Presença de sangue na urina dos cães

fevereiro 27, 2020
A presença de sangue na urina dos cães sempre é um sintoma de uma doença? Descubra a seguir!

Quando há sangue na urina dos cães ou de qualquer outro animal, falamos de hematúria. Essa presença pode não ser visível à primeira vista e, às vezes, só é detectada em exames específicos de urina. Então, ela é definida como hematúria microscópica. Por outro lado, se virmos claramente a urina avermelhada, estaremos diante de um caso de hematúria macroscópica.

O sangramento por meio da urina pode aparecer por múltiplas razões, quase todas patológicas. Ou seja, a presença de sangue na urina dos cães não é normal, e a causa sempre deve ser investigada. Assim, se você detectar que o seu animal de estimação está urinando sangue, peça ajuda o quanto antes a um veterinário.

Exame de urina em cães

Causas mais comuns de sangue na urina dos cães

Na maioria dos casos, quando fica evidente a presença de sangue na urina dos cães, o sistema que costuma estar afetado é o urogenital. No entanto, pode ser que a falha esteja na coagulação do sangue, ou que seja consequência de uma doença subjacente.

As causas mais comuns de hematúria, tanto microscópica quanto macroscópica, são:

Infecções ou doenças parasitárias

A colonização por bactérias em qualquer nível do aparelho urinário pode provocar a presença de sangue na urina devido à inflamação e ao congestionamento da região. Certas parasitoses, como, por exemplo, a erliquiose e a leptospirose, têm a hematúria entre os seus possíveis sintomas.

Cálculos renais

O desenvolvimento de pedras ou cálculos renais ocorre quando existe um excesso de substâncias, como o cálcio, o oxalato e o ácido úrico, que o rim não consegue expulsar. Então, elas se acumulam formando cristais.

Esses cristais podem permanecer em qualquer parte do aparelho urinário, desde os rins até a bexiga, e prejudicam o revestimento interno, o que provoca o sangramento.

Exame para analisar rins de cachorro

Neoplasias

As neoplasias, tanto benignas quanto malignas, são crescimentos anormais de massas em algum órgão ou tecido. A hiperplasia de próstata, o hemangioma e o angiossarcoma, por exemplo, costumam causar sangramento.

Inflamação dos diferentes órgãos do sistema urogenital

Os processos inflamatórios, sejam eles do caráter que forem, são a causa de um aumento localizado da temperatura e da irrigação, o que pode provocar, em certos casos, o rompimento dos vasos e o seu posterior sangramento.

Um exemplo não-patológico é a tumefação vulvar que as fêmeas de cães sofrem quando estão na fase proestro do cio.

Piometra

As cadelas não castradas, quando chegam a uma idade avançada, apresentam a parede do útero deteriorada. Isso facilita a colonização por bactérias e pode levar a uma grave infecção que, se não for corrigida cirurgicamente, pode ser fatal.

As piometras podem causar sangramento por meio da urina, com sangue proveniente do aparelho reprodutor.

Ingestão de veneno

O consumo acidental de certos venenos provoca mudanças na permeabilidade dos rins. Isso poderia levar à excreção de glóbulos vermelhos. Além disso, o veneno pode provocar uma falha renal e até a morte do cachorro.

Sintomas que podem acompanhar a hematúria

O sangue na urina dos cães não é um sintoma que aparece isoladamente pois, como dissemos anteriormente, sempre deriva de outra doença ou condição. Por isso, quando são detectados glóbulos vermelhos na urina, eles vêm acompanhados por mudanças em outros parâmetros medidos.

Normalmente, quando a hematúria se deve a problemas de sangue, costumam aparecer outros tipos de hemorragias, como a epistaxe – sangramento nasal – ou o sangramento das mucosas.

Os problemas no aparelho urogenital, dependendo da sua natureza, podem causar:

  • Febre
  • Diarreias
  • Vômitos
  • Urina em excesso
  • Problemas para urinar
  • Dor abdominal
  • Anorexia
  • Fraqueza

Como evitar o sangue na urina dos cães

Se o cachorro contrair uma doença, desenvolver algum tipo de neoplasia ou enfrentar problemas derivados da idade, devemos nos focar em combatê-los. Entretanto, certas infecções e algumas patologias podem ser prevenidas por meio de uma dieta nutritiva e uma hidratação correta, que, além disso, evitam condições como a obesidade.

  • Alarcón, R. Incidencia de sexo, edad y raza en perros con proteinuria post-renal: estudio retrospectivo de 162 casos.
  • Dragonetti, A. M., Solis, C., & Giordano, A. (2005). Prostatitis en el perro. Analecta veterinaria, 25.
  • La, C. I. F. Afecciones del Tracto Urinario Inferior de Perros y Gatos.
  • Ruiz, D. B., Chacón, R. B., Alarcón, C. R., Carrasco, J. D., Tapia, P. R., & Bayle, C. Z. (2009). Causas de proteinuria post-renal en el perro: Estudio retrospectivo de 162 casos. REDVET. Revista Electrónica de Veterinaria, 10(5), 1-7.