Os 8 erros cometidos quando levamos nosso cachorro ao parque

· maio 15, 2017

O parque é um dos lugares preferidos do seu cachorro, temos certeza disso. E é possível que, para você, seja um momento para relaxar. Isso acontece quando a área, é, por exemplo, cercada. Assim, você pode usar seu tempo para ler ou descansar, enquanto seu cão brinca com outros.

No entanto, existem vários erros comuns que podemos cometer. Além disso, poderiam nos trazer problemas com outros cães, com os donos deles ou, inclusive, com a lei. Para evitá-los, decidimos escrever neste artigo quais são esses erros – vamos falar com você sobre eles.

Os erros mais comuns que cometemos com nosso cachorro no parque

Não recolher os excrementos dele

Embora pareça óbvio que isso é algo que devemos fazer, é um dos erros mais comuns que cometemos ou que os outros cometem. Pense por um instante: se ninguém recolhesse os excrementos do próprio cachorro; poderíamos ter um parque limpo para onde levar nosso animal de estimação? A reposta é óbvia.

Além disso, somente com esse simples gesto que não exige quase nenhum esforço, estaremos contribuindo para que o parque fique limpo. E claro, também, para evitar que seu cão ou os dos outros se contaminem com doenças.

Não educar bem o cachorro

Não estamos falando que seu cão deve saber fazer piruetas no ar, ou coisa assim. Mas é fundamental que ele saiba obedecer às ordens como “solta” ou “vem”.

Dessa forma, no caso de ele estar pegando algo que não seja dele ou estar incomodando outro cão ou pessoa, você poderá detê-lo sem esforço, facilitando a estada no parque com os demais.

Deixar que ele se exercite no parque

Soltar o cão no parque como se não fosse chegar mais ninguém, não é boa ideia, especialmente, se já houver outros cães com ele.

Ele estará em estado de agitação, que será transmitido aos outros, e isso provocará problemas, com certeza. Portanto, ou você o leva para fazer um pouco de exercício físico antes, ou espera que um tempo para ele se acalmar antes de soltá-lo.

Não deter os cães grosseiros

Os cachorros não gostam de estar com outros cães pouco agradáveis, do mesmo modo que nós não gostamos de estar com pessoas grosseiras. Eles não falam como nós, contudo, se comunicam através de sinais.

Se um dos cães se apresentar, seguindo o protocolo canino, e o outro o ignorar; isso poderá gerar uma briga que você tem o dever de parar, pelo bem do seu animal de estimação e do dos outros.

Não deixe que ele brinque enquanto estiver preso

Alguns donos têm medo de soltar seu cachorro e permitem que ele brinque com cães que estão soltos. Isso é um erro. Um bichinho preso se sentirá mais inseguro e com menos confiança do que um que está solto.

Ele se sentirá intimidado pelo outro que não está preso e isso poderá gerar uma briga entre os dois. Consequentemente, ou você o deixa solto, brincando apenas com os cães presos, ou o solta depois de se certificar de que ele não corre perigo brincando com os outros.

Levar a nossa cadela no cio ao parque

Se você tiver uma cadela no cio, não a leve ao parque. Isso ocasionaria uma situação desconfortável e, caso ela se solte, o mais provável é que escape. Procure evitar problemas antes que eles ocorram.

Permitir que cães pequenos brinquem com os grandes

Os cães pequenos, às vezes, são vistos como presas pelos maiores. Portanto, se você tiver um cão pequeno, certifique-se de que os de grande porte que estão no parque são pacíficos e brincalhões.

Se não for assim, é melhor que ir a outro lugar ou ficar perto de seu cão preso à coleira.

Ficar falando ao celular

Lembre-se de que um cão é como uma criança, que ele não dá conta de si mesmo e que depende de nós para tudo. Além disso, precisa de vigilância, por isso, ficar preso ao celular enquanto seu cão anda solto pelo parque não é uma boa ideia.

Pode acontecer uma briga, ou uma fuga e você acabar não se dando conta disso, ou talvez perceber quando já for tarde demais.