Salmonelose em aves: causas, sintomas e tratamento

A salmonelose é uma infecção bacteriana que afeta tanto aves quanto mamíferos. Pode ser um problema para as aves domésticas, mas especialmente para as espécies criadas para o consumo.
Salmonelose em aves: causas, sintomas e tratamento

Última atualização: 17 Novembro, 2021

Certamente, o termo Salmonella soa familiar, especialmente se você já sofreu de uma infecção gastrointestinal causada pela ingestão de ovos ou outros produtos de origem animal em algum momento de sua vida. Embora a salmonelose seja uma doença famosa por afetar humanos, deve-se notar que aves e muitos outros mamíferos também podem sofrer com ela.

As infecções bacterianas são relativamente comuns em aves, especialmente aquelas mantidas em fazendas de produção intensiva amontoadas em pequenos espaços. Continue lendo, pois nas linhas a seguir vamos contar o que é essa condição, como ela se manifesta sintomaticamente e como é o seu tratamento. Não perca!

O que é a salmonelose aviária?

O termo salmonelose refere-se a qualquer infecção bacteriana causada pelo complexo Salmonella spp., independentemente da espécie afetada e da intensidade do quadro clínico. Em aves, os microrganismos geralmente considerados como suspeitos causais são Salmonella gallinarum e Salmonella pullorum.

Todas as espécies de aves são suscetíveis à infecção por Salmonella. De qualquer forma, fontes profissionais indicam que a prevalência da doença é maior no inverno, principalmente em espécies gregárias que se alimentam de sementes (Passeriformes). A vulnerabilidade de cada espécime dependerá de sua saúde geral, sua força imunológica e a potência do sorotipo causador.

A salmonelose é uma doença zoonótica, ou seja, pode ser transmitida de aves para humanos sem muita dificuldade. Na maioria das vezes o contágio ocorre pela ingestão de carne, ovos ou água contaminados, mas o manejo direto de aves doentes ou mortas também é uma importante via de entrada dos patógenos no corpo.

O gênero Salmonella inclui mais de 2500 sorotipos e 6 subespécies. As que mais afetam as aves são a 1 e a 3.

Salmonelose em aves é uma doença zoonótica.

Causas

A salmonelose em aves é causada por várias bactérias do gênero Salmonella. Entender sua etiologia é simples, mas o mais importante é ter clareza sobre as vias de transmissão. Elas estão compiladas na seguinte lista:

  • Infestação de pequenos mamíferos: os roedores, por exemplo, podem ficar doentes e eliminar a bactéria em suas fezes. Se um rato doente defecar na fonte de água de uma ave, pode infectar uma população inteira.
  • Transmissão vertical: uma fêmea infectada pode transmitir o patógeno aos ovos antes de eclodirem. Os filhotes nascerão doentes e, portanto, terão potencial infeccioso.
  • Acúmulo de lixo: conforme indicam fontes profissionais, as moscas são transmissoras da doença. O acúmulo de resíduos atrairá esses e outros invertebrados vetores das bactérias, o que favorecerá muito a infecção de aves domésticas.
  • Acúmulo de aves: as bactérias podem ser inaladas pela respiração de micropartículas e se manter fora de seu hospedeiro por um tempo limitado. Quanto mais aves em um espaço confinado, mais provável será que a doença se espalhe.
  • Estresse: o estresse deprime o sistema imunológico das aves, o que facilita a ocorrência de infecções.

A causalidade da salmonelose em aves está associada, em quase todos os casos, a cuidados inadequados com os animais. Agrupar espécimes, não alimentá-los adequadamente, manter as instalações sujas ou expô-los a estresse extremo são claros fatores predisponentes na hora de disseminar essa condição.

Sintomas

A infecção geralmente se manifesta nos níveis faríngeo e gástrico, mas não é incomum que bactérias colonizem o fígado e o baço. Por esse motivo, os sinais clínicos geralmente são gerais e compartilhados com muitas outras condições. Estes são os sintomas mais marcantes da salmonelose em aves:

  • Diarreia verde-amarelada manchando as penas da região cloacal.
  • Apatia generalizada.
  • Falta de apetite e perda de peso.
  • Sede excessiva e constante derivada da perda de água por diarreia.
  • Plumagem eriçada.

Além disso, deve-se notar que essa infecção é considerada muito grave. A taxa de mortalidade sem tratamento em espécimes adultos é de cerca de 50%, mas em pintinhos a mortalidade aumenta para 95%. As aves mais frágeis morrerão entre 1 e 3 dias após apresentarem os primeiros sintomas.

Diagnóstico da salmonelose aviária

Os sintomas da salmonelose aviária são muito semelhantes aos apresentados em outras condições. Portanto, a simples manifestação dos sinais clínicos não ajuda muito no diagnóstico. De qualquer forma, a suspeita começará assim que o tutor notar o quadro de diarreia e desidratação da ave doente.

O diagnóstico é bastante simples, pois basta analisar uma amostra de fezes em laboratório (coprocultura) e isolar a bactéria causadora. Em qualquer caso, é provável que o tratamento com antibióticos comece antes que os resultados cheguem, porque se esperar muito tempo, a ave pode acabar morrendo.

Tratamento

Portais veterinários indicam que o tratamento de escolha em quase todos os casos é o antibiótico enrofloxacina (produto comercial Seriflox), na proporção de 10 gotas para cada 40 mililitros de água presente no bebedouro. Esse medicamento também é usado para tratar outras infecções concomitantes. A duração total é de 19 dias: 7 de antibióticos, 5 de repouso e outros 7 de antibióticos.

Outra alternativa é a administração de cloranfenicol diretamente no bico, principalmente se a ave for doméstica e viver sozinha. Framicetina, sulfaquinoxalina e vitaminas do complexo B podem ser aplicadas sob cuidados veterinários se outras abordagens não funcionarem.

É necessário fornecer muita água às aves doentes, pois elas tendem a desidratar durante a diarreia.

Um pássaro comendo sementes.

A salmonelose em aves é uma condição relativamente comum, especialmente em infraestruturas de produção avícola com galinhas. Em qualquer caso, o melhor tratamento é sempre a prevenção: manter as instalações das aves limpas, levá-las aos exames veterinários de rotina e procurar ajuda profissional assim que detectar o menor dos sintomas.

Pode interessar a você...
O seu cachorro pode te passar Salmonella?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
O seu cachorro pode te passar Salmonella?

Existem muitas doenças que podem ser transmitidas entre animais de estimação e pessoas, mas será que um cachorro pode passar Salmonella ao seu dono...