Os cães nos salvam dos maus amigos

junho 4, 2017

Há um ditado popular que diz, com toda razão, que os cães são os melhores amigos que podemos ter. Quando começamos este “relacionamento” com eles, teremos ao lado um ser disposto a se sacrificar por nós. Por isso, não é estranho pensar que eles têm a capacidade de nos salvar dos “maus amigos”. Não se trata de um ato de ciúmes, mas de puro amor, como só eles podem oferecer. Saiba mais neste artigo.

Os cães detectam quais são as intenções dos amigos e dos demais

Os nossos adoráveis amigos de quatro patas nos cuidam de todo perigo e mal. Se você não estava tão certo disso, então preste atenção para a pesquisa recentemente realizada e publicada na revista Current Biology. Segundo os cientistas, os cães têm a capacidade de antecipar as ações das pessoas.

No estudo, foi comprovado que os peludos que tiveram contato visual com uma pessoa (o seu dono ou não) eram mais propensos a seguir os seus movimentos em um quarto. Essas mesmas “habilidades” têm os bebês de seis meses, até que comecem a falar.

Os cães são sensíveis aos sinais ou pistas que os humanos oferecem, e isso tem pelo menos um motivo: quando eles foram domesticados com o objetivo de trabalhar com as pessoas, buscou-se um meio de comunicação eficaz entre duas espécies que não falam a mesma língua.

Como eles puderam se expressar? Através dos olhos. Embora no início os peludos fossem usados em tarefas de pastoreio ou de caça, logo que se tornaram animais de estimação, esse método permaneceu em vigor.

Outra pesquisa mais antiga, publicada na revista Learning & Behavior, indicou que os cães domesticados pedem comida para aquelas pessoas que olham para eles e não para aqueles que não lhes dão atenção. Os peludos podem aprender o significado de umas 165 palavras (semelhante às crianças de dois anos).

Um estudo posterior comparou as atitudes dos dois grupos de cães. No primeiro, uma pessoa lhes dizia “olá” olhando-os no rosto. No segundo, a saudação não incluía o contato visual. Sendo estes últimos os que menos demonstravam interesse em seres humanos.

Os cães podem reconhecer os pouco confiáveis

Embora às vezes não nos demos conta, os cães são muito inteligentes e, sobretudo, intuitivos. Eles estão cientes de coisas que talvez nós, os seres humanos, não prestamos atenção. Eles podem diferenciar quando estamos felizes, com raiva ou até com inveja.

Mas também têm a capacidade de reconhecer quando alguém não é totalmente confiável. Quando isso acontece, eles não seguem as suas instruções, mas prestam mais atenção (para antecipar possíveis más ações).

Um experimento realizado na Universidade de Quioto, no Japão, e publicado na revista científica Animal Cognition, mostrou que os cães percebem quando alguém é confiável. Para isso, foram testados 34 peludos.

Eles participaram em três rodadas diferentes, onde lhes eram mostrados: comida escondida em um recipiente, um recipiente vazio e um recipiente de alimentos. Os cães usaram sua experiência nesta atividade para avaliar se uma pessoa era confiável ou não.

Depois de três rodadas, os animais seguiram as instruções daquela pessoa considerada confiável. De acordo com Akiko Takaoka, responsável pela pesquisa, os cães avaliaram a confiança nos humanos, já que eles têm uma inteligência social sofisticada e mais desenvolvida que a nossa.

Como os cães fazem para nos salvar dos maus amigos?

Com base nesses estudos, podemos entender por que razão os nossos mascotes podem nos ajudar a evitar certas pessoas “tóxicas”. Se, por exemplo, levamos um novo “amigo” em casa e o animal se exaspera, late, rosna ou o olha fixamente… tenha cuidado.

A reação de nosso cão é algo que não deveríamos ignorar. Preste muita atenção ao seu comportamento quando estamos na presença de pessoas. Se, caso contrário, ele se mantiver tranquilo, relaxado ou até mesmo dormindo, não há problema… significa que aceitou a pessoa e não há nada a temer.