Os cachorros gostam de música?

Dizem que certas melodias acalmam as feras, mas… Será que os cachorros gostam de música? Tudo depende de vários fatores, como, por exemplo, a altura do som e de que canção se trata. Neste texto, vamos falar mais sobre isso.

É verdade que os cachorros gostam de música?

Existem muitos motivos para dizer que sim, e outras que indicam que não. Normalmente, os cães ficam muito nervosos com alguns barulhos fortes, como, por exemplo, fogos de artifício, tempestades ou crianças brincando a seu lado.

Por isso, não devemos deixar de lado a música como uma das fontes de incômodo para o peludo. E muito menos acreditar que, com esses sons, ele vai se acalmar ou dormir bem – seguindo a teoria de “amansar as feras”.

Cachorro com fone de ouvido

As pessoas amam música. Passamos horas ouvindo diferentes canções: enquanto dirigimos, enquanto cozinhamos, enquanto fazemos exercício ou enquanto trabalhamos. As melodias nos acompanham em todos os momentos e lugares. Se elas, nossa vida seria chata.

As músicas nos permitem relembrar o passado, queimar calorias ou eliminar a depressão. Por isso, tendemos a pensar que nossos animais, como nós, amam a música. Mas isso nem sempre é verdade.

Estudos revelam que, na maioria dos casos, os cachorros gostam de música. Mas é claro que há exceções: a reação será diferente com algum tipo de canção ou com o som que ela produzir nos sentidos do animal – sobretudo se forem sons agudos.

Além disso, já se confirmou que os animais gostam de ter uma música ao fundo, e preferem esse som do que o silêncio absoluto. Por isso, é recomendável que os donos deixem o rádio ou a televisão ligados quando forem trabalhar ou ficar fora por muitas horas. Lembre-se de que o volume deve ser baixo e, preferivelmente, que não haja pessoas falando, e sim apenas música.

De qual música os cachorros gostam?

Os cães também têm suas preferências musicais. Eles se sentem mais à vontade ouvindo um tipo ou outro de música. Inclusive, se os donos utilizam algumas canções para se tranquilizar, o animal vai se sentir mais relaxado e vai dormir sem problemas.

Nem todos os tipos de música serão do agrado do seu pet. Depende do quê? Dos sons que a canção gera, mas também do volume em que colocamos a música no rádio ou celular. Quem sabe, no começo, você não perceba quais são os gostos musicais, porque ele ficará indiferente. No entanto, pouco a pouco, você poderá ver de qual música ele gosta e de qual não… Ou, melhor dizendo, qual lhe faz bem e qual lhe faz mal.

Cachorro com troféu na boca

É fácil: se você vir que o animal está inquieto, querendo se esconder debaixo da mesa, um pouco nervoso, late, arranha o solo, acorda com um pulo ou respira rápido, ele não está gostando da música. Se, por outro lado, você perceber que ele segue dormindo tranquilamente, põe a barriga para cima na cama ou mexe o rabo, é claro que está gostando da situação.

Basicamente, os sons muito fortes e estridentes, como o heavy metal ou a música eletrônica, vão gerar consequências negativas para o cachorro. Ao contrário do que acontece, por exemplo, com a música clássica ou a instrumental. Se começarmos a analisar, percebemos que tem o mesmo efeito que nas pessoas.

Agora que você já sabe que os cachorros gostam de música, o próximo passo é escolher a melodia adequada para seu pet. Os veterinários asseguram que as canções ideais são as de música clássica que podemos encontrar na internet. Analise se não há muitas mudanças de tons ou volume, e nunca a coloque muito alta. Você e seu animal podem desfrutar dos benefícios da música juntos!

Recomendados para você