Quais são os medicamentos mais perigosos para os cães?

Os medicamentos servem para tratar e curar doenças, mas devem ser usados com cautela, já que existem medicamentos para uso humano que são muito perigosos para os cães.
Quais são os medicamentos mais perigosos para os cães?

Última atualização: 19 Janeiro, 2021

Nos últimos anos, os cães ganharam grande importância e popularidade como animais de companhia. Nessa escalada, é difícil não se deixar levar pela humanização dos peludos e pensar que eles são como nós em todos os aspectos, até mesmo quando se trata de medicamentos.

Como bom leitor e amante dos animais, certamente você já sabe que existem muitos medicamentos para uso humano que são bastante perigosos para os cães. Mas será que você sabe quais são eles? A seguir, vamos listar alguns desses medicamentos tão prejudiciais para os cães.

A importância de não automedicar

Na clínica veterinária, é raro que se passe uma semana sem que o profissional repreenda um cliente por ter administrado um medicamento ao seu cachorro sem consultar o veterinário previamente. Felizmente, é positivo saber que, em muitas ocasiões, a única consequência desse ato é um pequeno contratempo que não coloca em risco a integridade do cachorro.

No entanto, existem outros casos em que a vida do animal pode correr sério perigo. Por esse motivo, ressaltamos que o animal de estimação nunca deve ser medicado sem que o veterinário seja previamente consultado.

os medicamentos mais perigosos para os cães

Anti-inflamatórios não esteroides

Os anti-inflamatórios são um dos grupos farmacológicos mais perigosos para os cães. Eles não apenas são tóxicos para o corpo do cachorro, como também são amplamente usados ​​na medicina humana de forma genérica.

A conjunção desses dois fatores faz com que seja muito comum a intoxicação por algum desses fármacos. Os anti-inflamatórios de que estamos falando, em geral, são os seguintes:

  • Paracetamol: pode causar insuficiência hepática e renal. Também causa a destruição dos glóbulos vermelhos do sangue.
  • Ibuprofeno: causa problemas gastrointestinais e insuficiência renal.
  • Ácido acetilsalicílico: pode ser usado na medicina veterinária para determinados tratamentos. No entanto, o seu limite tóxico é muito pequeno e uma dose excessiva pode causar insuficiência renal, distúrbios de coagulação do sangue, vômitos e muitos outros efeitos negativos.

Benzodiazepínicos

Por falar em medicamentos perigosos, essa família de fármacos é outra muito habitual. Embora não sejam tão comuns quanto os anti-inflamatórios, são bastante frequentes em muitas casas. Infelizmente, a sua ação relaxante em humanos às vezes tende a ser extrapolada para o mundo dos cães.

Embora seja verdade que o seu uso em animais de estimação é aprovado, esses medicamentos devem ser usados ​​com cautela, pois uma dose excessiva pode causar graves consequências. Em cães, produzem diferentes problemas, tais como depressão respiratória ou cardiovascular, dificuldade para andar, letargia e muitos outros sintomas.

Entre esses medicamentos, encontramos:

  • Diazepam.
  • Lorazepam.
  • Clonazepam.

Medicamentos inibidores da recaptação da serotonina

A serotonina é um neurotransmissor responsável, entre outras coisas, por regular o humor e a ansiedade. Esses medicamentos agem diretamente sobre o neurotransmissor e aumentam a sua concentração no sangue.

Na medicina humana, eles são comumente usados ​​para tratar a ansiedade e a depressão. Embora esses medicamentos possam ser usados ​​em cães, isso deve ser feito com extrema precaução e sempre com supervisão veterinária.

A intoxicação com esses medicamentos produz a chamada síndrome da serotonina, que se caracteriza pela ocorrência de vômitos, convulsões, letargia e até mesmo coma. No entanto, com suporte e tratamento veterinário adequado, o prognóstico costuma ser muito bom.

Os medicamentos mais envolvidos nessas intoxicações são:

  • Citalopram.
  • Escitalopram.
  • Paroxetina.
  • Fluoxetina.
  • Fluvoxamina.
  • Sertralina.

Suplementos de vitamina D

Por mais estranho que possa parecer, esse tipo de suplemento é muito perigoso para a saúde dos cães. A vitamina D é uma vitamina essencial para o bom funcionamento do organismo.

Contudo – assim como acontece com tudo na vida –, quando administrada em excesso, essa substância pode ser perigosa. A intoxicação por vitamina D causa vômito, perda de apetite, anorexia ou aumento da frequência urinária.

Em cães, essa intoxicação é frequentemente produzida pelo consumo de suplementos vitamínicos para humanos, usados ​​de forma habitual. Além disso, houve relatos de casos de certas rações consideradas perigosas por causa de doses tóxicas dessa vitamina. Essas rações foram retiradas do mercado por causa de seu risco potencial.

os medicamentos mais perigosos para os cães

Por fim, agora que já sabemos quais são os medicamentos mais perigosos para os cães, precisamos ressaltar a importância de não administrar nenhum medicamento aos animais de estimação por conta própria.

Além disso, tendo em vista a curiosidade exibida por alguns cães, seria altamente recomendável redobrar as precauções e não manter os medicamentos para uso humano ao alcance dos animais.

Pode interessar a você...
Medicamentos e remédios caseiros: o que fazer e o que não fazer?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Medicamentos e remédios caseiros: o que fazer e o que não fazer?

No armário de remédios, existem muitos medicamentos e remédios caseiros que podemos dar aos animais de estimação. No entanto, é preciso ter muito c...