Os gatos também têm medo dos fogos de artifício?

Muito se tem falado sobre o medo que os cachorros têm dos fogos de artifício, por sua sensibilidade auditiva e outros motivos. Eles realmente se assustam e alguns inclusive desenvolvem fobias. Agora, será que os gatos também têm medo desses fogos?

Esse é o tema que vamos tratar neste artigo. Se você tem um gato, saber se os ruídos lhe incomodam e como agir para ajudar o bichano pode melhorar sua relação com ele.

Os gatos se incomodam com os fogos de artifício?

Sim, os rojões e ruídos fortes incomodam os gatos da mesma maneira que acontece com os cães. Os felinos são animais que gostam de rotina e de tranquilidade. Quando algo como os fortes ruídos ou os rojões alteram sua rotina, podem ficar transtornados.

Como os cães, quando escutam rojões ou algum ruído fora do habitual, querem fugir, se esconder ou até escapar. Entretanto, como nem todos são iguais, existem alguns gatos que, em vez de ter essas atitudes, apresentam tremores ou começam a miar.

Como ajudar meu gato se ele tiver medo dos rojões?

Se você tiver a possibilidade de prever quando acontecerão os ruídos de rojões, como em uma comemoração ou em festas juninas, aconselhamos que você se antecipe.

  1. Mostre ao seu gato alguns lugares altos em que ele possa subir e se sentir mais seguro. As alturas, não sabemos o porquê, fazem com que se sintam mais protegidos. Talvez, de um lugar superior, eles se sintam mais fortes. Deixe algo que seja dele, como uma manta ou um brinquedo, para que sinta que esse é um de seus lugares e que não se assuste, pois está em casa.
  2. Feche as janelas e as persianas. Ainda que suas janelas tenham vidros duplos, seu gato tem um sentido auditivo muito desenvolvido, por isso que a proteção das janelas diante dos ruídos não serão suficientes. Feche bem as janelas e abaixe as persianas. Isso amortecerá os sons e deixará seu gatinho mais tranquilo.
  3. Tire os obstáculos. Se você já sabe onde ele costuma se esconder, tire qualquer obstáculo que possa encontrar em seu caminho, para que não tropece e possa se machucar.
  4. Não esconda sua comida. Deixe sua comida e sua água sempre à mão. Não esconda-as como castigo ou faça chantagem para que ele saia do seu esconderijo. Dê um tempo e espere que seja ele quem saia e que possa comer e beber quando tiver vontade e se sentir seguro.
  5. Não o repreenda. Pense que sua atitude é impulsionada pelo instinto, não pode controlar. Não o repreenda, isso só pode piorar a situação.

Outros truques para gatos com medo de rojões

  1. Não tente acalmá-los. Não o pegue para fazer carinho, entre outras coisas, porque ele não quer se sentir preso e sem saída. Além disso, se você tenta acalmar, isso fará com que ele acredite que seu comportamento é normal e, da próxima vez, é possível que exagere ainda mais para conseguir seus mimos.
  2. Fale suavemente. De maneira calma, mas sem tocar, diga que não aconteceu nada, que você esta ali com ele e que logo tudo vai acabar.
  3. Esteja a seu lado. Se você viu onde ele se escondeu, vá para perto dele. Sentir sua presença, ainda que ele não vá com você, o fará se sentir seguro e protegido.
  4. Vigie as portas e janelas. É possível que o medo o leve a tentar escapar. Portanto, observe as portas, janelas e demais lugares por onde ele poderia sair, para que estejam bem fechados e seguros.

Não se preocupe diante da reação de seu gato diante do ruído dos rojões. É totalmente normal. Proteja o animal na medida do possível e faça o que estiver ao seu alcance para tornar a situação mais suportável.

Existem alguns produtos no mercado que criam um ambiente relaxado através de odores que seu gato adorará e que podem também ajudar a acalmar seus nervos.

Recomendados para você