Dieta caseira para cães e como fazê-la

· agosto 2, 2018

Esse tipo de alimentação é composto por alimentos crus que fornecem variedade à dieta do animal. Além disso, os cães podem enjoar de comer a mesma coisa todos os dias, já que dar ração é o mais cômodo para os donos. Apesar das rações conterem todos os nutrientes necessários, há formas de variar a dieta caseira para nossos pets.

Há vários tipos de dietas que os cães podem seguir. Muitos cachorros no mundo se alimentam apenas de ração, mas se você está pensando em criar uma dieta caseira para cães, há algumas questões para levar em consideração.

Dieta caseira para cães

Até alguns anos atrás, os cães se alimentavam de comida caseira ou crua. A ração é uma invenção muito recente e prática que dispensou o uso da comida fresca na alimentação de nossos animais.

A ração possui suas vantagens e suas desvantagens. Por um lado, garantimos que os animais ingerem todos os nutrientes necessários. Afinal, os cães podem enjoar de comer sempre a mesma coisa. Por esse motivo, há pessoas que cogitam fazer mudanças na comida dada ao cão.

Há uma grande variedade de dietas para cães a serem seguidas. Alguns exemplos são: comida crua, cozidos caseiros, misturas entre essas duas e muitas outras. Escolher qual será mais cômoda para seguir dependerá do paladar do cão e do tempo que teremos para cozinhar. No caso de ocorrer mudanças físicas ou comportamentais, o veterinário deve ser consultado.

Dieta saudável para cães

Se você está pensando em mudar a dieta do seu cão, observe as opções que possui e siga estas dicas:

Os cães são animais onívoros

Ao contrário do que muitos pensam, os cães são onívoros. Ou seja, necessitam ingerir alimentos de todos os tipos para conseguir os nutrientes importantes para sua saúde.Não são apenas carnívoros, eles necessitam dos aportes nutricionais que verduras, hortaliças e cereais podem dar.

A base de sua dieta deve ser carne, mas não devemos descuidar dos outros tipos de alimento. Um prato de arroz com verduras é tão importante em sua dieta quanto um osso que pode ser roído por horas.

A porcentagem de frutas e verduras em relação à carne que seu cão necessitará depende de sua idade e nível de atividade física. Um cão jovem e nervoso precisará de mais proteínas. Por outro lado, um cão idoso que desfruta de longos descansos no sofá apreciará as comidas mais leves.

A chave para descobrir essa proporção está em testar e observar as reações do animal. Se você percebe que ele está mais cansado ou muito nervoso, deve ajustar as porções. Essa é uma das grandes vantagens da dieta caseira para cães: ela é totalmente customizável.

Trabalhe sua amizade com o açougueiro

Já que grande parte da dieta do seu cão deve ser baseada em carne, é hora de trabalhar a amizade com o açougueiro. Nas dietas cruas é aconselhável dar carnes com osso. Assim, além de comer, o cão estará limpando seus dentes e saciando a necessidade inata de mastigar e rasgar.

Comidas saudáveis para cães

O açougueiro será seu melhor aliado nesse momento, peça para que ele guarde os restos e ossos que ia jogar fora. Ele pode até fazer um preço especial, já que essa carne não ia ser aproveitada de outra maneira.

Quando for dar um osso ao cão, sempre dê cru. Se você cozinhá-lo de alguma forma, vai desidratá-lo. Então, quando o cão estiver mastigando, em vez do osso se desfazer, ele pode se fragmentar. Pedaços de ossos são muito perigosos, pois podem ficar presos e causar enormes danos ao animal.

Também não se esqueça de adaptar o tamanho do osso ao tamanho do seu cão. Caso o osso seja muito pequeno, pode ser engolido sem mastigar. E, caso seja muito grande, pode machucar a boca do animal. Você não pode dar os mesmos ossos a um Yorkshire terrier e a um Pastor alemão, por exemplo.

Não misture com ração

Embora alguns planos dietéticos misturem ração com comida fresca, não fazem isso na mesma refeição. Ou seja, uma dieta caseira para cães necessita de alimentos frescos e prensados no mesmo dia, mas não na mesma digestão.

Isto se deve às diferenças no tempo de digestão. A ração, por estar seca e prensada, precisa de muito mais tempo no estômago para ser digerida. Se você misturar alimentos cozidos com ração, vai dar dor de estômago no seu cão.

Dieta para cães

Use frutas e vegetais sazonais

Aproveite as frutas e verduras da época para fazer compras mais econômicas e deixar os pratos mais variados para seu cão. Há uma grande variedade de hortaliças nos mercados para você escolher.

Como a dieta do cão é variável e não depende sempre do mesmo sabor, experimente enquanto cozinha. Você pode aproveitar essa dieta caseira para apresentar novos sabores e texturas da temporada ao animal. Assim, você irá descobrir quais comidas ele prefere e quais deve evitar.

Revisões veterinárias

Não se esqueça de fazer revisões veterinárias constantemente. Se o cão perder ou ganhar peso, o veterinário deve sempre estar informado.

Da mesma maneira, se você perceber mudanças de comportamento, se o cão começar a se comportar mal ou mostrar condutas que nunca tinha mostrado, consulte um especialista. A dieta é um elemento chave para a saúde de qualquer ser vivo e se não estiver correta, pode causar danos à saúde de nosso cão.

Nunca descuide das revisões anuais e exames de sangue rotineiros. A saúde de nossos animais de estimação é o mais importante e apenas o veterinário pode assegurar que sua alimentação está adequada.