Precauções ao levar um cachorro para uma visita ao veterinário

março 27, 2019
Devido ao medo ou estresse, pode não ser fácil levar o seu cão ao hospital veterinário, mas existem dicas simples para fazê-lo se acalmar e se sentir seguro.

Ninguém diz que é fácil levar um cachorro para visitar o hospital veterinário, mas existem certos truques ou técnicas que podem melhorar essa experiência e evitar traumas no futuro.

Como levar um cachorro ao hospital veterinário?

Uma das coisas mais estressantes para um animal de estimação é ir ao veterinário. É compreensível, uma vez que ele deve suportar ser examinado, perfurado, receber remédios

Além disso, é um lugar que não lhes é familiar e onde provavelmente existem outros animais.

É essencial que nos coloquemos em seu lugar e tentemos entender que eles não “se comportam mal” de propósito, mas que o fazem por medo ou desconhecimento.

Portanto, nosso papel como donos é agir para que sua experiência no veterinário seja a mais agradável possível.

Levar o cachorro para visitar o hospital veterinário não é uma tarefa fácil, mas é necessária. Porque é lá que eles verificarão seu estado de saúde e tratarão qualquer possível doença ou enfermidade.

Mas o nosso animal de estimação não sabe disso, e deve enfrentar diferentes “traumas”, como cheiros desconhecidos, ruídos estranhos, pessoas que nunca viu… e até mesmo o estresse de seu próprio dono.

É essencial ensinar ao nosso animal de estimação que visitar o veterinário não é uma coisa ruim e, para isso, tornar essa visita algo regular.

Dessa forma, ele acabará se acostumando – embora isso não signifique que irá gostar da experiência – e será um pouco melhor.

Cachorro no veterinário

Dicas para levar o cachorro para uma visita ao veterinário

Mesmo que ele não goste de ir ao veterinário, ele precisa ser examinado pelo menos duas vezes por ano como um controle, ou até mesmo aumentar a quantidade de visitas, se o veterinário achar apropriado.

Então, o que você faz para que o cão que visita o veterinário não se sinta nervoso ou traumatizado? Aqui estão algumas dicas:

1. Não diga a ele aonde você está indo

Um dos erros mais comuns dos proprietários é antecipar os fatos. Dizer “vamos ao veterinário” é o mesmo que dizer a ele que ele terá uma má experiência.

Não se esqueça de que os animais compreendem uma certa quantidade de palavras específicas e, precisamente, “veterinário” está entre elas.

Para chegar ao hospital veterinário, tente evitar fazer sempre o mesmo caminho, pois assim o cão não irá relacionar essa caminhada com a visita à clínica.

2. Quando ele estiver cansado, será mais fácil

Uma boa técnica para levar o cachorro para o veterinário é fazer isso depois que ele já tiver gastado muito de sua energia diária brincando, correndo ou caminhando pelo parque.

Além disso, a atividade física irá ajudá-lo a relaxar e não ficar tão nervoso nas últimas horas.

3. Permita que ele conheça o veterinário

Assim que você chegar na sala de exame ou na mesa, deixe-o entrar em contato com o médico. Que ele cheire as suas mãos e “cumprimente” o veterinário.

Se você evitar essa abordagem, provavelmente ele sentirá medo. Não importa o tamanho do cão. Se é um chihuahua ou um boxer, faça todo o possível para que ele não tenha medo do veterinário.

Husky siberiano

4. Fale com ele o tempo todo

Desde o momento em que vocês chegarem ao hospital veterinário até voltar para casa, é muito importante manter a ‘conversa’ com seu animal de estimação.

Fale com ele com palavras suaves, em um tom calmo e baixo, para que ele não entre em pânico ou considere que há perigos nas proximidades.

Não brigue com ele, a menos que seja estritamente necessário. Se houver outros animais, dê a ordem específica para que ele permaneça sentado e calmo ao seu lado. Evite gritar com ele, pois isso o deixará mais nervoso.

5. Fique ao lado dele o tempo todo

Os cães precisam estar perto de seu “dono” para se sentirem seguros e calmos. Além disso, eles devem sentir que seu dono também está calmo. Portanto, primeiro você deve se tranquilizar para então acalmar seu animal de estimação.

Fique ao lado dele quando entrar no hospital veterinário, enquanto você esperar que o médico o trate, enquanto o estiver examinando e quando voltar para casa. Assim, o animal não se sentirá alerta.

6. Recompense suas ações

Seja depois que o veterinário o examinou ou quando você chegou em casa, é muito importante que você lhe dê um prêmio ou um presente.

Não se trata apenas de recompensar suas ações, mas de o animal relacionar o hospital com um brinquedo, um tratamento ou uma carícia.

Levar o cachorro para o hospital veterinário não é uma tarefa fácil, mas mesmo que você não goste, isso deve ser feito.

Com essas dicas, sua experiência será mais agradável e você reduzirá a possibilidade de traumas ou maus comportamentos.

  • Espinoza Liset. (2015). Conozca las enfermedades que más padecen las mascotas.