos porcos domésticos aprendem a fazer as suas necessidades no lugar apropriado. Além disso, são capazes de memorizar e reproduzir truques, assim como de responder às ordens dadas pelos donos.

Limpos e com poucos pelos

Embora nosso preconceito diga o contrário, os porcos são animais muito higiênicos que não gostam de viver em ambientes sujos. Como quase todos os mamíferos, eles têm pelos, mas muito poucos, quando comparados aos cães e aos gatos.

Outro detalhe interessante é que podem ser responsáveis eles mesmos por grande parte de sua higiene corporal.

Conselhos básicos de como cuidar de um porco vietnamita como bicho de estimação

Quando se retira um animal selvagem de seu habitat natural, é preciso prestar muita atenção. É necessário proporcionar as condições favoráveis para o seu desenvolvimento saudável.

porco vietnamita na grama

Como bicho de estimação, o porco vai precisar de uma boa alimentação, higiene periódica e exercícios físicos regulares.

1. Alimentação balanceada

Os porcos são onívoros e se adaptam a diversos tipos de alimento, tanto que costumam ser muito gulosos. Contudo, a sua alimentação diária deve ser rica em frutas e verduras (por volta de 70%). E, como todo mamífero, precisam de muita água fresca e limpa para se manterem hidratados.

Não se deve alimentar esses porcos com rações processadas voltadas para os porcos comuns. Esse produto foi projetado para engordar esses animais, não para nutri-los. Ao comerem tais rações, o animal poderá desenvolver sobrepeso rapidamente.

Nos Estados Unidos, existem rações processadas que são apropriadas para porcos-anões domésticos. As proporções são adequadas para manter o seu peso equilibrado, no entanto, ainda é difícil encontrar esses produtos em outros lugares do mundo.

Existem alguns compostos de cereais que podem ser adaptados, tornando-se a base da alimentação do porquinho, mas a melhor opção costuma ser a comida caseira, seguindo as orientações do veterinário especializado.

2. Higiene do ambiente

Como vimos anteriormente, os porcos vietnamitas são limpos e não exalam mau cheiro, pelo contrário, é a falta de limpeza do ambiente que deixa o animal imundo e fedorento.

Por isso, manter o seu porquinho limpo é fácil, quando é garantido um ambiente higienizado. Além disso, recomenda-se dar banho nele de 2 em 2 meses para melhorar a saúde da pele e dos pelos, principalmente no verão.

Como são originários de uma zona temperada, a temperatura ótima para o seu desenvolvimento varia entre 19 e 25 °C. Essa espécie é vulnerável ao calor e a frio extremos, por isso, é preciso ficar de olho na climatização do ambiente.

3. Exercícios físicos e cuidados de saúde

No seu habitat natural, esses animais costumam caminhar livremente pelas granjas e se acasalam com muita frequência, o que significa um elevado gasto de energia. Um porco vietnamita como bicho de estimação vai precisar fazer exercícios físicos e de espaço livre para manter o seu peso.

Quando lhes proporcionamos uma boa alimentação e exercícios físicos, não se exige mais cuidados com sua saúde. No entanto, é necessário vaciná-los periodicamente da mesma forma que fazemos com os cães e com os gatos.