O que é o colesterol alto em animais de estimação?

março 22, 2019
O colesterol alto é uma doença em que a corrente sanguínea apresenta altos níveis de gordura permanentemente.

Não são só os seres humanos que podem ser afetados por níveis elevados de colesterol no sangue. Embora sejam diagnosticados com menos frequência, nossos animais de estimação também podem sofrer com problemas causados pela hiperlipidemia. Então, se você quer saber mais sobre o colesterol alto em animais de estimação, vamos ajudá-lo.

A seguir, vamos entender como o colesterol alto pode prejudicar a saúde de nossos animais de estimação.

Além disso, vamos apresentar as principais causas da hiperlipidemia e as medidas preventivas essenciais para preveni-la.

O que é o colesterol?

Ele é uma das gorduras (ou lipídios) essenciais que compõem o nosso corpo. Embora tenha conquistado uma péssima fama pelos problemas derivados do colesterol alto, nosso corpo o produz naturalmente. Afinal, essas moléculas estão presentes em todas as nossas células.

Além de facilitar a digestão dos alimentos ingeridos, o colesterol também participa da síntese da vitamina D e da produção de diversos hormônios.

Como sabemos, existem dois tipos principais de colesterol: o colesterol HDL e o colesterol LDL. O LDL pode se acumular nas artérias, pois tem baixa densidade. Sendo assim, ele é comumente conhecido como “colesterol ruim”.

Por sua vez, o HDL, de alta densidade, ajuda a manter um metabolismo equilibrado. Além disso, ele elimina as toxinas e o excesso de LDL do corpo. Portanto, ele ficou popularmente conhecido como o “colesterol bom”.

O que significa ter colesterol alto?

A hiperlipidemia, mais conhecida como colesterol alto, é uma doença complexa que afeta grande parte da população humana em todo o mundo. No entanto, não é uma condição exclusiva dos seres humanos, pois também pode ocorrer em animais.

Cachorro comendo ração

A hiperlipidemia ou hipercolesterolemia é caracterizada pela presença permanente de altos níveis de gorduras na corrente sanguínea.

Ou seja, em termos mais simples: é quando o colesterol no sangue está sempre alto e excede os níveis saudáveis.

Por isso, é importante diferenciar as elevações eventuais ou ocasionais de um quadro de hiperlipidemia.

Depois de comer alguns alimentos ou viver situações de estresse ou emoções fortes, é normal que os níveis de colesterol aumentem. No entanto, eles devem se normalizar em um curto espaço de tempo.

Assim sendo, pessoas e animais de estimação com hiperlipidemia apresentam níveis elevados de colesterol permanentemente, mesmo em situações normais do dia a dia. Logo, isso implica riscos para a saúde de pessoas e animais que vivem nessa condição.

Causas da hiperlipidemia

As causas do colesterol alto em animais de estimação são muito semelhantes às causas da hiperlipidemia em humanos.

Em geral, o colesterol alto está associado a uma dieta desequilibrada e uma rotina sedentária. Além disso, certos distúrbios metabólicos ou problemas congênitos podem ocasionar quadros de hiperlipidemia.

A seguir, veremos as causas mais frequentes do colesterol alto em animais de estimação:

  • Uma dieta excessivamente rica em carnes, laticínios ou alimentos com gordura.
  • Estilo de vida sedentário.
  • Gravidez
  • Nefrose (doença degenerativa que afeta os rins).
  • Problemas no funcionamento da glândula tireoide.
  • Diabetes
  • Pancreatite
  • Funcionamento excessivo das glândulas suprarrenais.
  • Colestase (obstrução dos dutos biliares)
  • Anormalidades congênitas em enzimas que removem os lípidos ou em proteínas transportadoras de lipídios.
  • Envelhecimento

Sintomas de colesterol alto em animais de estimação

A hiperlipidemia é uma doença que geralmente avança silenciosamente no corpo de nossos animais de estimação.

Seus primeiros sintomas são genéricos e difíceis de identificar nos animais. Portanto, os proprietários só percebem o problema quando o quadro já está avançado.

Cachorro olhando para galeto e diante de prato com vegetais

Por esse motivo, é essencial a prevenção, através de uma dieta balanceada. Além disso, é importante realizar exames de sangue periodicamente para controlar os níveis de colesterol. Estes são os principais sintomas de colesterol alto em animais de estimação:

  • Dor abdominal
  • Manchas ou lesões na pele
  • Xantomas dérmicos (presença de nódulos amarelados ou alaranjados cheios de gorduras na pele).
  • Convulsões
  • Alterações do sistema nervoso
  • Tratamento do colesterol alto em animais de estimação

Portanto, depois de confirmar o diagnóstico de hiperlipidemia, o veterinário pode escolher um tratamento adequado para as necessidades do seu animal de estimação.

A fim de diminuir os níveis de colesterol no sangue, o profissional de saúde certamente recomendará uma mudança na dieta.

Em geral, dietas com menos de 10% de gordura são utilizadas. Além disso, é necessário incluir proteínas de alta qualidade e ricas em fibras.

Por fim, o veterinário pode prescrever um medicamento ou suplemento natural para ajudar a controlar as gorduras do sangue.

Como prevenir o colesterol alto no seu animal de estimação?

A melhor maneira de prevenir o colesterol alto em nossos animais de estimação é oferecer uma dieta equilibrada e de alta qualidade.

Portanto, não devemos dar alimentos humanos ricos em gorduras, açúcares ou produtos químicos aos nossos parceiros.

Além disso, uma rotina diária de exercícios físicos também será essencial para o seu animal manter o metabolismo ativo e um peso saudável.

Portanto, lembre-se de que o estilo de vida sedentário aumenta o risco de problemas comportamentais, além de causar inúmeras doenças.

Por último, mas não menos importante, seu animal de estimação precisará de acompanhamento veterinário preventivo durante toda a vida.

Além de visitas ao veterinário a cada seis meses, lembre-se de seguir o calendário de vacinas e desparasitação.