Satiríase: desejo sexual excessivo em cães

· abril 22, 2018
O desejo sexual excessivo (ou satiríase) pode levar a problemas de saúde mental em cães. Entretanto, esse distúrbio apresenta certos sintomas e pode ser tratado, o que nos poupará de situações desconfortáveis ​​na rua.

A satiríase canina é caracterizada por um excesso de apetite sexual que pode prejudicar o comportamento e a saúde do animal. Embora seja mais frequente nos machos, as fêmeas também podem ser afetadas, mas em uma escala menor. Convidamos você a ler este artigo para saber como reconhecer e o que fazer diante de um diagnóstico de satiríase em seu animal de estimação.

Maturidade sexual em cães

Durante as primeiras semanas de vida, cachorros não têm ideia dos limites do seu próprio corpo. Portanto, não se distinguem de sua mãe ou irmãos. Essa percepção muda com o desmame, quando cada cachorro começa a se reconhecer como um ser próprio no cotidiano de sua matilha.

Mas, neste momento, ainda não conseguem diferenciar os sexos. Essa é a razão pela qual os machos e fêmeas se comportam de forma assexuada. É na chegada da puberdade e do primeiro cio da fêmea que os sexos começam a se distinguir. Os cachorros passam a se reconhecerem como seres sexualmente ativos.

Então, assim como acontece com as pessoas, é muito comum que os cães desenvolvam certos impulsos de autodescoberta e autossatisfação durante sua “adolescência”.

Os machos e as fêmeas “adolescentes” geralmente criam hábitos para explorar o próprio corpo e terem prazer. Tais hábitos envolvem lamber e sentar em cima de seus órgãos genitais. Talvez esses comportamentos possam causar vergonha ou constrangimento aos humanos, mas são totalmente normais para os cães.

O problema é quando o apetite sexual se torna excessivo. Essa conduta leva o cão a desenvolver comportamentos que colocam em risco sua saúde ou o bem-estar da casa. Como reconhecer a satiríase em cães?

Sintomas da satiríase em cães

Alguns comportamentos são naturais em cães saudáveis, ​​sexualmente ativos e não castrados. São exemplos a marcação do território e as tentativas de fugir de casa. Porém, a situação torna-se mais complexa quando o cão não consegue satisfazer seus desejos sexuais e necessidades fisiológicas. Isso pode acontecer com muita frequência se ele não morar com fêmeas receptivas.

Cachorros cruzando

Como consequência, o cão geralmente sofre de um acúmulo de tensão. Isso se reflete em seu comportamento e saúde.

Os machos normalmente tentam satisfazer seu apetite sexual com seus brinquedos, com nossas pernas, com outros machos e com vários objetos de nossa casa. Além disso, podem ficar mais agressivos, inquietos e fugir com mais frequência.

Vagar pelas ruas é um risco para a saúde de nossos animais de estimação. Nesse ambiente, ficam expostos a inúmeros microrganismos, parasitas, doenças e acidentes. Além disso, sua presença contribui para o aumento da população dos cães de rua. Portanto, a satiríase também pode ser considerada um problema social.

Nas fêmeas, a satiríase é mais rara, mas pode levar a vários transtornos orgânicos, como cistos nos ovários. E, assim como os machos, as fêmeas podem desenvolver comportamentos sexuais quase obsessivos, como ficar andando fazendo pressão ou lambendo a vulva.

Ao observar qualquer alteração no comportamento do seu animal de estimação, como sempre recomendamos, é essencial ir rapidamente ao veterinário.

Esterilização: um possível “tratamento” para a satiríase?

Para “tratar” a satiríase em nossos cães, devemos adotar certas medidas para controlar seus apetites sexuais. Também é importante evitar que o animal fuja e coloque sua própria saúde em risco.

A castração (ou esterilização) é uma cirurgia de curta duração e sob anestesia geral. Sua finalidade é remover os órgãos sexuais de machos e fêmeas. Os testículos são removidos dos machos, enquanto os ovários e o útero são removidos das fêmeas.

A retirada de órgãos sexuais não implica a eliminação do desejo sexual. No entanto, a maioria dos cães adota um caráter mais calmo e reduz seu apetite sexual após o procedimento. Os maiores efeitos de redução ocorrem em machos que são castrados antes de ter algum contato sexual com uma fêmea.

Dicas para acalmar o apetite sexual do seu cão

Tenha em mente que termos nojo ou punirmos nossos animais de estimação não ajudará na resolução do problema. É essencial entender que todos os comportamentos podem ser equilibrados ou “adequados” com a educação correta.

Placa indicando que é proibido cães cruzando

Ao observar seu cão montando um objeto ou outro animal, é importante não rir, gritar, repreender ou agir de forma agressiva. A violência é contraproducente na educação de todas as espécies. Dessa forma, uma conduta violenta pode ser muito perigosa quando se trata de cães de grande porte.

Para agir corretamente nessa situação, você deve dizer “não” em um tom firme e calmo. Também é recomendado deixá-lo preso em sua coleira em um canto isolado da convivência familiar. Logicamente, não devemos deixar o cachorro ao ar livre durante mau tempo, na chuva ou em um ambiente com pouca higiene.

Prender ou amarrar pode ser um ato simbólico. Essa ação serve mostrar que sua atitude não corresponde às normas da casa. Porém, é preciso atentar que apenas alguns minutos são suficientes para o cão entender essa “mensagem”.